Tâmara Azevedo
  • Feminino
  • Salvador, Bahia
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Tâmara Azevedo

  • Jorge Pires
  • Juliana Costa
  • Ramses Akin
  • João Jorge do Olodum
  • Liliane Conceicao
  • carlos do Nascimento
  • erick christian de sousa
  • Rôserval Du Carmu
  • Juliano Matos
  • TARCISIO GAMA MACHADO
  • loão marcelo R. dos santtos
  • marlon cristiano ferreira
  • marcio de souza goes
  • mauro telefunksoul
  • licia couto cazumbá
 

Página de Tâmara Azevedo

Uma questão de justiça para os negros

http://racabrasil.uol.com.br/cultura-gente/85/artigo7029-1.asp
AÇÃO AFIRMATIVA NO BRASIL
Uma questão de justiça para os negros

POR JOÃO JORGE SANTOS RODRIGUES



A introdução nas universidades públicas brasileiras das políticas de ação afirmativa da espécie cota para o ingresso de afro-brasileiros gerou grande polêmica sobre a igualdade no Brasil. O movimento negro e o poder público têm debatido sobre como deveriam ser estas ações. Para entender esse debate, é preciso compreender as razões históricas da discriminação racial.
No Brasil, em diferentes períodos da História, as leis foram os instrumentos jurídicos da dominação de negros e índios pelos donos do poder. Durante a época da escravidão negra, várias normas foram aprovadas para regular como deveria se dar a exploração dos africanos, tornando, assim, a escravidão um fato legitimado juridicamente.
A partir de 1822, após a Proclamação da Independência, o direito à educação primária gratuita foi incorporado na Constituição: "A instrução primária é gratuita a todos os cidadãos." Porém ela permaneceu proibida aos negros pelo fato de que estes não eram considerados cidadãos. No Império, os escravos e seus descendentes não podiam estudar e, mesmo que fosse um liberto, estava fadado a ser cidadão de segunda categoria.
Um ano após a Abolição, a maioria dos ex-escravos eram analfabetos - excluídos de poder votar e serem votados. Tornaram-se cidadãos de terceira categoria. A falta de um sistema educacional público gratuito com acesso aos ex-escravos manteve-se até o Estado Novo, em 1930. As mudanças aconteceram a partir daí.
"Durante a época da escravidão negra, várias normas foram aprovadas para regular como deveria se dar a exploração dos africanos, tornando, assim, a escravidão um fato legitimado juridicamente"
Modernamente o direito das relações raciais tem sido estimulado pelo movimento negro desde os anos 60 e ganhou força na década de 90. A discussão sobre a aplicação de políticas públicas de ação afirmativa do tipo cotas nas universidades tem despertado reflexão sobre o valor do princípio da igualdade, constitucionalidade das leis, autonomia universitária, privilégios, méritos nos meios acadêmicos e jurídicos. Contudo, o Brasil, país com a mais longa história de escravidão das Américas, mal começa a admitir, pelo menos em nível acadêmico, a discussão do tema. As universidades públicas federais e estaduais têm sido convocadas a adotar programas de inclusão dos afro-brasileiros e têm dado respostas diferentes para iniciar a inclusão racial no ambiente acadêmico.
Após a caminhada em Brasília do movimento negro para reivindicar políticas públicas ao governo, em 1995, iniciou-se o reconhecimento da administração pública de que houve uma violência institucional racial no passado, de que há, no presente, uma desigualdade racial herdada deste período.
Discutir e apresentar soluções inovadoras ao acesso dos afro-brasileiros ao ensino superior está sendo um desafio para os operadores do Direito, para a pesquisa jurídica, para as universidades nacionais. O Brasil é um país em desenvolvimento com a maior desigualdade social no mundo e tem uma dívida de cinco séculos com os afro-descendentes, por manter 45% dos brasileiros (80 milhões de pessoas) em condições de cidadãos de segunda categoria por meio da falta de uma educação pública inclusiva. O debate sobre as políticas públicas de ação afirmativa poderá se constituir em um remédio jurídico eficaz para o racismo institucional e a violência invisível que ainda sobrevivem.
O Estado brasileiro interditou os direitos fundamentais dos afro-brasileiros, impediu o acesso aos bens da Nação, explorou o trabalho e o lucro do escravismo. Os danos destas ações podem ser medidos pelos indicadores de desigualdades oficiais. O acesso dos negros à universidade pública gratuita e de qualidade é uma questão de justiça e de uma nova postura no direito nacional, com o reconhecimento do papel do aparato legal na construção da desigualdade racial, na manutenção desta desigualdade e na resolução jurídica do principal desafio das diretrizes constitucionais a igualdade de fato e de Direito.
JOÃO JORGE SANTOS RODRIGUES - ADVOGADO, MESTRANDO EM DIREITO PÚBLICO NA UNB E PRESIDENTE DO OLODUM



Blog de Tâmara Azevedo

À militância negra, verde e arco-irís da Bahia:

À militância negra, verde e arco-irís da Bahia:



Lembro do meu deslumbre ao ingressar no PV da Bahia. Tanta diversidade me fez refletir e ter a certeza de que estaria participando de uma estrutura partidária onde todas as etnias, credos e matizes poderiam se encontrar, buscando harmonia e lutando em prol da manutenção do planeta terra. Índios, pescadores, artistas, jovens, pequenos produtores de orgânicos, biólogos, sociólogos, intelectuais e gente do povo. Estaríamos então, certos de… Continuar

Postado em 21 junho 2010 às 15:27 — 5 Comentários

O Olodum faz revolução com inclusão social e digital

O Olodum faz revolução com inclusão social e digital



Para participar acesse o portal www.atn.org.br, clique no banner Conexão Digital e preencha a ficha de inscrição.







Faça sua inscrição o mais breve possível. Vagas limitadas.









A Associação Telecentro de Informação e Negócios – ATN, o Olodum e a Microsoft convidam para o evento Conexão Digital – Novas Tecnologias para Organizações Sociais em… Continuar

Postado em 14 abril 2010 às 14:00

Movimento Social mobilizado para eleição de João Jorge do Olodum ao Senado pela Bahia









08/04/2010



Estamos em mais um processo eleitoral e não podemos perder a oportunidade de grafar nosso nome na histórica luta do nosso povo por cidadania neste país. Durante muito tempo temos reivindicado, sido solidários e até apoiado as mais diversas candidaturas consideradas progressistas; carregamos varias bandeiras e sempre por um “detalhe” político ou outro, víamos a perspectiva de uma candidatura nossa na chapa majoritária ser colocada de lado em função… Continuar

Postado em 14 abril 2010 às 13:30

O Olodum convida: política, cidadania e inclusão social e digital - REVOLUCIONAR A POLÍTICA

  1. A Escola Olodum estará realIzando no próximo dia 15, em parceria com e a Associação Telecentro de Informação e Negócios – ATN, e a Microsoft o seminário Conexão Digital – Novas Tecnologias para Organizações Sociais em conjunto com o Lançamento do Relatório de Responsabilidade Social Corporativa da Microsoft Brasil a ser realizado a partir das 14hs do dia 15 de Abril de 2010.





    O evento contará com a presença de representantes da ATN, Olodum, Microsoft e vários…
Continuar

Postado em 6 abril 2010 às 15:05

Caixa de Recados (13 comentários)

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Às 20:09 em 22 março 2013, Orenil Machado disse...
Gratis! Gratis! Gratis!

Venha participar de STUDENT CARD BRASIL!

VOCÊ É CONVIDADO DE (ORENIL MACHADO)

Indique 10 amigos para participar dessa Rede Social e já pode solicitar seu cartão de crédito internacional com 600,00 de bonus.
Basta seguir as regras.

OBS: QUEM ACEITAR MEU CONVITE, ENVIE UM E-MAIL PARAoportunicardestudantil@gmail.com

DISENDO QUE FOI CONVIDADO POR MIM.

GRATO.

Video: http://www.youtube.com/watch?v=FV6DRSxK7bE

LEIAM COM MUITO CUIDADE PARA ENTENDER MELHOR O ARQUIVO ABAIXO:

CLIQUE AQUI: OBJETO DE CRESCIMENTO PROFISSIONAL.doc

ATENÇÃO PASTORES, BISPOS e/ou APÓSTOLOS

Instale a maquininha TEF ou POS de ler cartões da nossa empresa, e; conceda cartões de crédito STUDENT CARD BRASIL aos seus membros e funcionários. Concedemo um crédito mínimo para eles ofertarem ou gastarem apenas em sua igreja, MESMO QUE TENHAM NOME RESTRITO.

Skype: orenil75

Tim (21) 83326866

Cadastre-se: http://paixaodoestudante.ning.com

 

Às 14:58 em 22 março 2013, Fernando Yépez Rivas disse...

Boa tarde Támara:
Muito prazer conhecerla pela esta rede...Um foprte abraco com chuvas d bencoes no céu para vc!!!

Atte.-

Fernando Yépez Rivas

@ pretoyepez

e-mail: miferyeri@gmail.com

móvil: (593) 0998539989

www.ecuador.travel

Às 0:23 em 27 novembro 2011, Eduardo Paludo.'. disse...

Olá, tudo bem! Asè.

Sou empresário de comunicação e, tecnologia em Brasília-DF

 

Morei por um ano em SSA-BA.

Própriamente no Pernambués e, Resgate!

 

No entanto, na época em Jan/2001 não estava preparado para

compreender o Kêtu. No entanto, gostaria de obter informações

divérsas sobre os trabalhos de OPO. Por gentileza, caso póssa

ou, enseje retornar! Meus contatos são:

 

paludo@winside.com.br

61 8518 1398 - 8211 7593

 

Meu msn: capitalpaludo@hotmail.com

Ficaria muito agradecido pela humildade de santo!

 

Desde Já,

Asè, esèu epà babà!

WS Comunicação & Tecnologia

Às 21:06 em 28 abril 2010, Rôserval Du Carmu disse...
Nobre Tâmara,

Qual a faixa etária da Juventude Negra deve comparecer no lançamento da campanha do Joâo Jorge ao Senado pela Bahia?.
Às 20:44 em 27 abril 2010, Josiane Climaco disse...
Olá Tamara como vai ? feliz em ve-la , mesmo que por aqui. beijoconas mil Guerreira Prof.ESP. Josiane Climaco
Às 16:00 em 14 abril 2010, Paulo Rogério disse...
Tâmara, você pode ligar agora 9637-5920
Às 9:29 em 7 abril 2010, Reonei disse...
Prezada Tâmara bom dia,

você poderia me ligar, gostaria participar desta reunião do samba de roda posso?
Às 16:23 em 6 abril 2010, Sérgio Cumino disse...
obrigado...espero poder contribuir de alguma, forma....bjs
Às 16:15 em 6 abril 2010, Sérgio Cumino disse...
Quero que aqui você sinta-se em casa, ou melhor, se sinta, através das reflexões, troca de idéia, criticas, e autocríticas, e que assim juntos possamos contribuir para o fortalecimento dessa rede social. Podemos aqui criar parcerias profissionais, amizades eternas. Sem duvida se encararmos esse espaço de sorriso aberto, sem defesas, construiremos com tudo que possamos nos orgulhar, quero que essa minha pagina, seja, sua de coração. MSN: sergiocumino@hotmail.com
Às 14:54 em 5 abril 2010, Paulo Rogério disse...
Tâmara, coloca essa sua msg no blog..na home vc clica em "adicionar ao blog"
 
 
 

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço