Informação

Poesia e Literatura

Grupo de discussão sobre Poesia e Literatura do Brasil e do Mundo.

Local: Mundo
Membros: 179
Última atividade: 15 Nov, 2016

Cadernos Negros - poema de Cristiane Sobral

Fórum de discussão

Qual seu poeta ou escritor/a negro/a preferido/a? 12 respostas 

Qual seu poeta negr@ preferid@? Deixe sua dica aquiContinuar

Iniciado por Paulo Rogério. Última resposta de Antonio Cabral Filho 16 Out, 2016.

Ramon Argolo acaba de publicar o livro "Dor de Pancadinha" pelo Clube de Autores!

Prezados,É com satisfação que apresento a todos vocês "Dor de Pancadinha", minha mais nova publicação (já na versão epub para tablets ou smartphones) que trás em seu conteúdo poemas viscerais,…Continuar

Tags: profundo, sagaz, grito, choro, emoção

Iniciado por Ramon Argolo 12 Fev, 2015.

Raça Brasileira 1 resposta 

No ato da matrícula do…Continuar

Iniciado por AJ Cardiais. Última resposta de jorge amancio 20 Nov, 2012.

Conscientizar...

 Consciência…Continuar

Iniciado por AJ Cardiais 19 Nov, 2012.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Poesia e Literatura para adicionar comentários!

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 11 novembro 2014 às 10:35

SEM  GEOMETRISMO  DAS  CORES... (1ª parte)

                                                                                                  ojotaesse@gmail.com

AZUL DO CÉU, DO MAR AZUL DE TUDO AZUL...

VERDE DA ESPERANÇA, ABUNDÂNCIA, DA FLORESTA...

AMARELO DA RIQUEZA, DO AMARELO, “SEM AMARELAR”...

BRANCO DA PAZ, DAS MÃOS LIMPAS, DAS BRUMAS DO MAR...

 

NO GEOMETRISMO DA NOSSA BANDEIRA

- QUADRILONGO QUE CONTORNA O VERDE DAS NOSSAS FRONTEIRAS...

- CÍRCULO CONTENDO NO AZUL ESTRELADO DO CÉU, O CRUZEIRO DO SUL...

LOSANGO RIQUEZA, DO POVO, “SEM AMARELAR” AMARELO...

- ARQUEADA BRANCO E PALAVRA DE ORDEM, ESCRITO EM VERDE O “NÃO A  

                                            BELIGERÂNCIA...

 

NO TREMULAR DA ALTIVA BANDEIRA

-NOS MASTROS, ALTANEIROS DO TERRITÓRIO BRASILEIRO...

-NAS POPAS DOS NAVIOS, APORTAR DE SUAS VITÓRIAS...

-NAS ASAS DOS PÁSSAROS METÁLICOS, BICOS E GARRAS VARONIS...

-NAS MÃOS CONSCIENTES DOS INSUBMISSOS, CORPOS QUE FORAM DOADOS 

                                                                                                PORTANDO FUZIS...

 

-NOS TEMPORAIS, TREMULANTES CORES AGITADAS, NÃO ESQUECIDAS..,

-NO TECIDO, ÀS VEZES SEU VERDE ESGARÇADO, MANTIDA VIVA  ESPERANÇA...

-NAS CORES, TODAS QUATRO CORES, COMO OS CARDEAIS PONTOS...

-NO VERDE, SEMPRE VERDE, TOTAL VERDE INDIVISÍVEL...

-NA SELVA, O ARCO A FLECHA, A DEFESA, O SUSTENTO...

-NO CONTINENTE, A RIQUEZA DO OURO E MINERAIS, A ÁGUA DA SUPERFÍCIE, 

             DOS AQUÍFEROS, ENERGIA LÍQUIDA NAS POROSIDADES DO SUBSOLO...

-DOS DENTES BRANCOS DA PAZ SORRIDENTE...

             EM CANINOS DILACERANTES FERAS GUADIÃES DO TERRITÓRIO...

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 11 novembro 2014 às 10:35

SEM  GEOMETRISMO  DAS  CORES... (2ª parte)

 

-DIPLOMACIA, CONCILIAÇÃO, NÃO INTERVENÇÃO...

-TODAS RELIGIÕES, TODOS IRMÃOS EM TODAS NAÇÕES...

-O “BERÇO ESPLÊNDIDO” O GRITO DE ACORDAR PARA O GIGANTE”...

            ASSIM CONECTADOS OS JOVENS EXIGENTES, LHES FORA LEMBRADO:

                                “SEJAM REVOLUCIONÃRIOS’’...

-EM ATENDIMENTO DEVERÃO SER  EXIGENTES “NUCLEAR” NUCLEADOS...

            “TEMOS DE SER POTENTES”...

“NÃO CULTIVAREMOS O “COGUMELO RADIANTE DOMINANTE”...

            “APENAS GARANTIREMOS A SOBERANIA DE UM PAIS CONTINENTE”

                   “VISUALIZADO O “SUL” APADRINHADO POR POTENTE...

                                                   O “NORTE”POR UM ISOLADO DIFERENTE...

O VERDE DO TERRITÓRIO, O AMARELO DAS RIQUEZAS DO AR, TERRA E MAR...

OURISVAL JIVINIANO DE SANT´ANA – 05.11.2014  (71)9968-1351 

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 11 novembro 2014 às 10:33

“AFRO-ESTRANGEIRO” (1ª parte  )                                                                                                                                                              

                                                                                                                                     ojotaesse@gemial.com

APORTADO NOS NAVIOS NEGREIROS, OS AFRO-ESTRANGEIROS...

TRAZIDOS OS  “PIGMENTADOS” PARA TROPICAL FLORESTA DE CAULE EMBRASADO...

VINDO DA OUTRA  MARGEM DA PLACA TECTÔNICA, PELO OCEANO DIVIDIDA...

RIO DAS  MARGENS  ATLÂNTICAS:  BRASIL E ÁFRICA,OS  CHEGADOS  AMARRADOS  EM  CORRENTES;

                “ALADO AFRO-BRASILEIRO” NA REALIDADE “AFRO-ESTRANGEIRO”...

 

 NA   ECONOMIA:

“AS COISAS PRODUTIVAS”, SUSTENTARAM OS “DESCOBRIDORES” EURO-ESTRANGEIROS...

“OS AFRO-ESTRANGEIROS”  PRODIZIRAM  A  MOEDA  NÚMERO  UM,  DO  AFORTUNADO“TIO  PATINHA”...

NO TERRITÓRIO:

AMPLIAÇÃO CONSOLIDADA, FINCADA AS  BANDEIRAS  QUE  DELIMITAM AS NOSSAS  FRONTEIRAS...

NOS   CICLOS   DE   RIQUEZAS:

-A MADEIRA COM PIGMENTAÇÃO RUBRA, COR DE BRASA, “BRASA BRASIL”,

-PEDRAS PRECIOSAS, CANA DE AÇUCAR, CAFÉ, CACAU, PASTAGENS, LAVOURAS  VARIADAS, MINÉRAIS ESTRATÉGICOS, RESERVAS PETROLÍFERAS,  SETEMA ECONOMIA, O FUTURO NAS  RESERVAS  D´ÁGUA...

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 11 novembro 2014 às 10:32

“AFRO-ESTRANGEIRO” (2ªparte )                                                                                                                                                          

 

 

NAS   RENOVAÇÕES   PRODUTIVAS:

-O  SUOR  DOS  ESCRAVIZADOS,  SUBSTITUIDOS  PELA  REVOLUÇÃO  INDUSTRIAL, “BONDOSOS PERSEGUIDORES”  DOS  NAVIOS  NEGREIROS, OS  INVENTORES  DAS  MÁQUINAS  A  VAPOR...

-DESCARTADOS OS ESCRAVIZADOS, NÃO  MAIS  APORTADOS  SEUS  VENDEDORES,  AS  CENZALAS

FECHADAS,  SEUS  OCUPANTES  PERSEGUIDOS, SEM  TERRA  E  DONOS,  OS  “DESOCUPADOS”...

-FUGITIVOS POR VARIADOS MOTIVOS, AQUI  APÓRTADOS, RECEPCIONADOS COM VALORES E TERRAS, “COLONIAS  AGRÍCOLAS”, HOJE  CIDADES  COM  SEUS  VALORES  PRESERVADOS...

MISCIGENAÇÃO  FALACIOSA:

APORTADOS  DOMINADORES, DONATÁRIOS  EXPLORADORES,  CHEGADOS  SEM  FÊMEAS  OU  SUAS

COMPANHEIRAS, FISIOLOGIA SUBSTITUIDA  POR  ATOS MASTURBATIVOS,  ZOOCÓPULA,  BUSCA DAS NATIVAS  OU SUBMISSÃO  RESISTIVA  DAS   MUCAMAS , TAMBEM  SUAS  MÃE  DE  LEITE–  AFASTADO  DOS  ATOS , APENAS  BIOLÓGICOS, OS  CONTEUDOS SOCIAIS, ASSIM  AS  MATIZES  ÉTNICAS  VARIADAS...

-CONVIVERAM E CONVIVEM OS MISCIGENADOS, APARENTIMENTE  PASSIFICADOS,  INTIMAMENTE  HIERARQUIZADOS, INVERSAMENTE  AOS  TONS  PIGMENTADOS,  “CAPITÃO DO MATO”, NA  CAÇA  DOS  FUGITIVOS  MAIS  PIGMENTADOS,  MATA  AFRO-ESTRANGEIROS  ESCRAVISADOS”...

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 11 novembro 2014 às 10:32

“AFRO-ESTRANGEIRO” (3ªparte)

 

RELIGIOSIDADE  E  CRENÇAS:

OS  APORTADOS   NÃO  PIGMENTADOS,  COM  SUAS  CULTURAS, CRENÇAS  E  RELIGIOSIDADES,  OS “COISIFICADOS”  RESISTIDAMENTE  READAPTADOS, “ASSIM  OS  SINCRETISMOS”...

FALACIOSAS   INCLUSÕES  SOCIAL!...

-SUPOSTAMENTE  CONSIDERADOS  “EXCLUIDOS”, NA  RALIDADE  JAMAIS   “PIGMENTADOS” TIVERAM AÇÕES  PARTICIPATIVAS, NÃO EXCLUEM-SE  “OS  QUE  NUNCA  FORAM  INCLUIDOS”.

-NUCLEADOS  E  READAPTADOS  OS  DOMINADORES, OS  PIGMENTADOS  SÃO “ELÉTRONS” NOS ÓRBITAIS  DISTANCIADOS   DOS  NÚCLEOS,  ASSIM  O  PODER  CONCENTRADO...

HABITAVAM  AS   SENZALAS:

OS  CASTIGADOS  QUE  NÃO  ERRARAM!  AÇOITADOS  NOS  TRONCOS, NELES  MORTOS OU  MUTILADOS!

NAS RESISTÊNCIAS, O “BERIMBAU”, INSTRUMENTOS  MUSICAIS  OU LANÇAS  DE COMBATENTES...

NAS PROTEINAS,  RECICLARES  DE ESQUELETOS  E  VÍCERAS  DE ANIMAIS  TERRESTRES  E  AQUÁTICOS...

NAS CRENÇAS, AS BÉNÇÃOS  DOS  ORIXÁS, O SINCRETISMO  DA FÉ...

SENZALAS  FECHADAS,  NA ABOLIÇÃO, OS  COISIFICADOS  ESCRAVIZADOS, “EM SERES  PROMOVIDOS”.

NAS COLÔNIAS DOS APÓRTADOS, COM TERRAS PRODUTIVAS E RECURSOS, MATIDAS SUAS CULTURAS...

“AFRO-ESTRANGEIROS”, PERSEGUIDOS  NA FÉ, NAS TERRAS  E CULTURA, QUILOMBOS  QUILOMBOLAS.

“DIÁSPORA” CONTEMPLATIVA, DAS  VIDAS  DOS  NÃO INCLUIDOS, FUGIRAM  DOS  DOMINADORES  ESCRTAVISADORES,  FORAM  CAÇADOS  EM  SUES  TERRITÓRIOS  DE  ORIGEM, ASSIM  CHEGADOS...

AFRO-BRASILEIROS, EURO-BRASILEIROS, OS PIGMANTADOS  NÃO ENCONTRADOS, NOS PODERES  DO “ESTADO”, ALGUNS  RAREADOS,  NÃO  FORAM  INCLUIDOS  OS   COISIFICADOS  AFRO-ESTRANGEIROS...

 

OURISVAL   JOVINIANO DE  SANT´ANA  -  04.09.2014   (71) 9968-1351

 

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:42

EFEITO  APARENTE...

                                                                                                                     ojotaesse@gmail.com

RISOS EXIBIDOS, FAZENDO APARECER FORTES DENTES...

OS QUE FORAM AÇOITADOS,

APARENTES COMPLACENTES

ASSIM DESTRUIMOS, OS IRMÃOS DESCENDENTES...

 

NAS FERAS, AGRESSIVOS  DENTES E PRESAS, EM NÓS, NÃO SABIDO OS EXIBIDOS...

CAÇADOS  NA OUTRA MARGEM ATLÂNTICA, POR IRMÃOS INOCENTES...

GERAÇÕES DE VIVENTES,  IRMÃOS AOS SEUS, INDIFERENTES ...

PRODUZIRAM  RIQUEZAS, QUE RESULTARAM SERES INDIGENTES...

 

PODERIA SER DIFERENTE:

JÁ DIZIAM NOSSOS ANTIGOS PAIS “O TOURO NÃO SABE A FORÇA QUE TEM”...

POPULAÇÃO DE DESCONTENTES, COM RISOS NOS DENTES...

SUSTENTA FAUSTO COM VINHOS, BEBEMOS AGUARDENTE...

PRODUZIMOS ALIMENTOS QUENTES, COM DENDÊ E PIMENTA ARDENTE...

DANÇAMOS E GINGAMOS: ELES AS MARCIAIS, ELAS AS “IALORIXÁS” DA GENTE...

NÃO NOS TIRARAM AS RAÍZES DA FLORESTA GENEALÓGICA, MANTIDA SEMENTES...

NAÇÕES QUE DEGLADIAVAM-SE, ASSIM A CULTURA  DAS AMARRAS E CORRENTES...

NAS SENZALAS, “BABEL” DE NAÇÕES DIFERENTES...

DESAGRUPADOS CONCORRENTES, COM  LINGUAGEM TRIBAL DIFERENTE...

“CAXIXI MOLDADO”PELOS DOMINADORES, BARRO UMIDECIDO, AMASSADO, COM  

                                   “FOGO EMBRASADO”COZIDA A MOLDADA ARGILA AQUECIDA...

 

A INCONSCIÊNCIA DA GENTE:

PIGMENTAÇÃO CLAREADA, INDUTOR PENSAMENTO MERCENÁRIO...

“INVEJOSOS IRMÃOS, “NÃO POSSO, IMPESSO QUE FAÇAM”

PULVERIZADOS SOLDADOS, DESASSOCIADOS, FRATRICIDAS TRINCHEIRAS...

 

-CORRENTE COM ELOS DE AÇO  E  PLÁSTICOS...

NÃO SEGURAM  E NEM SOCORREM

-“GRANADAS GUARDADAS”...

NÃO DEFENDEM, NÃO ATACAM

-COM A MESMA BANHA FRITAMOS...

IRMÃOS INVIABILIZAM IRMÃOS, NOS  AUTO-DESTRUIMOS

-ABORTAMOS NOSSAS POSSIBILIDADES...

COMO “CANIBAIS”, NOS COMPORTAMOS

-NOS CARNAVAIS, COM MÃOS CALOSAS, O ESMAGAR PROVOCAMOS...

“CORDEIROS”COMPRIMEM SEUS IGUAIS, POR DINHEIRO!...

-CONTINUAM AFORTUNADOS COM O NOSSO SUOR...

DO CALDO DOCE DA CANA CHUPADA, NOS RESTA O BAGAÇO ESMAGADO...

OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA  18.09.2014   (71) 9968-1351

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:39

INQUIETAÇÃO...

                                                                               ojotaesse@gmail.com

ANSIADOS  CORPOS,

DOIS AMANTES  À  PROCURA DE BEIJOS...

TALVEZ “ROMEU” , SEM CERTEZA DE SER “JULIETA”,

AMADOS  EM  DESEJOS  COM  MEDO...

 

DOIS CORPOS POR SENTIMENTOS DOPADOS,

POR  ANSIADOS  DESEJOS...

SEM  DORES  FÍSICAS, 

DOIS  CORPOS  COM  MEDO...

 

PERDIDOS NASCIDOS

DOIS VIVOS COMO POR ENCANTO, ENCONTRADOS...

VIBRANTE  CALOR  E DESEJOS, DAS  CARNES  DOS  CORPOS...

SUDORESES  COM  MEDO...

 

OPOSTOS  CAMINHOS,

CURVAS  E  ESPINHOS...

APARENTE  DISTANTE,  BEM PERTO  EM  CÍRCULO,

FREIO  NA  CURVA  FECHADA,  COM  MEDO...

 

-NA ESFERA,  HORIZONTE  E  DESEJOS,

NA  FRONTEIRA,  O  MEDO...

-VAPOR  D´ÁGUA,  RESFRIADA  EM GOTAS  SOMADAS,

TANTOS  CAMINHOS, FOZ  OU DELTAS  COM  ÁGUA...

-RIOS  ESTRADAS, CAMINHO DAS ÁGUAS...

LAGOS,  LAGOAS,  AQUÍFEROS  COM  ÁGUA...

-RIOS  CAMINHOS  QUE  LEVAM  AO  MAR,  

ÁGUAS  PARA  SEREM  LAVADAS...

 

PAVOR  NA CAMINHADA, OBSTÁCULOS  DO  MEDO,

TROMBA  D´ÁGUA,  CORRENTEZA E CORREDEIRAS  NA ESTRADA...

CACHOEIRA  A  QUEDA,  MARGENS  OPRIMEM  A  PASSAGEM  D´ÁGUA...

DO  ANSIADO  DESEJO,  COM  MEDO...

ABISMOS,  COM  MEDO...

NAS  FACES  DOS  CORPOS  CANSADOS.  SUADOS  COM  ÁGUA...

NASCENTES EM FILETES,  NAS  FACES   ÁGUAS  QUE  DESCEM,

O CÍRCULO FECHADO,  OS  DOIS  ABRAÇADOS...

CRISTALINA  LEVEMENTE  SALGADA,

                             NASCENTE  NOS  OLHOS, DE  ÁGUA  LAVADA...

OURISVAL  JOVINIANO  DE  SANT´ANA 23.09.2014 (71) 9968-1351

                                          

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:38

UM  SER  “DOPADO”                                                              

DO INCONSCIENTE SER NASCIDO...

DO ACORDAR  APREDIZADOS, PELOS ANTERIORES NASCIDOS

DO NADA SABIDO, QUANDO NASCIDO... TALVEZ DE TUDO HOUVERA ESQUECIDO...

DO RESGATE  POR TER DESOBEDECIDO... “COMERA  O FRUTO PROIBIDO”...

 

COMO NÁUFRAGO SOLITÁRIO...  ÁGUA POR TODOS LADOS...

NO DESERTO, UM SER SEM ÁGUA... CALOR EM SOLO EMBRASADO...

NA GELEIRA  COM ÁGUA... O SOLO LÍQUIDO NEVADO OU PETRIFICADO...

NA FLORESTA  AS TRILHAS DESENCONTRADAS... PAVORES POR TODOS LADOS...

 

O NÁUFRAGO, UM “FRACO” AGARRADO NUM TRONCO MOLHADO...

OHAR  DE CORPO ILHADO, NUCLEADO... POR HORIZONTES CIRCULADO...

SOB O CORPO NO  MAR  EM  BALANÇADO,  PREDADORES ESFOMIADOS...

COM SEDE NO MOLHADO, ANGUSTIADO SOCORRO PELO SER DOPADO...

 

 PERDIDO NO DESERTO, INTENSO ÁRIDO, TEMPESTADE DE AREIA, LÍQUIDO RAREADO...

UM CORPO  DEBILITADO, AOS  POUCOS  DESIDRATADO...

RASTEJANTE ARQUEJANTE, VISUALIZA O BEDUÍNO DEITADO, LÁBIOS RACHADOS CALADOS

ENQUANTO VIVO, A ESPERA NO OÁSIS CHEGADA PELO SER DOPADA...

 

EM  PARAQUEDA CAIRA, O SOL PÁLIDO DOS DIAS, ÁGUA ENDURECIDA...

“AMIGO URSO”,  DA HIBERNADA  ACORDARA...

OS LOBOS EM MATILHAS,  GRITOS  EM  UIVADOS...

PÉS E MÃOS CONGELADOS,  DO RESISTENTE SER DOPADO...

 

ESPLENDOROSA FLORESTA, COM FLORES, FRUTOS, ENTAPETADAS COPAS DAS ÁRVORES...

ÁGUA EM RIOS, LAGOS, LAGÔAS, CHARCOS E CACHOEIRAS, DAS NUVENS PRECIPITADAS...

FRUTOS MADUROS CAÍDOS, BEBERA APENAS GOTAS D´ÁGUA, O SERENO DA MADRUGADA...

TODOS AS CORES, PÁSSAROS CANTAM, PICADO PELA CORAL, UM SER DOPADO...

 

-MILÊNIOS DOS TEMPOS PASSADOS...

O CAMINHO PELO “ENVIADO” FORA ENSINADO...

-VOLUNTÁRIO ARREPENDIMENTO PELOS  ERROS PRATICADOS...

CONTRITO PEDIDO DE  PERDÃO PELOS PECADOS...

-COMO NA CHEGADO SEM NADA... NÃO LEVARÁ DO ENCONTRADO,

EMPANTURRA-SE COM USURA... INDIFERENTE AOS FAMINTOS DO SEU LADO...

-BIOMAS, ECOSSISTEMAS, ÁGUAS, CLIMA EM EQUILÍBRIO  CONTROLADO,

USO DOS RECURSOS ENCONTRADOS  DESREGRADOS,

-ATMOSFERA, ÁGUAS, SOLO; POR EQUÍVOCOS ESQUECIDOS DO “COMPROMISSO FIRMADO”,

NASCIDOS NÃO SÃO DONOS, NEM NO PASSADO VIVIDO, DEVOLVERÃO O “EMPRESTADO”...

 

-OS VIVOS, ANIMAIS E VEGETAIS HABITAM O AMBIENTE...

SUSTENTAM-SE SOMENTE PARA MANTER-SE SOBREVIVENTES...

-EM CADA, CÓDIGOS DAS PRÓPRIAS SEMENTES...

-OS DOMINANTES SERES, SUPOSTAMENTE DENOMINADOS “INTELIGENTES”...

MESQUINHOS CONDENAM INOCENTES...

-MILÊNIOS PASSADOS, NÃO DEPURADOS, AINDA HOJE PRESENTES...

NA ESCOLHA DE “BARRABÁS”, CRUCIFICAM O “INOCENTE”...

CONTINUA DOPADA, A CONSCIÊNCIA DA GENTE...



Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:37

UM CERTO MOMENTO...

 

NA CASA FECHADA...

GEMIDO DOÍDO DE DENTRO DO QUARTO FECHADO...

NO QUARTO, UMA GESTANTE ESPERANDO O INSTANTE...

 

NO CORREDOR DA CASA CIRCULAVA CORRENTE DE VENTO...

À DIREITA POR DENTRO DA CASA, A PORTA DA RUA E JANELAS FECHADAS ...

NA RUA PASSAVA, O PADRE, A FREGUESIA, A REZA DA “AVE MARIA”...

OS PEDINTES  PEDIAM, ÁGUA NAS CACIMBAS DAS CASAS E NO LEITO DO RIO...

 

NA SALA DA CASA, RETRATO EMOLDURADO DOS PAIS,  DOS PAIS E DA MÃE MARIA...

UMA MESA RÚSTICA DE MADEIRA, CRISTALEIRA E BANCOS, INEXISTIA CADEIRAS...

AO CANTO UMA “TALHA DE BARRO”, COM TAMPA ENCOBERTA COM PANO BRANCO.

NA GAIOLA, SALTITANTE CANARINHO DA TERRA, MASCARRDO, QUASE AMARELO...

 

NO LADO ESQUERDO DO CORREDOR, UMA SALA COZINHA, DE BARRO E VARINHAS...

O DEPÓSITO D´ÁGUA, UM PORRÃO DE BARRO, NA JANELA UMA MORINGA CHEIA...

NA MESA, UMA CESTINHA DE BANANAS, OUTRA COM BEJÚ DE FARINHA...

UMA CORDA QUE PENDURAVA, CHOURIÇO, TOUCINHO E CARNE SECA SALGADA...

PRATOS DE BARRO, COPO DE BARRO, CANECA ARREADA, POLIDA DE ALUMÍNIO...

 

UMA TRILHA AOS FUNDOS DA CASA DE TAÍPA, COM MOITA DE FEIJÃO GANDÚ...

NA VARANDA DESARRUMADA, AO LADO DA CASA, UM CÃO DE CAÇA E GAIOLAS...

A PARTE DOS FUNDOS, UM FOGÃO E PANELAS DE BARRO, FOGO DE GALHOS SECOS

TEMPERADO COM ERVAS, CEBOLA ROXA E TOMATES DO MATO, FEIJÃO SEM CARNE

O OSSO DE GADO OU PORCO, COMO TEMPERO DO FEIJÃO BREJEIRO...

 

UMA TRILHA DO CAMINHO “A SANITÁRIA MOITA”, “FULANO FOI AO MATO”, DIZIAM...

NESTA TRILHA, RETORNA NO MOMENTO, BARRIGUDO LAMEADO PORCO BAÉ...

CHOCALHADOS GRÃOS DE MILHO,E, EM ALVOROÇO GALINHAS E ARISCAS  SAQUÉ...

ANINHADA ZANGADA ARREPIADA, NO NINHO ELEVADO, CIPÓ TRANÇADO E PALHAS

CONFERINDO PARA O RESGUARDO: PIRÃO DO CALDO, DO ESCALDADO DE GALINHA...

 

UM CERCADO DE VARAS CURTAS, SEM  ESPAÇOS NO ENTRELAÇADO ENTRE ELAS...

NO MORÃO DO CERCADO, EM LAÇO AMARRADO, O JEGUE QUE BUSCA ÁGUA...

TRANSTORNADO PELO FARO, DA FÉMEA DO MACHO, FICARA ENFURECIDO POR ELA...

QUEBRADAS AS AMARRAS, EM FUGA DERRUBA OS ARREIOS DA BUSCA DE ÁGUA...

 

NO ESPOCAR DOS FOGUETES, DA PROCISSÃO QUE PASSAVA...

CACHAÇA DE BARRIL EM GARRAFA DE ENFUSO, A “CONCERTADA”...

VELHA SENHORA, “MÃE DE PARTO”, EM SINAL DE REZA, PARA A NASCIDA COM VIDA...

OS COMPADRES JÁ ESPERAVAM, O NASCIDO LHE FORA PROMETIDO, SEU AFILHADO...

EM TOM DE ARRELIA, DIZIA “PREPARE MINGAU DE PARIDA”, QUERO MUITO LEITE”...

A PROCISSÃO, A REZA COM FÉ...

A MAIOR GALINHA, O ESCALDADO COM  PIRÃO DO CALDO...

A PINGA EM GOLES, A CONCERTADA, O ENFUSO FESTIVO COM CACHAÇA...

A CARNE SECA, ASSADA NA BRASA, PIGARREADO CIGARRO DE FUMO PICADO...

O NASCIDO SEM PECADO, EM SACRIFÍCIO DE VIDA, NO SOLO DE BARRO RACHADO...

ojotaesse@gmail.com  OURISVAL JOVINIANO DE SANTANA  02.05.2014  (71)9968-1351

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:36

ABISMO!...

 

DE REPENTE, TEMER SEGUIR EM FRENTE...

DO CLARO A LUZ INFINITA DO SOL ARDENTE...

DO ESCURO, SÓ A VISÃO CONSCIENTE...

DO FORTE AO FRACO, UM E OUTRO EM CONSTANTE PERMANENTE...

 

AO HORIZONTE CURVAS, CURVATURAS DE ESFERA...

AO ALTO, CORPO TONTEADO, NUVENS OU AZUL DO FIRMAMENTO...

AOS PÉS QUE PISAM, CROSTA ENDURECIDA, SOBRE MAGMA EMBRASADA...

DO “PLATÔNICO”, O PAVOR COM PALAVRAS TÍMIDAS ENGASGADAS...

 

-ENDURECIDO CORPO, MÃOS E PÉS COM SANGUÍNEO CONGELADO...

-O PRESENTE O PAVOR, DO PASSADO LEMBRADO DO DOLOROSO NEGADO...

-VEM O VENTO, A TEMPESTADE DE AREIA, SEM SABER O LADO, OLHOS FECHADOS...

-NEM TODAS FLORES FRUTIFICAM, EM SI, EMBELEZAM A PRIMAVERA,

 ALGUMAS CAÍDAS,TANTAS FLORES LASCARIAM GALHOS COM TODOS OS FRUTOS...

 

NAS CONSCIÊNCIAS HABITAM O REAL, O IRREAL E SURREAL!...

A BENGALA DO CEGO, O MUDO A FALA POR SINAIS!...

NOS CONSCIENTES A IDEIA IRREAL DO INÍCIO E DO FINAL!...

O QUE EXISTE É REAL?... OU SURREAL OCASIONAL!...

 

O “PODEROSO” COM SORTE OU O FRACO SEM SORTE...

QUAL O ABISMO REAL?...

NASCIDOS PARA IMPROVISOS EXISTENCIAIS...

VIVE-SE COM RISOS PERDIDOS, BOCA BANGUELA COM MÃO TAMPADA...

CAMINHA-SE DE FRENTE AO HORIZONTE, DEPOIS VERTICALIZADO CORPO DEITADO!.

FANTASIA-SE DE FORTE O FRACO, O FORTE PARA ENGANAR SEUS IGUAIS...

 

TEMPORAIS DESTROEM AS FLORADAS...

TEMPORAIS AGITAM AS CALMARIAS ENCANTADAS...

TEMPORAIS IMPEDEM AS PIRACEMAS OU AVES EM REVOADAS...

TEMPORAIS NOS “TSUNAMES” DAS ONDAS AGIGANTADAS...

TEMPORAIS SEM ÁGUA, DUNAS EM AREIAS MOLDADAS...

TEMPORAIS EM SUAS PASSAGENS, OS QUE FICAM COM VISÕES ABISMADAS...

TANTOS ABISMOS, TODOS IGUAIS, O PAVOR DOS TEMPORAIS...

DE TUDO EM NADA, NO NASCER VIVE-SE OS “ABISMOS TOTAIS”...

 

ojotaesse@gmail.com  OURISVAL J. DE SANT´ANA  21.08.2014  (71)9968-1351

      

 

 

Membros (175)

 
 
 

© 2017   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço