Informação

Poesia e Literatura

Grupo de discussão sobre Poesia e Literatura do Brasil e do Mundo.

Local: Mundo
Membros: 179
Última atividade: 8 Out

Cadernos Negros - poema de Cristiane Sobral

Fórum de discussão

Qual seu poeta ou escritor/a negro/a preferido/a? 12 respostas 

Qual seu poeta negr@ preferid@? Deixe sua dica aquiContinuar

Iniciado por Paulo Rogério. Última resposta de Antonio Cabral Filho 16 Out, 2016.

Ramon Argolo acaba de publicar o livro "Dor de Pancadinha" pelo Clube de Autores!

Prezados,É com satisfação que apresento a todos vocês "Dor de Pancadinha", minha mais nova publicação (já na versão epub para tablets ou smartphones) que trás em seu conteúdo poemas viscerais,…Continuar

Tags: profundo, sagaz, grito, choro, emoção

Iniciado por Ramon Argolo 12 Fev, 2015.

Raça Brasileira 1 resposta 

No ato da matrícula do…Continuar

Iniciado por AJ Cardiais. Última resposta de jorge amancio 20 Nov, 2012.

Conscientizar...

 Consciência…Continuar

Iniciado por AJ Cardiais 19 Nov, 2012.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Poesia e Literatura para adicionar comentários!

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:39

INQUIETAÇÃO...

                                                                               ojotaesse@gmail.com

ANSIADOS  CORPOS,

DOIS AMANTES  À  PROCURA DE BEIJOS...

TALVEZ “ROMEU” , SEM CERTEZA DE SER “JULIETA”,

AMADOS  EM  DESEJOS  COM  MEDO...

 

DOIS CORPOS POR SENTIMENTOS DOPADOS,

POR  ANSIADOS  DESEJOS...

SEM  DORES  FÍSICAS, 

DOIS  CORPOS  COM  MEDO...

 

PERDIDOS NASCIDOS

DOIS VIVOS COMO POR ENCANTO, ENCONTRADOS...

VIBRANTE  CALOR  E DESEJOS, DAS  CARNES  DOS  CORPOS...

SUDORESES  COM  MEDO...

 

OPOSTOS  CAMINHOS,

CURVAS  E  ESPINHOS...

APARENTE  DISTANTE,  BEM PERTO  EM  CÍRCULO,

FREIO  NA  CURVA  FECHADA,  COM  MEDO...

 

-NA ESFERA,  HORIZONTE  E  DESEJOS,

NA  FRONTEIRA,  O  MEDO...

-VAPOR  D´ÁGUA,  RESFRIADA  EM GOTAS  SOMADAS,

TANTOS  CAMINHOS, FOZ  OU DELTAS  COM  ÁGUA...

-RIOS  ESTRADAS, CAMINHO DAS ÁGUAS...

LAGOS,  LAGOAS,  AQUÍFEROS  COM  ÁGUA...

-RIOS  CAMINHOS  QUE  LEVAM  AO  MAR,  

ÁGUAS  PARA  SEREM  LAVADAS...

 

PAVOR  NA CAMINHADA, OBSTÁCULOS  DO  MEDO,

TROMBA  D´ÁGUA,  CORRENTEZA E CORREDEIRAS  NA ESTRADA...

CACHOEIRA  A  QUEDA,  MARGENS  OPRIMEM  A  PASSAGEM  D´ÁGUA...

DO  ANSIADO  DESEJO,  COM  MEDO...

ABISMOS,  COM  MEDO...

NAS  FACES  DOS  CORPOS  CANSADOS.  SUADOS  COM  ÁGUA...

NASCENTES EM FILETES,  NAS  FACES   ÁGUAS  QUE  DESCEM,

O CÍRCULO FECHADO,  OS  DOIS  ABRAÇADOS...

CRISTALINA  LEVEMENTE  SALGADA,

                             NASCENTE  NOS  OLHOS, DE  ÁGUA  LAVADA...

OURISVAL  JOVINIANO  DE  SANT´ANA 23.09.2014 (71) 9968-1351

                                          

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:38

UM  SER  “DOPADO”                                                              

DO INCONSCIENTE SER NASCIDO...

DO ACORDAR  APREDIZADOS, PELOS ANTERIORES NASCIDOS

DO NADA SABIDO, QUANDO NASCIDO... TALVEZ DE TUDO HOUVERA ESQUECIDO...

DO RESGATE  POR TER DESOBEDECIDO... “COMERA  O FRUTO PROIBIDO”...

 

COMO NÁUFRAGO SOLITÁRIO...  ÁGUA POR TODOS LADOS...

NO DESERTO, UM SER SEM ÁGUA... CALOR EM SOLO EMBRASADO...

NA GELEIRA  COM ÁGUA... O SOLO LÍQUIDO NEVADO OU PETRIFICADO...

NA FLORESTA  AS TRILHAS DESENCONTRADAS... PAVORES POR TODOS LADOS...

 

O NÁUFRAGO, UM “FRACO” AGARRADO NUM TRONCO MOLHADO...

OHAR  DE CORPO ILHADO, NUCLEADO... POR HORIZONTES CIRCULADO...

SOB O CORPO NO  MAR  EM  BALANÇADO,  PREDADORES ESFOMIADOS...

COM SEDE NO MOLHADO, ANGUSTIADO SOCORRO PELO SER DOPADO...

 

 PERDIDO NO DESERTO, INTENSO ÁRIDO, TEMPESTADE DE AREIA, LÍQUIDO RAREADO...

UM CORPO  DEBILITADO, AOS  POUCOS  DESIDRATADO...

RASTEJANTE ARQUEJANTE, VISUALIZA O BEDUÍNO DEITADO, LÁBIOS RACHADOS CALADOS

ENQUANTO VIVO, A ESPERA NO OÁSIS CHEGADA PELO SER DOPADA...

 

EM  PARAQUEDA CAIRA, O SOL PÁLIDO DOS DIAS, ÁGUA ENDURECIDA...

“AMIGO URSO”,  DA HIBERNADA  ACORDARA...

OS LOBOS EM MATILHAS,  GRITOS  EM  UIVADOS...

PÉS E MÃOS CONGELADOS,  DO RESISTENTE SER DOPADO...

 

ESPLENDOROSA FLORESTA, COM FLORES, FRUTOS, ENTAPETADAS COPAS DAS ÁRVORES...

ÁGUA EM RIOS, LAGOS, LAGÔAS, CHARCOS E CACHOEIRAS, DAS NUVENS PRECIPITADAS...

FRUTOS MADUROS CAÍDOS, BEBERA APENAS GOTAS D´ÁGUA, O SERENO DA MADRUGADA...

TODOS AS CORES, PÁSSAROS CANTAM, PICADO PELA CORAL, UM SER DOPADO...

 

-MILÊNIOS DOS TEMPOS PASSADOS...

O CAMINHO PELO “ENVIADO” FORA ENSINADO...

-VOLUNTÁRIO ARREPENDIMENTO PELOS  ERROS PRATICADOS...

CONTRITO PEDIDO DE  PERDÃO PELOS PECADOS...

-COMO NA CHEGADO SEM NADA... NÃO LEVARÁ DO ENCONTRADO,

EMPANTURRA-SE COM USURA... INDIFERENTE AOS FAMINTOS DO SEU LADO...

-BIOMAS, ECOSSISTEMAS, ÁGUAS, CLIMA EM EQUILÍBRIO  CONTROLADO,

USO DOS RECURSOS ENCONTRADOS  DESREGRADOS,

-ATMOSFERA, ÁGUAS, SOLO; POR EQUÍVOCOS ESQUECIDOS DO “COMPROMISSO FIRMADO”,

NASCIDOS NÃO SÃO DONOS, NEM NO PASSADO VIVIDO, DEVOLVERÃO O “EMPRESTADO”...

 

-OS VIVOS, ANIMAIS E VEGETAIS HABITAM O AMBIENTE...

SUSTENTAM-SE SOMENTE PARA MANTER-SE SOBREVIVENTES...

-EM CADA, CÓDIGOS DAS PRÓPRIAS SEMENTES...

-OS DOMINANTES SERES, SUPOSTAMENTE DENOMINADOS “INTELIGENTES”...

MESQUINHOS CONDENAM INOCENTES...

-MILÊNIOS PASSADOS, NÃO DEPURADOS, AINDA HOJE PRESENTES...

NA ESCOLHA DE “BARRABÁS”, CRUCIFICAM O “INOCENTE”...

CONTINUA DOPADA, A CONSCIÊNCIA DA GENTE...



Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:37

UM CERTO MOMENTO...

 

NA CASA FECHADA...

GEMIDO DOÍDO DE DENTRO DO QUARTO FECHADO...

NO QUARTO, UMA GESTANTE ESPERANDO O INSTANTE...

 

NO CORREDOR DA CASA CIRCULAVA CORRENTE DE VENTO...

À DIREITA POR DENTRO DA CASA, A PORTA DA RUA E JANELAS FECHADAS ...

NA RUA PASSAVA, O PADRE, A FREGUESIA, A REZA DA “AVE MARIA”...

OS PEDINTES  PEDIAM, ÁGUA NAS CACIMBAS DAS CASAS E NO LEITO DO RIO...

 

NA SALA DA CASA, RETRATO EMOLDURADO DOS PAIS,  DOS PAIS E DA MÃE MARIA...

UMA MESA RÚSTICA DE MADEIRA, CRISTALEIRA E BANCOS, INEXISTIA CADEIRAS...

AO CANTO UMA “TALHA DE BARRO”, COM TAMPA ENCOBERTA COM PANO BRANCO.

NA GAIOLA, SALTITANTE CANARINHO DA TERRA, MASCARRDO, QUASE AMARELO...

 

NO LADO ESQUERDO DO CORREDOR, UMA SALA COZINHA, DE BARRO E VARINHAS...

O DEPÓSITO D´ÁGUA, UM PORRÃO DE BARRO, NA JANELA UMA MORINGA CHEIA...

NA MESA, UMA CESTINHA DE BANANAS, OUTRA COM BEJÚ DE FARINHA...

UMA CORDA QUE PENDURAVA, CHOURIÇO, TOUCINHO E CARNE SECA SALGADA...

PRATOS DE BARRO, COPO DE BARRO, CANECA ARREADA, POLIDA DE ALUMÍNIO...

 

UMA TRILHA AOS FUNDOS DA CASA DE TAÍPA, COM MOITA DE FEIJÃO GANDÚ...

NA VARANDA DESARRUMADA, AO LADO DA CASA, UM CÃO DE CAÇA E GAIOLAS...

A PARTE DOS FUNDOS, UM FOGÃO E PANELAS DE BARRO, FOGO DE GALHOS SECOS

TEMPERADO COM ERVAS, CEBOLA ROXA E TOMATES DO MATO, FEIJÃO SEM CARNE

O OSSO DE GADO OU PORCO, COMO TEMPERO DO FEIJÃO BREJEIRO...

 

UMA TRILHA DO CAMINHO “A SANITÁRIA MOITA”, “FULANO FOI AO MATO”, DIZIAM...

NESTA TRILHA, RETORNA NO MOMENTO, BARRIGUDO LAMEADO PORCO BAÉ...

CHOCALHADOS GRÃOS DE MILHO,E, EM ALVOROÇO GALINHAS E ARISCAS  SAQUÉ...

ANINHADA ZANGADA ARREPIADA, NO NINHO ELEVADO, CIPÓ TRANÇADO E PALHAS

CONFERINDO PARA O RESGUARDO: PIRÃO DO CALDO, DO ESCALDADO DE GALINHA...

 

UM CERCADO DE VARAS CURTAS, SEM  ESPAÇOS NO ENTRELAÇADO ENTRE ELAS...

NO MORÃO DO CERCADO, EM LAÇO AMARRADO, O JEGUE QUE BUSCA ÁGUA...

TRANSTORNADO PELO FARO, DA FÉMEA DO MACHO, FICARA ENFURECIDO POR ELA...

QUEBRADAS AS AMARRAS, EM FUGA DERRUBA OS ARREIOS DA BUSCA DE ÁGUA...

 

NO ESPOCAR DOS FOGUETES, DA PROCISSÃO QUE PASSAVA...

CACHAÇA DE BARRIL EM GARRAFA DE ENFUSO, A “CONCERTADA”...

VELHA SENHORA, “MÃE DE PARTO”, EM SINAL DE REZA, PARA A NASCIDA COM VIDA...

OS COMPADRES JÁ ESPERAVAM, O NASCIDO LHE FORA PROMETIDO, SEU AFILHADO...

EM TOM DE ARRELIA, DIZIA “PREPARE MINGAU DE PARIDA”, QUERO MUITO LEITE”...

A PROCISSÃO, A REZA COM FÉ...

A MAIOR GALINHA, O ESCALDADO COM  PIRÃO DO CALDO...

A PINGA EM GOLES, A CONCERTADA, O ENFUSO FESTIVO COM CACHAÇA...

A CARNE SECA, ASSADA NA BRASA, PIGARREADO CIGARRO DE FUMO PICADO...

O NASCIDO SEM PECADO, EM SACRIFÍCIO DE VIDA, NO SOLO DE BARRO RACHADO...

ojotaesse@gmail.com  OURISVAL JOVINIANO DE SANTANA  02.05.2014  (71)9968-1351

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2014 às 9:36

ABISMO!...

 

DE REPENTE, TEMER SEGUIR EM FRENTE...

DO CLARO A LUZ INFINITA DO SOL ARDENTE...

DO ESCURO, SÓ A VISÃO CONSCIENTE...

DO FORTE AO FRACO, UM E OUTRO EM CONSTANTE PERMANENTE...

 

AO HORIZONTE CURVAS, CURVATURAS DE ESFERA...

AO ALTO, CORPO TONTEADO, NUVENS OU AZUL DO FIRMAMENTO...

AOS PÉS QUE PISAM, CROSTA ENDURECIDA, SOBRE MAGMA EMBRASADA...

DO “PLATÔNICO”, O PAVOR COM PALAVRAS TÍMIDAS ENGASGADAS...

 

-ENDURECIDO CORPO, MÃOS E PÉS COM SANGUÍNEO CONGELADO...

-O PRESENTE O PAVOR, DO PASSADO LEMBRADO DO DOLOROSO NEGADO...

-VEM O VENTO, A TEMPESTADE DE AREIA, SEM SABER O LADO, OLHOS FECHADOS...

-NEM TODAS FLORES FRUTIFICAM, EM SI, EMBELEZAM A PRIMAVERA,

 ALGUMAS CAÍDAS,TANTAS FLORES LASCARIAM GALHOS COM TODOS OS FRUTOS...

 

NAS CONSCIÊNCIAS HABITAM O REAL, O IRREAL E SURREAL!...

A BENGALA DO CEGO, O MUDO A FALA POR SINAIS!...

NOS CONSCIENTES A IDEIA IRREAL DO INÍCIO E DO FINAL!...

O QUE EXISTE É REAL?... OU SURREAL OCASIONAL!...

 

O “PODEROSO” COM SORTE OU O FRACO SEM SORTE...

QUAL O ABISMO REAL?...

NASCIDOS PARA IMPROVISOS EXISTENCIAIS...

VIVE-SE COM RISOS PERDIDOS, BOCA BANGUELA COM MÃO TAMPADA...

CAMINHA-SE DE FRENTE AO HORIZONTE, DEPOIS VERTICALIZADO CORPO DEITADO!.

FANTASIA-SE DE FORTE O FRACO, O FORTE PARA ENGANAR SEUS IGUAIS...

 

TEMPORAIS DESTROEM AS FLORADAS...

TEMPORAIS AGITAM AS CALMARIAS ENCANTADAS...

TEMPORAIS IMPEDEM AS PIRACEMAS OU AVES EM REVOADAS...

TEMPORAIS NOS “TSUNAMES” DAS ONDAS AGIGANTADAS...

TEMPORAIS SEM ÁGUA, DUNAS EM AREIAS MOLDADAS...

TEMPORAIS EM SUAS PASSAGENS, OS QUE FICAM COM VISÕES ABISMADAS...

TANTOS ABISMOS, TODOS IGUAIS, O PAVOR DOS TEMPORAIS...

DE TUDO EM NADA, NO NASCER VIVE-SE OS “ABISMOS TOTAIS”...

 

ojotaesse@gmail.com  OURISVAL J. DE SANT´ANA  21.08.2014  (71)9968-1351

      

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 30 abril 2014 às 9:38

CONFISSÃO...

 

NO LEITO TERMINAL, SEM DOR...

CONFESSA UM SOFRIDO, NO ÚLTIMO ESTERTOR...

CÁPSULAS QUE NÃO CURAM, CONVIVEM, RECEITADAS “PELO DOUTOR”...

ALIVIADO, CORPO DOPADO, CONFESSA AO SEU INTERLUCUTOR...

 

NO ATO SEGREDADO, O CORPO QUASE GELADO, QUASE IMÓVEL...

“EXISTE AMOR, SEI MEU “SENHOR”...

SE AMEI, FOI PORQUE AMOR ENCONTREI...

NAS ANDANÇAS COM PÉS NO CHÃO, CALOS CRIEI...

OS ESPINHOS OU SEXOS ANGULOSOS, NÃO MACHUCARAM MEUS PÉS...

 

-AS DORES SENTIDAS... FORAM ALERTAS, POR ISTO AINDA VIVO ESTOU...

-AS CHAGAS, AS CICATRIZES, OS AÇOITES; SÃO MALES QUE PASSARAM...

-QUANDO ALTIVO, MINHA VOZ  AO VENTO ECOOU...

-ATENDI FAVORES... SEM PEDIR EM TROCA  OUTROS FAVORES...

      CERTEZA DE QUE, “SÃO CERTAS AS BENESSES VINDAS POR LINHAS TORTAS”...

 

-AS DROGAS,  DESILUSÕES,  EMBRIAGOS, AFAGOS...

PONTUAM ALÍVIOS AO SOFRIDO...

-RENASCERAM UNHAS NOVAS,

NOS DEDOS FERIDOS POR TOPADAS...

-LEVARAM OS MESQUINHOS, POR VIOLENTOS ATOS,

OS ANEIS FORAM-SE, NAS MÃOS CONTINUARAM OS DEDOS...

-CONSCIENTE NO “DELIRADO MOMENTO ESTERTOR”,

      “REAFIRMO O ENSINAMENTO,

      SOMOS DE TODOS IRMÃOS,

      MESMO DAQUELES QUE SUJARAM SUAS MÃOS...

-NO PALPEBRAR QUASE SEM PISCAR,

VEJO LUZES NO ESPLENDOR DO OLHAR...

-ME AFIRMO FORTALECIDO,

NO POSITIVO DOS MOMENTOS, NO REGISTRO DO TEMPO...

 

-IMPERCEPTIVO OUVINTE, CALADO SEM MOVIMENTO,

SÓ OUVINDO SEM NADA FALAR!...

-ESCUTAVA SEM A CABEÇA BALANÇAR,

PARA ACEITAR OU DESCORDAR...

-OS OLHOS SEM ENTREOLHARES...

-LÂNGUIDO RESPIRAR...

-BALBUCIADO FALAR...

 

CONSCIENTE NO FINALIZAR,

COMO O SONO DE NÃO MAIS ACORDAR,

SONHAR... SONHAR...  SONHAR!...   PARA QUE SONHAR?...

PARA ALÉM...  O  NOVO  ACORDAR...

O MORIBUNDO... SUA CONSCIÊNCIA... SILENCIOSA REVERÊNCIA...

“O HOMEM, A VIDA, A CONSCIÊNCIA QUE ESCUTA...

                           SEM NADA FALAR”...

ojotaesse@gmail.com OURISVAL J. DE SANT´ANA 28.04.2014  -  (71)9968-1351

 

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 16 abril 2014 às 11:11

DOS  DOIS  AS  INCERTEZAS...

 

PAIS, FILHOS  E  FAMÍLIA, A DIVINA GRANDEZA...

NÃO SENTAM-SE  EM  DERREDOR  DA  MESA...

NÃO PEDEM  DESCULPAS, POR CULTUAR GENTILEZAS...

NÃO REZAM, AO AGRADECER O PÃO SOBRE A MESA...

 

-ELE E ELA, O QUE FAZEM? NA EDUCAÇÃO DAS CRIAS

-ELE E ELA, NA RUA, TRABALHAM TODOS OS DIAS

-ELE E ELA, BUSCAM O PÃO, PARA BARRIGAS VAZIAS

 

AUSENTES NO ACORDAR DAS CRIAS, EM TODOS OS DIAS

AUSENTES, NÃO ABENÇOAM QUANDO SAEM TODOS OS DIAS

AUSENTES, NOS SOCORROS DOS FILHOS DOENTES

AUSENTES, NA PROTEÇÃO DAS GERMINADAS SEMENTES

 

DESPROTEGIDAS NO CRESCER, SERÃO  ÁRVORES  SADIAS?

DESPROTEGIDAS DAS INTEMPÉRIES, DO ÁRIDO OU DAS CHUVAS

DESPROTEGIDAS DAS ERVAS DANINHAS, PARASITAS E SAÚVAS

DESPROTEGIDAS DA AÇÃO, DAS PEDRADAS OU BALAS PERDIDAS

 

NOS NECROTÉRIOS,MORREM SEM CONCLUÍREM CICLOS DA VIDA

FLORES PECAS CAÍDAS, SEM FRUTOS, IMPRODUTIVAS

FRUTOS IMATUROS,APEDREJADOS,CAÍDO SEMENTES ABORTADAS

TRONCOS OUCADOS, INVADIDOS POR INSETOS E PRAGAS  

 

ELO FAMÍLIA QUEBRADO, E SEUS RESULTADOS:

-CRIANÇAS CRESCIDAS “SEM ESPERANÇA”...

-JOVENS COM MENTES VAZIAS, “SEM REFERÊNCIA”...

-PESSOAS SEM CRENÇAS, SEM FÉ, “PRA O QUE DÁ E VIER”...

-MULTIDÃO DE DESCRENTES, QUE NÃO PEDEM PERDÃO...

-SERES DESUMANOS, NÃO BUSCAM O AMOR OU SALVAÇÃO...

-CRECHES, SERVIÇAIS E VIZINHOS, SUBSTITUEM OS PAIS...

-LEIS DOS HOMENS – PARA MULHERES, CRIANÇAS E VELHOS,      

       ELOS QUEBRADOS DA “CORRENTE FAMÍLIA”

-LEI DO“CRIADOR” – PAI, MÃE E FILHOS, A FAMÍLIA, UNIDADE

       MAIOR AMAI-VOS UNS AOS OUTROS A “CORRENTE DIVINA”

-INCERTEZA DOS DOIS, MASTIGAM A BORRACHA E A COMIDA,  

      NÃO SABEM SE ENGOLEM A BANANA, OU COSPEM A   

      BORRACHA; MASTIGARA “CHICLETE COM BANANA”...

OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA 09.04.2012 ojotaesse@gmail.com (71)9968.1351

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 13 abril 2014 às 11:59
CONTENTAMENTO...

NOS ACADÊMICOS, APRENDI E VI, SENTIR O CALOR NA FÍSICA... A LUZ DO SOL...

ANSIADA BUSCA DE JUSTIÇA... ALGUÉM COM LANTERNA... NA LUZ DO SOL...

EM POPULAR DITO... “VI A LUZ ACESA NO FUNDO DO TÚNEL” EM DIA DE SOL...

PRESSÕES NÃO VISTAS... EM ATMOSFERA SEM NOBREZA... DIA NUBLADO DE SOL...

O CRENTE E DESCRENTE... ACREDITA OU DESACREDITA... ENVOLTO NA LUZ DO SOL...

TOGA IMACULADA LIMPA, DE COR PRETA... CORPO VESTIDO DA RAÇA NEGRA...

PODERIA SER DE QUALQUER COR, A TOGA, A RAÇA, A CERTEZA, A CLAREZA...

FALÍVEL, ALTIVO, INSUBMISSO COM JUSTO MALHETE... NAS TREVAS, LUZ DA CLAREZA.

VISUALIZEI O DESTEMIDO MINISTRO JOAQUIM BARBOSA... PRESENÇA GARBOSA...

Ourisval Joviniano de Sant´Ana OAB. BA. 4845 11.04.2014

ojotaesse@gmail.com
Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 13 abril 2014 às 11:59
“NO SONO”, SEM SONHAR...

SE NO EMBALADO SONO OU ATORMENTADO DORMIR...
O NÃO ACORDAR UM DIA, A ÚNICA CERTEZA DO EXISTIR...
POR OPÇÃO AO DEVOLVER-SE A ENERGIA... VIVERA-SE COM ALTEZA...
OS QUE PREFERIRAM... NÃO ACENDERAM A LUZ DA NOBREZA...

A CRIANCINHA DORME SORRINDO OU ESPASMO DE CHORO...
FORA ACARICIADA EM COLO EMBALADO PARA DORMIR...
TANTOS ASSUSTADOS POR MALTRATOS PARA DORMIR...
TUDO EM ATORMENTADO APRENDIZADO, O SONHAR POR CONSTRUIR...

O JOVEM, REBELDE DO SONO, DOS SONHOS...
SONHA SEM DORMIR... PÉS NAS NUVENS DO EXISTIR...
ACORDADO EM SONHO DE CONSTRUIR...
AINDA POUCO APRENDERA, SEM CANSAÇO PARA DORMIR...

OS ADULTOS NOS APREDIZADOS, CORPOS CANSADOS PESADELOS AO DORMIREM...
DORMIRAM TANTOS DIAS, POR CANSAÇO DO REFLETIR...
CAMBALEANTE ACORDARA COM SONO... EM SONOLENTO CORPO CAIR...
RECORDARA “ESTORINHAS”, ENTRE TANTAS: LOBO MAU OU FADA MADRINHA...
LOBO MAU... SIMPLESMENTE O MAL DO FELINO ANIMAL...
A VARA DA FADA MADRINHA... SEM AS ESTRELINHAS, VARA QUE FERE, QUE FURA...

VIVE-SE ACORDADO EM SONHO... ASSIM CHEGADO E NO DESPEDIR-SE...
PARA TANTOS: ACORDARA-SE AO NASCER... O NÃO VIVER É O ETERNO DORMIR...
CORPO VERGADO, SACO PESADO DE JOIAS E PODER...NADA, NO ETERNO DORMIR...
CORPO COM SACO VAZIO, EM SONHO DE PODER, EM CHEIO REVERTER...

DE TANTO ESPERAR DO SONHO...
DORME-SE UM DIA, PARA NÃO MAIS ACORDAR... .
ACORDADOS CHORANDO, CÂNTICOS DE NINAR..
O PÓ DE TANTOS PÓS, TRANSFORMADOS NO ALIMENTAR...
DESIDRATADO PÓ, RETORNA AO SOLO, OU PELO VENTO SOPRAR...
O MUMDO COMO MUNDO... SUAS FORÇAS NO ETERNO TRANFORMAR...
O MUNDO DO HOMEM, DÉBIL NO TRANSFORMAR...
PODER NAS IDEIAS DE TRANSFORMAR, OU SIMPLES SONHAR...

ojotaesse@gemail.com OURISVAL J. DE SANT´ANA 09.04.2014 (71)9968-1351
Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 13 abril 2014 às 11:58
SILENCIADA FALA...

DESCONECTADA DO QUARTO PARA A SALA, A VOZ QUE FALA...
NÃO OUVE, DESINTERESSANTE, O QUE FALA...
O “MONÓLOGO” DO ATOR... QUE OUVE E FALA...
ALÔ... ALÔ... ALÔ... NADA ESCUTA... FORA SILENCIADA A FALA...

INDEPENDENTE DA DISTÂNCIA, ALGUÉM OUVE OU FALA...
DA SALA PARA A COPA... O SERVIÇAL ATENDE O PEDIDO DA FALA...
DO QUARTO ALGUÉM CHAMA PARA DORMIR... INTERROMPE OS ACORDE DO PIANO
“QUE FALA”...
ACORDA QUÊM DORME, UM “CUCO” QUE CANTA NA SALA... ACORDA, SEM FALA...

LEVEMENTE REPETIDA, LEVANTAR DA CABEÇA IMPERCEPTIVA, “AFIRMATIVA”...
SEM FALA...
CABEÇA LEVANTADA, NÃO VISTA, OUVIDO TAPADO COM DEDO... INDESEJADA FALA...
CANTAROLANDO NO MOMENTO QUE FALAM... ACINTE, NO DESAPROVAR DA FALA...
MÃO EM FORTE BATIDA SOBRE A MESA... DESAPROVA FALA, COM MODULADA FALA...
UM SER QUE CALA... TORTURADO TOMBA SEM FALA...

SALTITANTE O ATOR... DE UM LADO CALADO, DO OUTRO O MONÓLOGO DA FALA...
UMA FALA... UMA MÃO QUE FALA... UMA SÓ FALA... EXPRESSÃO NA FALA...
SOLUÇADA VOZ QUE FALA... LÁGRIMAS DOS SENTIMENTOS DA FALA...
CORPO VERGADO DO ATOR QUE NÃO FALA... AGRADECIDO DOS APLAUSOS DA FALA...

ALÔ... ALÔ... ALÔ... BALBUCIA, NÃO ESTOU OUVINDO... SERÁ?...
ALÔ... ALÔ... ALÔ... ASSIM FAZ ENTENDER O NÃO OUVIR... SERÁ?...
ALÔ... ALÔ... ALÔ... NADA FALA... DESCONECTA... INDESEJADO OUVIR... SERÁ?...
ALÔ... ALÔ... ALÔ... ANGUSTIADO CHAMADO, ALÔ... ALÔ... ALÔ... SÓ UMA FALA,
SOCORRO, TALVEZ NÃO ESCUTADO, NÃO ALCANÇARA OS OUVIDOS... SERÁ?...

-SILENCIADA FALA, COM O PÓLEGAR EM PUNHO, COM DEDO ACIMADO,
ASSIM OUTORIZADO O CARRASCO... FORA INDEFERIDO O PEDIDO DO CONDENEDO...
-MOVIMENTO DA CABEÇA AOS LADOS, “EM NEGATIVO”, MOVIMENTANDO ACIMA E ABAIXO, “FORA ATENDIDO O PEDIDO” O PEDINTE FORA CONTENTADO...
-PISCAR EM OLHOS, IMPERCEPTIVO... SEM FALA, ATENDE O PORTAVOZ, PELO “CODIFICADO RECEBIDO”...
-“OLHAR EM DESALINHO”, NADA RESPONDIDO...
ALGEMAS NOS PUNHOS, OPOSTOS AO CORPO DO SER QUE NÃO FALA...
CONDUZIDO LADEADO, NOS ENCONTROS DOS BRAÇOS...
“DOIS QUE NÃO FALAM” TORTURADOR E TORTURADO...
EM QUARTETO SILENCIADO, O “ESTAMPIDO QUE FALA”...

ojotaesse@gmail.com OURISVAL J. DE SANT´ANA 11.04.2014 – (71) 9968-1351
Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 março 2014 às 9:36

UM SER  RASTEJANTE...

 

VISUALIZADO DEITADO UM CORPO... APARENTE DEBILITADO...

MASSA MUSCULAR, “ESQUELETAL” CORPO FORMADO...

NO SOLO ENDURECIDO, O RASTEJANTE, COMO NELE SEBO ENVOLVIDO...

NÃO VISTO LAMEADO NO CORPO, TAL CARANGUEJO “PESCADO”...

 

O BAJULADOR “RASTEJANTE”... ALMEJANDO BENESSE OU FAVORES...

DESPERSONALIZADO, COMO LÍQUIDO EM VASO MOLDADO...

DELIRANTE COM RISO, BUSCADO SEM SABER DE ONDE...

O “BEIJO”, SE BEIJO!... “JUDAS” LHE  HOUVERA ENSINADO...

 

NO LAMAÇAL DO MANGUE... ANDANTE CARANGUEIJO LIMPO SEM LODO...

NA BUSCA DO REPRODUZIR-SE...  VIDAS FRÁGEIS  DO MANGUESAL SAÍDA...

DE LADO ANDANDO PRAFRENTE... SEGUINDO EM FRENTE ANADANDO DE LADO...

TANTOS ANDANTES VITIMADOS: POR ESPORTE OU PARA MATAR A FOME...

 

RASTEJANTE O  HOMEM... 

ALONGANDO O CORPO, ESTREMADO PELOS MEMBROS DO CORPO DEITADO...

BRAÇOS E PERNAS DO CORPO EM FORMA DE NADO, ALADO CORPO ENSEBADO...

DESPROVIDO DE VALORES, COMO EXCREMENTO NO ADUBAR DE FLORES...

DESTE HOMEM, EXALAR DA DECOMPOSIÇÃO, SEM LUZ, E, SEM RAZÃO...

 

COMO PERISCÓPIO DO LODO...

O TALO COM FLORES, SAÍDO DO LODO,  AO  INFINITO HORIZONTE...

FACE OU MÃOS BEIJADAS, REVERENTE  ALTIVO...

“RASTEJADO BEIJO”, OS AMANTES EM ELEVADOS DESEJOS...

LÁBIOS TOCADOS, “SELO OU SELINHO”, QUASE BEIJO OU BEIJINHO...

 

OS ALTIVOS, ERETOS CORPOS FÍSICOS...

-DA VERTICAL, COM VOZ E COM GRITO... INSUBMISSO...

-DA HORIZONTAL, O RASTEJATE... “O BOTE” NA PRESA, PELO RÉPTIL...

-NO AGIR DA SERPENTE, QUE ESMAGA, DILACERA E ENGOLE SUAS VÍTIMAS...

-ANELADO CORPO COLORIDO, VENENO MORTAL, APARENTEMENTE  BONITA...

 

NA FLORESTA DA VIDA...

ÁRVORES E ERVAS, ELEVADAS E RAMAGENS RASTEJANTES, VERDEJANTES...

VEGETAIS COM TRONCOS E GALHOS, RAMAGENS E RAMOS...

ENTRELAÇAM-SE  COM FLORES E FRUTOS, RENASCEM EM SUAS SEMENTES...

SIMBIONTES E PARASITAS, CONVIVEM SUAS FORMAS DE VIDAS...

“O SER RASTEJANTE”, AMORFO  MOLUSCO, GRADAÇÃO MENOR...

QUE AS ÚTEIS MINHOCAS DO ÚMIDO,  QUE PRODUZEM ENRIQUECIDOS HUMOS...

RASTEJANTES SERES ... POR ACIDENTE VIDAS... SEMENTES  HÍBRIDAS DE VIDAS...  

 

ojotaesse@gmail.com OURISVAL J. DE SANT´ANA 15.03.2014  (71)9968-1351

 

 

Membros (175)

 
 
 

© 2017   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço