Detalhes do evento

Pela Proteção do Axé

Horário: 3 dezembro 2012 o dia inteiro
Local: Ilê Axé Ayrá Izô
Rua: Rua Maria Augusta Maia, 17, 1ª Travessa de Campinas
Cidade: Salvador
Site ou Mapa: http://www.facebook.com/media…
Tipo de evento: ato, em, defesa, do, ilê, axé, ayrá, izô, ameaçado, de, desativação
Organizado por: Chicco Assis
Última atividade: 3 Dez, 2012

Exportar para Outlook ou iCal (.ics)

Descrição do evento

Pela Proteção do Axé

Povo de Santo, Comunidades Negras, Artistas, Autoridades Políticas e outros Formadores de opinião se mobilizam para impedir destruição de Terreiro

 

Nesta Segunda, dia 03, às 08h, acontece ato público “Tenho Fé, defendo meu Axé”, em defesa do Ilê Axé Ayrá Izô (Capinas de Brotas) que, por decisão judicial, está ameaçado de ser desativado e até demolido. O manifesto que é apoiado pelo CEN – Coletivo de Entidades Negras, contará com a prticipação de personalidades ligadas às questões da população afrodescendente, como a cantora Márcia Short, Tuta (mãe do cantor Márcio Vitor), dentre outros.

A ordem de despejo põe em risco mais de 50 anos de dedicação ao culto dos Orixás, bem como a realização de diversas atividades relacionadas à cultura popular e outras ações sociais desenvolvidas pelo Terreiro. Além dos rituais sagrados, o Terreiro realiza um calendário de celebrações da cultura popular, como a Trezena de Santo Antônio e a Benção da Fogueira de São João. Além da sua atuação de social, pois a casa ainda abriga famílias, num total de 12 pessoas, dentre elas diversas crianças, que ali vivem.

Os adeptos do Terreiro realizam ainda a arrecadação e a doação de alimentos, vestimentas e materiais de higiene, para diversas outras entidades e instituições, a exemplo do GRID / Ponto de Cultura Plantando Arte, Igreja Santo Antônio da Barra; Igreja da Conceição; Igreja de São Francisco; Lar da Criança (nos 2 Leões); Abrigo da Imaculada Conceição (Brotas) e, Abrigo Santo Antônio (Irmã Dulce).

Após 20 anos de ações na justiça e diversas tentativas de sensibilização dos parentes do falecido Sr. Ângelo Gagliano, doador do terreno onde está instalado o Ilê Axé Ayrá Izó, as atividades sociais e culturais desse centro estão com os seus dias contados. A sentença, que concedeu aos familiares do Sr. Ângelo a ordem de desocupação do terreno onde está situado o Terreiro, atinge não apenas a Casa de Santo e sua história, mas também contribui com as cenas discriminatórias contra a religiosidade e a cultura de matriz afrodescendente.

Para agravar ainda mais a situação, a responsável pela fundação e manutenção do Templo religioso, conhecida como D. Angélica, uma senhora de 72 anos, que está fazendo em tratamento contra um câncer em estágio avançado. Devido o estado de saúde da matriarca, a casa está sendo conduzida por seu filho Pai Franklin.

 

Ilê Axé Ayrá Izó

Endereço: Rua Maria Augusta Maia, 17, Campinas de Brotas. Rua transversal que fica próximo ao Colégio Monte Carmelo, ao lado da oficina mecânica Tito Motor.

Caixa de Recados

Comentar

RSVP para Pela Proteção do Axé para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comparecer (1)

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço