OLHA AS COISAS QUE APARECEM DE UMA FORMA DISSIMULADA E COM UMA ARROGÂNCIA


Blumenau 18 de maio de 2012

Assunto: Discriminação

À "presidente(a)" Dilma Roussef,
Prezada compatriota
Como minoria segregada no Brasil, nós, descendentes de alemães, solicitamos providências do governo federal para sermos igualados aos negros, perdão, afrodescendentes, no que tange aos direitos dos cidadãos. Para tanto, pacificamente reivindicamos seja aprovada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que contemple os seguintes pontos:
01 - Fica estabelecida a cota de 5% para alemães e seus descendentes nas universidades públicas brasileiras;
02 - Fica proibido chamar descendentes de alemães, ucranianos, holandeses e outros europeus de polaco, galego, branquela, etc e tal; 
03 - Fica proibido chamar um indivíduo de "alemão", pois o termo é pejorativo e denigre a imagem deste como ser humano;
04 - Fica estabelecido que os descendentes de alemães devem sem chamados de "germanodescendentes";
05- Chamar alemão de alemão passa a ser considerado crime de racismo – inafiançável - a despeito do fato de a raça humana ser uma só;
06 - Igualmente deve ser considerado crime de racismo o uso das expressões "alemaozão", alemãozinho","alemoa", "alemoazinha", “bicho de goiaba”, etc, para se referir aos germanodescendentes;
07 - Fica proibido o uso de expressões de cunho pejorativo associadas aos descendentes de alemães. Ex: "Coisa de alemão!", "Alemão porco....", "Só podia ser alemão", " alemão batata" , " comedor de chucrute", "porco chauvinista", “português que sabe matemática”, etc;
08 - Fica estabelecido o dia 25 de julho co "dia nacional da consciência germânica" como feriado nacional;
09 - Fica estabelecido o dia 25 de novembro como "dia nacional do orgulho alemão”, com feriado nacional , mesmo que não se possa chamar alemão de alemão;
10 - Fica criada a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã, subordinada à Secretaria Especial de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial;
11 - Fica estabelecido o prazo de 2 anos para a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã virar Ministério dos Alemães, juntando-se aos outros 38 ministérios brasileiros já existentes, mesmo que não se possa chamar alemão de alemão;
12 - Fica proibida qualquer atitude de segregação aos descendentes de alemães, as quais os caracterizem como inferiores a outros seres humanos;
13 - Fica restrita ao governo brasileiro a pressuposição de que os alemães são inferiores, estabelecendo cotas, restrições associativas, nominativas e sanções para as mesmas;
14 - Passa a ser crime de "germanofobia" qualquer agressão deliberada contra um descendente de alemães, mesmo que não possa chamar alemão de alemão;
15 - Toda criança que usar a expressão "alemão batata come queijo com barata" estará cometendo Bullying e deve ser encaminhada para tratamento psicológico;
16 - Em caso de um negão chamar um alemão de alemão, este adquire o direito de chamar o negão de negão sem aplicação das sanções já previstas em lei;(Essa é ótima).
17 - Ficam estabelecidos como Centros Nacionais da Cultura Alemã o bairro Buraco do Raio em Ivoti/RS , a zona central de Blumenau/SC e o bairro “ Drei Parrulho” em Santa Cruz do Sul.
Blumenau, 18 de maio de 2012. 
PS: Caso italianos, portugueses, espanhois, sirio-libaneses, japoneses, bolivianos, paraguaios, poloneses e tantos outros também se unirem em projetos similares, haverá dificuldades para aqueles que fazem questão de ser apenas brasileiros conseguir vagas em universidades e direitos especiais. Danem-se! ... ou em alemão: 
- WÁSSIFUDEN!!

Exibições: 415

Responder esta

Respostas a este tópico

Realmente, essa nota é a prova fática de que o racismo a cada dia que , nós avanços nas consquista, vai se assacerbando. parabnes pelo fato notíciado. Por isso acho que as entidades do movimento tem efetivamente que aumentar o enfrentamento ao racismo.

Gente o que precisamos entender que Racismo é um fato no Brasil e no Mundo. Pois trata-se de pessoas que acreditam serem superiores as outras devido a cor da sua pele. Mas pra mim o mais importante no combate ao racismo é o negro, índio,  seja lá o que for. Saber e entender dos seus direitos, quando nada saber se defender através de sua oratória. Eu particularmente nunca me senti ofendido quando alguém me chama de negão, preto ou coisa do gênero. Apenas mostro a quem "me acusa" de tal coisa talvez tenha algum problema de doença na visão, e que precise afirmar para ele mesmo que sou negro sim, é a cor da minha pele e que isso não justifica que ela seja melhor do que eu em nada, apenas diferentes em certos aspectos da vida, sejam esses aspectos culturais, históricos, financeiros ou sociais. Ou seja, existe uma serie de questões que vão além disso. No dia que o negro começar a perceber que apenas conhecendo suas historias e seus heróis, sua alma e seu povo. Aí sim seremos respeitados por ser quem somos.

Pô Nazaré. Não estamos falando de auto estima. Estamos falando de racismo. Então se vc aceita passivamente essa violencia, está equivocado em muitas coisas, meu camarada.

Responder à discussão

RSS

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço