O Correio Nagô

Uma das formas de resistência encontradas pelos primeiros negros escravizados trazidos à força para o Brasil foi a transmissão de conhecimento e informação através da história oral. Assim nasceria o "correio nagô", adaptado à realidade enfrentada por cada um dos negros saudosos de sua terra, mas conscientes dos valores que naturalmente exigiam preservação. Dessa maneira, a oralidade ancestral africana foi um dos elementos inspiradores para a criação do nosso portal.

Idealizado a partir da mobilização de jovens comunicadores negros do Instituto Mídia Étnica, comprometidos em combater a discriminação e exclusão socio-racial que ainda persiste em nosso país, o Correio Nagô propõe uma intensa participação colaborativa dos seus leitores, além de estabelecer uma rede de informação oriunda de diversas partes da Bahia, do Brasil e do mundo.

Outra missão da nossa rede social é estabelecer um canal de notícias tratando da cultura negra, possibilitando a difusão do que vem sendo produzido por diversas comunidades e grupos militantes do movimento negro. É veiculando imagens, vídeos, notícias e eventos culturais abordando a temática afro, que o Correio Nagô pretende combater uma das piores formas de marginalização do nosso tempo: a falta de acesso à informação. Informar e divertir, socializar e interagir, esses também são outros verbos que propomos aos nossos leitores, parceiros e colaboradores.

 

ATENÇÃO:

As opiniões dos membros da rede Correio Nagô nos fóruns, blogs, comentários, vídeos, fotos ou demais postagens, não são as mesmas opiniões da administração da rede, nem do Instituto Mídia Étnica. Caso você veja algum conteúdo ofensivo, de calúnia, difamação, racista, machista, sexisita, de baixo calão, de incitação à violência e que viole os direitos autorais, por favor, comunique-nos pelo e-mail: redacao@correionago.com.br

Leia aqui os termos de uso do site Correio Nagô Termos e Condições de Uso.pdf


Mais informações:
Orkut | Twitter



O Correio Nagô é mais um projeto do Instituto Mídia Étnica - www.midiaetnica.org


E-mail: redacao@correionago.com.br  

             rogerions@gmail.com

Telefone: 71 8718 7156

Assista aqui um vídeo sobre o Mídia Étnica http://www.youtube.com/watch?v=gBkMlIzAfIo

Entre no grupo "Mídia Étnica" aqui no Correio Nagô http://correionago.ning.com/group/institutomdiaetnica

  

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 10 novembro 2017 às 10:11

Agenda afirmativa...    

                                (SEMANA DE CONSCIÊNCIA NEGRA!...)

                                                                                          

SETE PONTOS PARA REFLEXÕES:

 

01 – ONDE ESTAMOS?

 SOMOS INDULGENTES OU INEXISTENTES SOMENTE?...

 

02 – SERÁ QUE SABEMOS, QUE TEMOS UM MUSEU?

 “MUSEU” OU MAUSOLÉU!..

AMAFRO – “MUSEU” SEM ACERVO, ARQUIVO E LIVROS!..

PRESIDENTE VITALÍCIO...

 

03 – NOSSA REFERÊNCIA HISTÓRICA ZUMBI DOS PALMARES...

 - NA PRAÇA DAS DORES... COLOCARIAMOS NO MUSEU DA AMAFRO...

 - LOCAL DA ESTÁTUA... O TRONCO DOS ACOITES...

- PRÓXIMO Á VALA COMUM DOS “AFRÓ-ATLÂNTICOS CHEGADOS E SACRIFICADOS”!...

 

04 – NA AMAFRO  DEBATES AFIRMATIVOS

- CAPOEIRA NOSSA ARTE MARCIAL

- NA CULINÁRIA – RECICLARES DE VÍSCERAS E SOBRAS DA CASA GRANDE

- O PAPEL DA RESISTENCIA DAS MULHERES “AFRO-ESTRANGEIRAS”

-NA RELIGIOSIDADE, O SINCRETISMO DA FÉ

-RESISTENTE NO SUSTENTO FAMILIAR,

AMA DE LEITE, AMA SECA , AMA DE GANHOS (VIOLENTADAS)

NA CULINÁRIA READAPTAÇÃO DAS SOBRAS DA “CASA GRANDE” PARA AS 

PROTEINAS  DAS SENZALAS (AS VÍCERAS E SOBRAS)

 

05 – NÃO A ABDUZÊNCIA, A LENIÊNCIA E A DEMÊNCIA, SIM A RESISTÊNCIA...

06 – NÃO PRECISAMOS DE COTAS SUBMISSAS, PRECISAMOS DOS DIREITOS USURPADOS..

07 – UMA CORRENTE LIGANDO O PASSADO AO PRESENTE, SEREMOS COMO TANTOS DEPOIS

CHEGADOS, IMIGRANTES... SOMOS AFRO-DESPREZADOS...

 

               CONSCIENTES RAZÕES...    NÃO AS DOPANTES EMOÇÕES...

 

ojotaesse@gmail.com  OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA 10.11.2017

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:15

Por que pulam os sapos?...

SERÁ QUE NO ÁRIDO, ESQUECERA O SAPADO?...
SERÁ QUE NÃO TENDO NADADEIRA, PULA NOS TRONCOS DO LAGO?...
SERÁ QUE O SAPO BUSCA A “PERECA” NOS FLORADOS?...
SERÁ QUE É PARENTE DA RÃ... AS MIMETÍSTICAS CANCHIAM AO LADO?...
No tanque que havia água, evaporada ficara sua terra rachada,
O limo lodo da terra com água, ressecada as terras rachadas,
Os insetos das aguadas, sanguessuga das águas dos embrejados e dos lagos,
As folhas secas das árvores sem chuvas, parreiras sem uvas...
Aparentadas como sapos que pulam, as rãs que nadam,
Nas margens do lago, pulam com sapos,
Sem botas de sapos, com nadadeiras de pato,
Do gato o couro de sapato, contando nos dedos, um, dois, três cadê... “gato comeu”... desapareceu...
Escutando o coaxar, sem saber onde ela está,
Continua pulando o sapo, para a fêmea encontrar,
Pulando... pulando... pulando sem parar, escuta bem perto o coaxar,
Tantos coaxos, várias rãs ou pererecas na festa...
Os anuros dos muros, das árvores, das flores,
Nas matas os sapatos, que insetos caçam, com línguas que sugavam,
Nos lagos os girinos com rabos que caem, nascem as nadadeiras das “Jias”,
Os sapos com seu coaxar ou Jias de algum lugar, faz blum... blum... blum,blum de onde estar...
O couro dos sapos, das Jias e dos sapos, nas bolsas e sapatos...
Nas mesas dos indigentes, Jias espetadas ou assadas...
Nas mesas dos nobres, rãs nos “menu” afrancesados...
Sem carnes dos nobres, caviar dos podres é jabá de rãs ou sapos...
Fiquem calados, “não digam que é rãs ou sapos...
Sapo coruru é o mesmo “sapo boi”, bem grandões os dois...
Filé sem caviar, Sapo boi sem seu coaxar,
Um congelado, outro espetado e salgado,
Um viveu no continente gelado o outro nos lagos e embrejados,
Sem filé, sem caviar, sem ouvir o coaxar...
Rãs ou sapatos, matam a fome do homem com fome...
Os afortunados sem fome, caldos ou sopas no canapé...
Rãs ou sapos espetados, assados com farinha na mesa do “Zé”...
Com certeza afirmo... não pula o sapo a procura de água...
A rã pula e nada, nos logos com água...

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:13

ALADO “PODER”  DE INFORMAR, FOFOCAR OU SUBJETIVAR?... (CONT...)

Estado de Direito Pactuado... para o Povo seus resultados...

Estado Legislativo para produzir as Leis... para o Povo o “Estado” Pactuado...

Estado Executivo para promover o Bem Comum Objetivo... para Povo o conviver pacificado...

Estado Jurisdicionado... aplicar Leis Preexistentes... para o Povo o direito constitucionalizado...

 

-Nas células “ESTATAIS”, definidas fronteiras Físicas, Morais, Sociais e Consensos Universais...

O dever de prestar serviços informativos objetivos, limita-se-a informar também Objetivamente.

-Duelar com os fatos objetivados, significa os serviços meramente de informar o ocorrido...

O dever de prestar serviços informativos poderá ser ato jornalístico investigativo, limitado no  dever de contribuir com Poderes do “Estado” objetivado, negada subjetividade massificante...

-O dever falar, informar, videodemonstrar tem limites nos “Redatores Chefes” os Gerentes...

Empregados dos Empresários que pagam seus salários e julgam conveniências particulares...

-O dever de Empregado e Patrão, vinculado aos resultados do investimento incondicionado...

Os cidadãos duelam com os “botões dos controles remotos”, dopantes atos informativos...

Os Empregados sumariamente despedidos pelos Patrões por legais direitos trabalhistas...

Os cidadãos enganados... serão ou não indenizados... os danos e resultados apenas maculados.

 

O ESTADO... limitado nas Leis objetivadas para o Povo, direitos Pactuados e Delegados...

O DEVER DE INFORMAR NÃO É PODER... É DEVER LIMITADO PELOS PODERES DO ESTADO!...

A SUBJETIVIDADE DE PATRÕES E EMPREGADOS CONSTITUEM VÍNCULOS EMPRESARIADOS!...

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:12

ALADO “PODER”  DE INFORMAR, FOFOCAR OU SUBJETIVAR?... 

 

LEGISLATIVO, guardião poder originário do povo, PACTO DELEGADO PARA O “ESTADO”...

EXECUTIVO, dever de prover bem estar comum, LIMITADO NAS LEIS PRÉ-ESTABELECIDAS...

JUDICIÁRIO, poder imperativo de fazer cumprir as LEIS INCONDICIONADAMENTE...

IMPRENSA,  “poder”, deveria informar objetivamente, porém SUBJETIVA ILIMITADAMENTE...

 

NOS TRÊS PODERES, HIERARQUIZADOS, VERTICALIZADOS E SELECIONADOS NOS LIMITES LEGAIS,

As escolhas democratizadas, nas leis preexistentes, assim os cidadãos empregados do PÚBLICO,

Escolhidos  e investidos nas funções objetivadas, densificada nas leis, A EXISTÊNCIA  DO “ESTADO”,

O PODER LEGISLATIVO, autolimitativo pelas constituintes altorgatórias ou promulgatórias...

 

Objetivando o bem estar comum, para seus patrões o povo, EXECUTAM POR DEVER LEGAL,

A segurança, a saúde a educação, o “ESTADO” condomínio estatal, impostos e taxas suas receitas,

Segurança controle pacificado, Saúde nos preventos e curas das enfermidades e alívios das dores, 

                                  Educação, nos ensinamentos iniciais em família, depois conhecimentos afirmativos,

EXECUTIVO E FUNÇÕES objetivadas, propiciam aos cidadãos os deveres condicionais e objetivados...

 

Exerce o JUDICIÁRIO, o poder imperativo incondicionado do ESTADO,

Simbolizado com a espata que faz cumprir os resultados julgados, limitados pelo “ESTADO”,

Olhos vendados, a isenção mediando os delitos julgados, o magistrado limitado pelo “ESTADO”

Constituindo a trincheira final dos poderes harmônicos, autônomos e autolimitados, pelo “ESTADO”...

 

“ALADO PODER DE INFORMAR”... diferente do dever autorizado pelo “ESTADO”de comunicar,

O dever de prestar o serviço informativo, fora autorizado POR PODER DO “ESTADO”, limitado,

“O ESTADO”, estabelece a convivência pacificada, o dever de imprensa é limitado em informar,

Extrapola o julgamento subjetivo dos atores de ofício, que massificam, por dever de empregado,

                      A convivência de escolher Atores Empregados, direcionada ao lucro de Empresários... 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:10

RETICENTE... QUE SENTE E NÃO SENTE!... (CONT...)

Calotas geladas da terra, as profundezas dos mares, nas órbitas espiões em  plantões, 

Botões acionam e disparam, a suposta paz destruidora das guerras os cogumelos da terra,

Porões, “banker” climatizados, nobreza com parceiras e mesas fartas, sem faltar nada,

Restam farrapos da terra, feras desdentadas, famintos comem, com suas  bocas banguelas...

 

Bocas que falavam e beijavam, gritam a mesma palavra “SOS”, vozes desesperadas,

Gaguejam  na esfera conflagrada, feras desdentadas e fraquejadas, caíram as presas feras,

 

Emergem das águas:

-Um inocente que mergulhara e pescava, atônito olhava a destruição da esfera!...

-Cadê o pão “a carne” que estava aqui? A radiação derreteu!...

-Cadê o vinho “o sangue que estava aqui? O calor na uva desidratou!...

-Cadê os animais, pássaros, répteis e moluscos das florestas? Sem fotossintese a esfera!...

 

Salvo ainda com vida, o gato... único ser mantido vivo, por ter “sete vidas”...

Os frutos que desapereceram, não deixaram suas sementes,

O que aconteceu então? respondido com voz de trovão ou vulcão... “talvez o qato comeu”...

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:08

RETICENTE... QUE SENTE E NÃO SENTE!...  

Nas rédeas das  bigas, as mãos fortes dos heróis em festa ou velozes vencedores...

Dois cavalos... dois HP’s...  “Power” “Horse /Power”...que andam, voam ou nadam...

Expostos risos, sorrisos e dentes de feras...

Olhares dispersivos, televisados, binoculados e “doners” a privacidade coisas do passado...

 

O homem que pega corre, luta e domina as rédeas,

O cavalo é parte do “Power”, evoluíram as rodas aos poucos arredondada ,

O grito do condutor das bigas, com vigor de lutador ou de esportivo corredor,

Ganhou o vencedor, que o grito ajudou, assim o soldado e o corredor... 

 

Cavalos somados dos rodoguiados do passado, hoje simbolizados  motores potentes em “HP’s”,

As máquinas da evolução da ciência, originárias das potências dos fortes cavalos,

Aos múltiplos dos cavalos, os grupos fortes sem chocalhos,

Fraco o homem do chocalho, fortes os grupos anônimos, os multi-cavalos...

 

Nas bocas os dentes que riem somente e tantos dentes mordentes,

Mordem e assopram, dentes dopantes e dentes dementes,

“Tudo meu ou quase meu”, o que deveria ser seu perdeu, restando apenas o “adeus”,

 As pedra do alicerce social, teatral, a pirâmide surreal,  festejam faraós de carnaval...

 

Os segredos desfeitos pelos assustados com medo,

Os virtuosos, com eletrônicos visores, nos corredores e varandas os “fieís defensores,

Os supostos donos associados, nas sociedades anônimas, dinheiro dos homens sem nomes,

Os globais sugadores, tentáculos como bico de beija-flores,  após sugarem voam para      

                                                                                                      paraísos de tenras flores.... 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:06

JÁ VAI VOCÊ?... JÁ?... NOU!...   

JÁ!... “NOU”... OU NÃO VOU... JÁ ?... AGORA NÃO...  “NOU”... JÁ “NOU” ...

JÁ VAI VOCÊ? ... E CONTINUOU DEPOIS DO INVERNO DE  LÁGRIMAS QUE MOLHOU...

FICOU O ÁRIDO... GOTEIRA NOS TELHADOS DE ZINCO QUE APEDREJOU...

NO DE VIDRO... A TELHA QUEBROU, SEU “ATÉ LOGO PASSOU”, NÃO ETERNIZOU...

 

-JÁ NOU... POR MIM, NÃO VOU,

POR TEMPO, QUERIA QUE O TEMPO NÃO PASSASSE E PASSOU...

QUE NÃO GRITASSEM E ALGUÉM GRITOU,

A DOÇURA, A TERNURA OU A LOUCURA... NO CORPO SEM PALETÓ... “MELOU”...

 

-POR TANTO TEMPO, NA DOBRA DO TEMPO, QUE O VENTO LEVOU,

TANTOS TORMENTOS, DERRUBARAM COM RAJADAS DE VENTO A TODO MOMENTO,

PENSANDO... QUISERA PARAR O TEMPO... MESMO COM RAJADAS DE SOFRIMENTO,

DESTELHADAS CASAS, DESABRIGADOS AO RELENTO, PELAS RAJADAS DE VENTO...

 

-DO OUTRO LADO... NO ÁRIDO... GUARDA SOL... PARA QUE PALETÓ?

PARA A PESCA O ANZOL... NA PONTA CURVADA COM ISCA... MINHOCA OU ESPOCA PIPOCA, FOGOS EM FESTA, NA FLORESTA OÁSICA... RIOS DE LÁGRIMAS OU CASCATEADAS,

CANTAVAM... “NÃO NASCI PRA CORONEL... SAI DA  ABA DO MEU CHAPÉU”...

 

-NO SETEMBRO DOS FURACÕES QUE PASSARAM... NO ÁRIDO, AS TERRAS RACHADAS,

NA JANELA, “ELA” AGUARDA O FLORIR DA PRIMAVERA... PARA “ELA” FLORES BELAS,

NUM LUGAR SEM SABER ONDE ESTÁ... ESTÃO AS VERDADEIRAS “CARPIDEIRAS”,

CHORADEIRAS EM BRAVATA, SEM PALETÓ OU GRAVATA NÃO IMPORTA...“JÁ?... NOU!”...

 

UM PROFETA AFIRMA... OS ANARQUISTAS, COM ROUPAS HORIZONTAIS DE LISTAS...

AS CORES DAS LISTAS... SALTITANTES DE BRANCAS E PRETAS, BONÉ TAMBÉM...

ENGRADEADAS AS ESTAÇÕES DO ALÉM... NA JANELA GRADES, VERTICAIS DO TREM...

“ORFEU” SUADO NO CARNAVAL VIRTUAL... “GENERAL DA BANDA” E “MACUNAINA”...

CARNAVAL SEM CONFETE E SERPENTINA... TEM PIRRÔ E COLOMBINA...

“REI MOMO” NO RESERVADO DECIDE ENCAMISADO... SÓ LATINHAS, GARRAFAS NÃO...

                                       TANTO FAZ... NÃO OU “NOU”... JÁ “NOU” ... O JÁ QUE DISCORDOU...

OS DESCAMISADOS FESTEJAM, COM SACOS DE LATINHAS MACHUCADAS  NAS COSTAS,

            FANTASIA DE “PAPAI NOEL”, SEM CHAPÉU, SEM TRENÓ, COM SOUR NAS MÃOS   

                        CALEJADAS,  OS “CORDEIROS BRASILEIROS”... AS GAZELAS NO TRENÓ SÓ            

                                     PARA “ESTRANGEIROS”...

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:03

MEU PREFÁCIO “VAIDOSO”...
Sim VAIDOSO... limitativo no povo...
Erudição INFINITA... no finito do povo...
Altivo no MOBRAL, sem ser surreal...
Nos dedos os AFORTUNOS... laureados dos improvisos...
Vaidoso que usa a bengala de cocho,
Vaidoso que usa óculos e deveria usar binóculo,
Vaidoso na fala de bobo, os sabidos vão embora,
Vaidoso que cala, quando o silêncio tem a maior fala...
A carta do “ABC”, doada por Cosme de Farias,
Tantos anos foram nas infinitas lidas, com a carta do “ABC” doada,
Tentando por tanto tempo, decorar o “ABC”, sem saber,
Tantas vezes manuseada, com palavra sinonimizada “ABC”, Mobral Intelectual...
Me afirmo no MOBRAL, mobraliano sou afinal..
Me confirmo estudando, continuando no “ABC”, aprender,
Me “destaco” como pó do pau pulverizado seu “lenho”, o cavaco,
Me aspiro com pó do “tabaco”, ensinado pelo Vovô e Vovó...
Com graça contavam estórias
Dos heróis as glórias,
Catecismo de fé,
Bandeiras cívicas e civismo incluído,
Pó de rapé no espirrar... atchim... atchim dominé...

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 2 novembro 2017 às 10:02

árvore resistente!... Olga / Ricardo sant´ana... meus pais...
Cresce das germinadas sementes,
Fora codificada do genes do “Criador” ,
Criador de todas as sementes...
Na árvore da “vida”, galhos, flores e frutos,
Com folhas as copas que sombreiam,
Das flores os frutos,
Dos frutos honradas
As sementes “da gente”!...
Caule, Galhos, no solo as raízes,
Os galhos são os filhos e parentes,
Hospeda também parasitas... tem flores coloridas as orquídeas,
Nos ninhos passarinhos em filhotes!...
As saúvas cortam as folhas,
Permanece vivo o galho que reflora,
Sombreia, reflora e pendura os frutos,
Os maduros caem, com polpa e semente!...
Os galhos fieis ao tronco, caem as folhas, as flores, os frutos,
Continua aderido o galho ao caule,
Seco o morto...
Preservado no consciente o verde da esperança,
O lenhador, a saúva, o peso dos frutos,
Com machado corta os galhos,
A saúva com tesoura corta as folhas,
O peso dos frutos faz cair os galhos lascado,
As lágrimas, o “lenho” da árvore que chora!.
Voam os pássaros que vão embora,
Do tronco deitado caído e lascado a cruz,
De “Jesus” a cruz de carvalho...
Na história a raiz feliz,
Na memória as glórias,
Restará a saudade que chora,
Por alguém que passou e foi embora...

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2017 às 10:56

TARTUFO!...      (2 parte)

INTELIGENTE?... TALVEZ SIM, TALVEZ NÃO!... FLUTUAM BOLAS DE SABÃO!...

INCLEMENTE?... POR OPÇÃO... DUAS “BOCAS”... UM FERRÃO O “ESCORPIÃO”!...

COMO SERPENTE?... ANELADOS NO FINAL DO RABO... UM GUIZO-CHOCALHO!...

                                         COMO PRESAS OS DENTES DITOS “CAREADOS”!...

                                         POR ENGANO... FORAM “OBTURADOS”, QUE PECADO?!...

                                         PARA INSTILAR VENENO, AS PRESAS FORAM REIMPLANTADAS!...

                                         TAMBÉM RISOS FALSOS E SUAS RISADAS!...

                                         OBLAÇÃO NÃO, “DINHEIRO SÓ NAS PALMAS DAS MÃOS!...

 

PARA OS CONDENADOS DO OUTRO LADO “PAREDÃO”, PARA ATEUS OU CRISTRÃOS!...

BAIA DE TODOS OS SANTOS

PRAIAS DE CHEGA NEGROS... DOS NAVIOS NEGREIROS!...

TANTOS NÃO CHEGARAM... PREJUIZO, PERDERAM COISAS DO MERCADO!...

DAS CRIAS ESTUPRADAS... REPOSIÇÃO DAS PERDAS!...

VINHOS IMPORTADOS PARA OS DIAS DE FESTAS GRANDES, NA CASA GRANDE!...

MÚSCULOS DAS CAÇAS, DAS PESCAS, NOS AÇOITES AÇOITADOS NOS DIAS DE FESTAS!...

AS CARCAÇAS, AS VÍSCERAS PARA SENZALAS DAS DORES QUE EXALAM...PROTEINAS DAS VIDAS!...

 

TARTUFO É ESTE CARA, QUE NÃO DEFENDE E NÃO RESTAURA,

PRESIDENTE DO MUSEU, SEM ACERVO, SEM LIVROS E SEM REGISTROS,

PODE ATÉ PARECER ESQUISITO!..., VÃO VÊ!...

VENDO, NÃO SEJAM SILENTES OU CONTENTES COM RISOS NOS DENTES...

COLOQUEM NO MUSEU OU MAUSOLÉ

O, “ZUMBI” COM PALMAS... “PALMARES”...

NO HISTÓRICO COM ESTORVA, “ISTÓRIA COM “H”,

NAS CALÇADAS DE “CABEÇA DE NEGROS”, DESRESPEITADOS!...

EM REAPROVEITO, A SUBSTITUIÇÃO “CALOS DAS MÃOS DOS NEGROS” COMO RESPEITO!...

FORAM ANÔNIMOS NEGROS OU “COISAS” QUE CONSTRUIRAM NOSSA NAÇÃO, COM CALOS NAS MÃOS...

 

 ojotaesse@gmail.com  OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA 01.10.2017 (71) 99968-1351

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 20 outubro 2017 às 10:55

TARTUFO!...      (1 parte)

                   “UNLA” COLADA AO TRONCO DO TARTUFO...

                                                                             ABRAÇO QUE NÃO ENVOLVE UM DOS  CORPOS FALSO!...

                                                                                      FAZ TOMBAR “UM A UM” A ESPADA GUERREIRA DE “OGUM”!...

VISUALIZADO UM “HOMEM” BEM APARENTADO!...

VESTE SEM DESTAQUE, USANDO UM CHAPÉU DE PALHA OU PLÁSTICO!...

PALHA DE ALIMENTO, DESTE TRONCO CAÍDO!...

TIVERA ENCIMADO UM CACHO VERDOSO, QUE PODERÁ SER DOCE E GOSTOSO!...

 

O “HOMEM” VISUALIZADO... “QUE HOMBRE”?... TALVEZ CARICATO!...

RISO DISPERSIVO, FAZ QUE NÃO VÊ!... VENDO,

LHANO NO TRATO SUGADOR, COMO “SANGUESSUGAS”,

SABIDO TRANSVERTIDO EM BOBO-SABIDO!...

 

VESTIMENTA INFANTIL, JUVENIL,

VESTIMENTA FLORAL, PRIMAVERIL,

VESTIMENTA QUE SOBRE O CORPO DITO CARENTE, VIRIL,

VESTIMENTA QUE DESBOTA, COM ÁGUA BENTA!...

 

BANANAS DOS MACACOS,  FRUTOS DO ÚNICO GALHO,

BANANAS DA “UNLA”, FIXADA AO TRONCO DO HOMEM ESPANTALHO,

BANANAS QUE ENGANAM, “DOCE DE LEITE”, DO LEITE DERRAMADO,

BANANAS EM SOBREMESA, FILÉ DO “ROINÉ”, SEM OSSOS ROER!...

 

“SOU PRESIDENTE”... IRREVERENTE COM RISOS NOS DENTES,

“SOU PRÁ-FRENTE”... DE ANTIGOS SOMENTES, DOS TRÓPICOS, TROPICALISMO,

“SOU CARENTE”... APARENTEMENTE NO VERSAR,  QUE NÃO VERSO,

“SOU CAÇADOR” DA CAÇA... QUASE CASSADO!...

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:29

DAS NAUS...

DESEMBARCAM SERES DIGITAIS...

COM “PUTA DOR”O MAR ATRAVESSOU...

NOS LOUVORES DIPLOMADO PELO “MOBRAL”...

ERUDITO NO “ETCETERA E TAL”...

 

 SEM TRILHA NOS CAMINHOS ACIDENTAIS...

DE TANTO PISAR, NA LAMA, DAS CHUVAS E TEMPORAIS...

ELE NÃO É  “O CARA”, APENAS A COISA TRANSPORTADA PELA NAU...

LEMBRADO OU ESQUECIDO!... COM COISAS NORMAIS...

 

ABRAÇOS E ACONCHEGO, ESQUECIDO NEM, ÍNDIO OU NATIVO...

NEGRO, NEGRO... NA PRAIA DE CHEGA NEGRO...

NEGRO, SEM SEGREDO, PELOS PIGMENTOS DE NEGRO,UM NEGRO VEJO...

 MORNA, NOS PORÕES DO DESASSOSSEGO, AO MAR O CORPO DO NÊGRO...

 

OS CHEGADOS, REALIMENTADOS, PELES RETINTAS POLIDAS...

MERCADORIAS VENDIDAS, ASSIM TAMBÉM SUAS CRIAS NASCIDAS...

DOS AÇOITES, SUAS CHAGAS TRANSFORMADAS EM FERIDAS...

 

MARRETA, ESPADA, PINCEL E CANETA...

MAÇO E CINZEL, NAS PEDRAS QUEBRADAS POR MARRETA...

PINCEL OU CANETA, SEM PAPEL, OS RISCADOS NA SUA CABEÇA...

 

COMO NOS BARALHOS,  AS ESCRAVIZADAS NA “COPA”...

AMANSEM ESTE NEGRO!... “PAU” NELE...

“OURO”, LEVADO, PRODUZIDO PELO CORPO AÇOITADO...

COMO “ESPADA” NA LUTA, BERIMBAU NA LABUTA...

 

TENDO EM TUDO PARTICIPADO,

-COISA DO PASSADO, NÃO LEMBRADO...

-ALFORRIADO, ABOLIÇÃO DOS ABANDONADOS...

-QUAL A ESTÁTUA DE NÊGRO? AUSENTE NO PRESENTE E NO PASSADO...

-APENAS NAS RUAS, “CABEÇA DE NEGRO”,

                      OS CUSPIDOS, NOS SOLOS PAVIMENTADOS!...

                                                         (2016 - CEM ANOS DE SAMBA...)

ojotaesse@gamail.co    OURISVAL JOVINIANO DE SANT ÁNA  17.12.2016 (71)99968.1351

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:27

TERCEIRA PARTE

                     O ESTADO, AS LEIS ALADAS...

                                OS CIDADÕES AS SUBJETIVADAS BUSCAS...

                                         PACIFICAÇÃO NAS DECISÕES FUNDAMENTADAS...

                                                   SEM USO DA ESPADA DA SUBMISSÃO, SIM DA IMPUTAÇÃO...

                                                              A FÉ “LAICA”, EM SUAS CONVICÇÕES, SEUS RUSÁRIOS ESCOLHIDOS...

                                                                         NO USAR DA ESPADA, DA FÉ, A EMPUNHADA PELO REI SALOMÃO...

NÔMADES, TRIBAIS, FRONTEIRAS TOTÊNICAS...

SEM DONÂNCIAS INICIAIS, DOMINÍOS CIRCUNSTANCIAIS...

COMANDOS E COMANDADOS, FAMILIAS PELO SANGUE IRMADOS...

AOS SOLOS FIXADOS, CONFLITOS FORMADOS, ORIGINARAM O “ESTADO”...

SIMBOLIZADO EM SUAS BANDEIRAS, COM SANGUE DEFENDIDA SUAS FRONTEDIRAS...

ojotaesse@gamail.com OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA 30.11.2016 (71)99968.1351

 

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:27

SEGUNDA PARTE

NA ESCOLHA DE SEUS REPRESENTADOS, O GRANDE PECADO!...

 QUEM ESCOLHE OS EMPODERADOS, SÃO RESPONSÁVEIS CONSCIENTES DOS DESTINOS DA GENTE...

-SALAMÃO COM A ESPADA, NÃO FEZ SANGRA O IRMÃO: REPRESENTANTE E REPRESENTADOS

 COM A ESPADA QUE JULGA, FAZ PRESENTE O “ESTADO”, COM JUSTIÇA E RAZÃO...

O “ESTADO” MANIFESTAÇÃO DIVINA, E, COMO TAL, FIEL AS LEIS DOS CIDADÕES...

NÃO PODENDO OVIDAR, MENTIR OU ENGANAR,

-AO CONDENAR O LADRÃO, “LADRÃO NÃO ROUBA LADRÃO”, NO ALADO PENSAR...

 

 

-AO CONDENAR,  JULGAM, NÃO SUBTRAI DO IRMÃ POR CONVICÇÃO,

NÃO PODE PROTEGER O LADRÃO...

-PASSA EM SUA MÃO A ESPADA, QUE AS LEIS APONTAM,

INCONDICIONA IMPUTAÇÃO DO DIREITO, VENCEDOR E VENCDO PELAS LEIS CONVENCIDOS... 

-PREVENIR NAS DORES ALADAS, OBJETIVADA NAS VACINAÇÕES,

OS QUE ENGANAM, SÃO TAMBÉM NÃO CURADOS, INFECTAM OS CIDADÕES...

CURAR O HOMEM, FALHA QUANDO É DESENCONTRADO, NOS REMÉDIOS APLICADOS...

SÓ NA CURA OBJETIVA, A CURA DOS DESAJUSTADOS, ASSIM O “ESTADO” PACIFICADO...

ALADOS CONSCIENTES BUSCAM AS CURAS POR PRINCÍPIOS FACIFICADORES,

ASSIM PACTUARAM NAS LEIS  QUE DENSIFICAM O “ESTADO”...

LIMITADOS CIDADÕES, ASSIM PECADORES NOS RESULTADOS NÃO OBJETIVADOS.

NAS RELAÇOES DOS CIDADÕES, LEGAIS SENTIMENTOS, REVOLVE-SE OS ERROS NOS ALADOS,

REFEITA AS LEIS, REVIGORANDO O “ESTADO”CRIADA NAS CONDIÇÕES OBJETIVADAS:

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:25

PRIMEIRA PARTE

Para não sermos enganados!...

“o criador”  NOS ENSINOU O VIVER PACIFICADO,

ASSIM NOS LEGOU A CRIAÇÃO DO “ESTADO”...

ENTRE OS CRIADOS, SEUS CONVENCIMENTOS... QUANDO FRIO OU QUENTE OU “ESQUENTADO”...

O PREVINIR DA CHEGADA DO LADRÃO, SEUS BENS GUARDADOS, PARA NÃO SEREM ROUBADOS...

NA ESCOLHA DOS REPRESENTANTE3S, QUE SEJA INTELIGENTE, EFICIENTES AS LEIS PREESISTENTES!...

-ESTANDO “ELE” PRESENTE EM TODOS MOMENTOS, “UNIPRESENTE”, TAMBÉM SENDO “UNIFICIENTE”...

CRIADO O “ESATADO” POR SERES DO REINO DOS INTELIGENTES...

NOS VIVENTES QUE CONSTANTIMENTE DEGLADIAVAM, NO LUIGAR DAS FALAS DE INTELIGENTES!...

O “ESTADO” REPRESENTADO PELA ESPADA QUE FALA, SENTENCIA E IMPUTA, DISCIPLINA AS CONDUTAS...

SOMOS CONSCIENMTES, “O ESTADO CRIADO”, APENAS “ALADO”, MATERIALIZADO NOS RESULTADOS!...

QUANDO CALADOS, CIDADÕES SILENCIADOS, “QUEM CALA CONCENTE”, SEUS DIREITOS DESPRESADOS...

PELO “PAI CRIADOR”ORIENTADOS, O CONVIVER PACIFICADO, OS IRMÃOS NA FÉ E NO “EATADO”...

ETERNIZADO NAS LEIS,  REVISTAS E REMUDELADAS, A ESPADA SUBMETE OS “PODERES” ESPECIALIZADOS...

CONSTANTE PERGUNTA  DOS CONSCIENTES CIDADÕES

 “ESTAIS PROTEGIDOS, CURADOS E EDUCADOS”?...

-PARA CHEGADA IMPRECISA DO LADRÃO, A PREVINIÇÃO,

 SI PRECISO A CONDENAÇÃO,  O CASTIGA OBJETIVADO NA EXCUÇÃO,

 ASSIM O PODER DA ESPADA NA IMPUTAÇÃO, COM O CASTIGO REULTA A PREVENÇÃO.

-PREVENIR, CURAR, PROTEGER E CUIDAR...  DA CHEGADA IMPRECISA DO LADRÃO, A SEGURANÇA...

-APLICAR O CASTIGO, COM A  PUNIÇÃO, READAPTADO O DESENCONTRADO, CIDADÃO SOCIALIZADO...

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:24

SEGUNDA PARTE

A NATUREZA NO CONTROLE “COMO OPERADORES DAS TORRES”... TEM PRESSÃO NO AR. PODEM VOAR...

SE TEM AR... PODEM VOAR...

SE TEM SOL, TEM BRILHO NO AR, PODEM VOAR...

SE TEM TERRA SOB O AZUL DO MAR, TEM LINHA NO HORIZONTE, PODEM VOAR...

AS NADADEIRAS DOS PEIXES DO MAR... AS ASAS DAS AVES QUE SUAS PRESAS DESEJAM PESCAREM NO VOAR...

EXISTEM PEIXES VOADORES... TUBARÕES QUE CAÇAM AVES QUE MERGULHAM E SABEM VOAR...

 

ASAS DAS AVES QUE VOAM SOBRE AS ÁGUAS E SOBRE O SOLO DA TERRA,

PARA NÃO SEREM MOLHADAS PELAS CHUVAS OU ORVALHADAS,  VOAM COM SUAS PENAS ENCERADAS...

A CIÊNCIA, SAPIENCIADOS HOMENS, AVES COM PLACAS METÁLICAS, CRIARA “AVES DE AÇO”!...

PELICANOS, CEGONHAS UTILIZAM ESPECIAIS BICOS ALONGADOS, NÃO AGRESSIVOS OU BEIJA-FLORES SUGADORES...

 

-OS PÁSSAROS METÁLICOS, DO HOMEM, QUE COSPEM FOGO, E ESCREVEM COLOLIDAS MENSAGENS NO AR...

TRANSPORTA NO VENTRE E VOAM PARA LEVAR... NO COMANDO O PENSAMENTO DO HOMEM...

NOS LIMITES DO CRIAR SUAS METÁLICAS AVES, OFUSCADO PELA LUZ DO SOL E CEGO PELA NOITE SEM LUA...

COMO FOLHAS LEVADAS PELOS VENTOS, O LIMITE DOS SEUS INVENTOS,

NÃO RESISTEM AOS VARIADOS VENTOS, NEM AOS MARES E SEUS TORMENTOS, 

NEM SEMPRE A CAIXA PRETA, “NÃO PRETA”, REGISTRA O ÚLTIMO VOAR,

RESTANDO APENAS OS SENTIMENTOS, INTERROMPIDO VOAR DO “PÁSSARO METÁLICO”,

TANTOS PERDIDOS, DESAPARECIDOS, NA NATUREZA GUARDADOS OS ÚLTIMOS GRITOS AFLITOS DO ÚLTIMO VOAR!...

 

ojotaesse@gmail.com OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA 20.01.2017 (71) 99968-1351 

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:23

PRIMEIRA PARTE

VERÃO SEM VOAR!...

                                               NO PÁSSARO METÁLICO, O SEU ÚLTIMO VOAR... SEM CONTUDO O “LAVA JATO” LAVAR!...

                                                                                          SAUDOSA PASSAGEM DO MINISTRO TEORI ZAVASCKI (+1948-2017).

UMA SÓ OU TANTAS ANDORINHAS NO VOAR...

LONGOS VOOS NO PLANAR DAS GAIVOTAS E JATOBÁS...

NO VOAR DAS ÁGUIAS, CONDORES E CARCARÁS...

ELEMENTOS FUNDAMENTAIS: VENTO OU AR, SOL, TERRA E MAR!...

 

ANDORINHAS AVES PAQUENAS, NO ELETRIZANTE VOAR...

PENAGEM ELEGANTE, COMO FRAQUE PRETO E BRANCO, ACROBACIAS NO VOAR...

“UMA SÓ, NÃO FAZ VERÃO”... VERÃO INVERNO COM CHUVA, ÁGUA NO VOAR...

CHUVAS NAS ASAS MOLHADAS, NAS MADRUGADAS SUAS PENAS ORVALHADAS...

 

NOS  ATÓIS, NOS NINHAIS, INTERROMPIDO VOAR PELOS TEMPORAIS...

NO AGUARDO OS FILHOS DE PÁSSAROS, QUE NÃO PESCAM E NÃO SABEM VOAR...

PENUGENS, PENAS QUASE PELOS, BICOS QUE NÃO PESCAM, AGUARDAM ALIMENTOS COM FESTAS...

NA ESTAÇÃO DAS CHUVAS, SEM CALOR DO VERÃO, NO MAR PRÓXIMO DA COSTA, DE COSTA PARA O MAR...

 

AS ÁGUIAS, AS PRESAS, AS ASAS QUE FAZEM VOAR, AS PRESAS ANSIOSAS QUE FOGEM PARA SE ENTOCAREM...

ÁGUIAS NO VOAR DOS PENSAMENTOS, ERUDITOS QUE FALAM E PENSAM, SUAS IDEIAS NÃO LEVADAS AOS VENTOS...

COM FOME, COM DOR, A CAÇA, O CAÇADOR, A VÍTIMA QUE CANSOU, CAÇADA PELO BICO DO CONDOR QUE VOOU...

“PEGA MATA E COME” O CARCARÁ CAÇADOR DO HOMEM, QUE MATA SEM FOME...

                                              

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:22

TERCEIRA PARTE

NO PAPEL DE ATORES:

-NÃO É INTÉRPRETE NOS CAIXAS DO REAL EM “CIFRAS”, DINHEIRO DE POBRE ESBANJAM OS NOBRES!

-REPETINDO O QUANTO FOR NECESSÁRIO, “O INTÉRPRETE SABIDO”, NO PAPEL DE “OTÁRIO”...

-BEIJAREI TANTAS VEZES, DE OFÍCIO MEUS BEIJOS, PODENDO SER DESEJOS INVERTIDOS, OS TOCADOS,

                                              E BABADOS LAMBIDOS, DOS CONTRÁRIOS E AGRADECIDOS!...

-NAS FALAS EM COMÍCIOS ESQUECIDOS, “LAVA JATO”, NOS DETES ESCOVADOS OS DOCES SORRISOS, 

                                              NAS “BURRAS CHEIAS” DE VALORES SUBTRAÍDOS E ESQUECIDOS!...

-NO QUADRO DOS ATORES, TODOS LOUVORES COM FLORES,

                  PARA OS CIDADÕES FURTADOS, AS LÁGRIMAS DAS DORES, OS ULTRAJADOS SEM FLORES!...

 

ojotaesse@gamail.com   OURISVAL JOVINIANO DE SANT´ANA 20.12.2016  (71) 99968-1351      

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:22

SEGUNDA PARTE

NOS DEDICADOS PAPÉIS DE ATORES, PASMEM OS LOUVORES DOS “ATORES POLÍTICOS”, NOS PAPEIS              

                                             DE VILÕES  OU “CORONEIS DOS SERTÕES” TAMBÉM DE ARAUTOS DA FÉ!... 

CARREGAM CRUZES DE CORTIÇA OU DE PLÁSTICOS FLOCULADOS,  A FÉ CONQUISTOU AS PLATÉIAS, QUE 

                                     COMEM “O PÃO QUE O DIABO AMASSOU”, ELES BEBEM VINHOS E DOAM ENFUSOS 

                                     E LICORES, REFASTELAM FILÉS, CAMARÕES, SALMÕES, COMIDAS DE “DOUTORES”, 

                                     DOAM FARTAS “CESTAS DO POVO”, PARA O POVO!...

CABEÇAS SUADAS, MESMO ASSIM BEIJADAS E ACARICIADAS, GANHADORES DO “OSCAR” DE POLÍTICOS 

                     ATORES, PELO ATO INTERPRETADO, PREMIADOS COM QUATRO ANOS DE “QUARENTENA”... 

NA FÉ, LÍDER DE MULTIDÕES, VINHOS EM OFERENDAS, O PÃO, A CARNE, IMAGEM DE SOFREDORES, 

                                           OS ATORES DA DOR, SEM NADA SENTIREM...

CANDOMBLÉ , MARIA E JOSÉ, SEM A FÉ OU “BEM DITO SEJA”, CÂNDIDAS MENSALINAS E SALOMÉS,            

                                           LOBOS  EM PELES DE CORDEIROS, OS RICOS ESQUISITOS SÃO POBRES  NA FÉ”...

VISUALISADO SEUS PECADOS, JOELHOS DOBRADOS NO SAL NÃO ARDIDO, REAL AS ESPUMAS MACIAS,

                                           E AS LÁGRIMAS SENTIDA, PELA SOFRIDA PLATÉIA!...

CONTINUAM SÓS OS CAPÍTULOS DO “IBOPE”, NAS NOVELAS... SEM AS “MESMAS SORTE”, OS TEATRO    

                      SEM SUAS PLATEIAS OU FILMES SEM SEUS PÚBLICOS, “RUANÊ DOS ABSURDOS”...

 

 

Comentário de Ourisval Joviniano de Santana em 26 janeiro 2017 às 10:20

PRIMEIRA PARTE 

Festejados Atores...

“ELE”  OU “ELA”, ATORES DE FILMADOS,  DRAMAS NOS TEATROS OU CAPÍTULOS DE NOVELAS...

ATORES NATURAIS, NAS VIDAS SOCIAIS E NOS NOTICIARIOS DE JORNAIS...

ATORES REPRESENTANTES DOS CIDADÃOS, OS “POLÍTICOS DAS NAÇÕES”!...

NA FÉ, NAS IGREJAS CRISTÃES, NOS CANDOMBLÉS, TODAS CRENÇAS NAS ”LAICAS” VISÕES...

 

ATORES JOVÉNS ENVELHECIDOS, VELHOS RECONSTITUIDOS OU NATURAIS INDIVÍDUOS...

PAPEIS AOS MULTIPLOS REPRESENTADOS, GENERAIS E SOLDADOS, AMANTES E AMADOS, ROMÂNTICOS 

                                        E TARADOS, “JOGAM COISAS NA GENI” E BEIJOS NAS FLORES DE ENAMORADOS!...

AFEIÇOADOS “GALÃS”, GALANTEADORES E “GÊNEROS AUTO-EXPLICATIVOS”, EM SI CONVENCIDOS,

                                         OU NOS PAPÉIS QUE FORAM ESCOLHIDOS...

NOS BEIJOS BEIJADOS, ARTISTICOS OU ENGANADOS, OS CONFORMADOS ELE OU ELA CASADOS, PARCEIROS

                                          NAS SALAS, COM FILHOS OU “PAI DA DONZELA QUE É UMA FERA”...

 

-NAS VIDAS REAIS OU INTERPRETADAS, CASAMENTOS FEITOS E DESFEITOS, POR DEFEITOS OU APROVEITOS...

CASAS, CASARÕES,  MANSÕES, PISCINAS E DEDICADOS ANIMAIS DE ESTIMAÇÕES, CAVALOS DE AÇO, SELVA         

                                           DE PEDRAS, NAS  COBERTURAS AVES METÁLICAS COM O VOAR DE “BEIJA-FLORES”,

                                           EMBRIAGOS POR TOXICOS DOPANTES OU ETÍLICOS DELIRANTES...

CORPOS PESADO, LEVES PESOS DE ELEFANTES VOANTES, NO PENSAMENTO DISTANTE, NO MESMO LUGAR 

                                            OU LENTAS PASSADAS DO ELEGANTE ESBELTO ELEFANTE!...

 BELEZA “PRA QUÊ?”, “PAVOR DE QUÊ?” OLHAR GALANTE NO CORPO DO “CORCUNDA DE NOTRE DAME”!...

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Sobre

© 2017   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço