Em comemoração ao Mês da consciência negra, o Núcleo Educacional de Ações Afirmativas-NEAF, estará participando no dia 18 de novembro, do III Seminário Consciência Negra, realizado pelo PDA Cajazeiras, que neste ano terá como tema principal, o Racismo x Escola.
Tal Seminário acontecerá no Auditório do Colégio Estadual Leonor Calmon, no bairro de Cajazeiras, Salvador/Bahia. As inscrições só poderão ser feitas através do E-mail: ericabomfim7@gmail.com.

Exibições: 62

Respostas a este tópico

Vcs sabiam que o Brasil convidou Americanos confederados ex-fazendeiros sulistas  que perderam a guerra a vierem morar aqui? Que eles receberam incentivos financeiros de entidades públicas e privadas para se mudarem e se instalarem no Brasil? Vc conhece a cidade chamada americana no estado de São Paulo? http://pt.wikipedia.org/wiki/Americana

Ele perderam suas terras e todo o seu dinheiro e foram convidados mesmo pobres a vierem ao Brasil, receberam casa e terra para plantar e criaram comunidades entre as cidades de Santos e São Paulo. Eles não se misturavam com os brasileiros, até mesmo os odiavam, mas ficaram a qui por vários anos como fazendeiros e exportaram seus comodites pelo porto de Santos, e depois, por não gostar da política brasileira, do clima, da religião  e outras coisas fizeram dinheiro e voltaram para os Estados Unidos. Assim como os americanos, outros grupos foram convidados a mudar para cá com status de cidadões e com incientivos financeiros do governo e de bancos por exemplo, para abrirem negócios ou trabalharem por salários e muitos ficaram. Os AFRICANOS  vieram com status de "peças" quando o Brasil era mata fechada. Trabalharam para construir tudo, casas, plantações, igrejas e cidades, sem receber um centavo muito pelo contrário,lhes custou a vida  de muitas gerações passadas, conteporâneas e futuras. Só depois que o"brasil" se tornou "BRASIL" ou seja, viável, outros grupos europeus e asiáticos vieram com status legais e morais de cidadões com oportunidades de de abrir negócios ou trabalhar por salário, com bagagem culturam que lhes possibilitou viver segundo a sua cultura e desenvolver comunidades morando já no asfalto. Enquanto os já africanos descentes  viviam aqui já a pelo menos 300 anos, falando a língua brasileira, vivendo na margem das cidades, em morros hoje favelas, sem status morais  de cidadões e direitos legais discriminados, trabalhando de serviçais de casa, sem incetivos públicos e privados para abrir negócios, trabalhando por salários muito menor que os outros grupos de imigrantes em fábricas e com laços culturais banidos pela sociedade dos Europeus e então Asiáticos e seus descendentes. Eu acho que em condições como essas fica financeiramente, psicologicamente e sociológicamente impossível progredir na sociedade. Sendo assim, eu penso que temos direitos de cotas em todas as áreas públicas e privadas de mais de 50%. Sem vergonha! O que você acha?

RSS

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2022   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço