11ª Marcha Zeferina - Nenhum Direito a Menos!

Marcha Zeferina, pelo 20 de novembro, mobiliza moradores da Suburbana

 

“Nenhum direito a menos!” é o mote para a 11ª edição da Marcha Zeferina em Exaltação ao Dia da Consciência Negra, promovida pelo Movimento de Cultura Popular do Subúrbio – MCPS. O Cortejo acontece próximo dia 20, a partir das 8h e vai do final de linha do São João do Cabrito, até o Parque São Bartolomeu.

Ao longo desses dez anos centenas de pessoas ocupam a Avenida Suburbana mostrando a força da região, ressaltando seu valor histórico (ali havia o Quilombo do Orubu que teve como líder uma mulher negra cujo nome é Zeferina). Essa ação desenvolvida junto com moradores, ativistas culturais e líderes comunitários reforça o chamado sentimento de pertencimento ao Território do Subúrbio Ferroviário de Salvador, lugar de resistências. Esse histórico é ressaltado na perspectiva de dar visibilidade aos sujeitos e movimentos que  fazem Cultura e que lutam por direitos em uma região que sofre grande  marginalização desde sempre no processo de formação da cidade de Salvador.

Com objetivo de contribuir para o fortalecimento das conquistas pela Igualdade Racial oriundas das lutas travadas desde os tempos de Zumbi, a Marcha pretende reunir cerca de 600 (seiscentas) pessoas, tendo uma supremacia de jovens negros e negras da região. Esse ano, enfatizando o momento político que o país atravessa, o subtítulo da caminhada é “Nenhum direito a menos”.

 

Histórico

A Marcha Zeferina – Exaltação ao Dia da Consciência Negra tem se projetado no Subúrbio Ferroviário como um ato político de afirmação da identidade negra. A iniciativa já mobilizou diretamente cerca de 14 mil pessoas, contou com cerca de 40 grupos culturais e 60 escolas da rede pública de ensino da região. O evento, desde sua primeira edição, no início dos anos 2000, se traduz numa grande ação de Promoção e Valorização do Parque São Bartolomeu, considerando seu legado religioso, cultural e espaço que representa símbolo de luta pela igualdade racial.

Esse ano a arte trabalhada levou em consideração outras “Zeferinas” na história, sua atuação político-social e atuação na comunidade. Além da personagem central, Zeferina, foi escolhida a ex-ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do Brasil, Luiza Bairros, falecida em julho  entre 2011 e 2014. Para completar a relação foi escolhida Camila Silva uma mulher atuante na comunidade do São Bartolomeu e que traz um histórico de luta.

 

A Marcha também será marcada pelo encerramento das atividades do Projeto ELIT - Esporte, Lazer e Inclusão que Transforma, que desde o início desse ano tem democratizado o acesso ao esporte educacional de qualidade, como forma de inclusão social, ocupando o tempo ocioso de crianças, adolescentes, jovens e idosos do Subúrbio. Foram oferecidas aulas em diversas modalidades esportivas, com rica programação durante todo o ano e primava pela formação da cidadania e melhoria da qualidade de vida dos moradores de nossa comunidade. Além das aulas de esporte, os alunos do Projeto participaram de campeonatos, aulas de cuidados com a saúde, meio ambiente, comunidade e cidadania.

O ELIT é realizado pelo Movimento de Cultura Popular do Subúrbio (MCPS), Organização Não Governamental que atua há 14 anos no fortalecimento comunitário da região, e tem como patrocínio a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (SUDESB).

 

 

Serviço

11a Marcha Zéferina – Exaltação ao Dia da Consciência Negra

Quando: 20/11/2016

Onde: Final de linha do São João do Cabrito - Parque São Bartolomeu

Horário: concentração as 8:00h saída as 9:00h.http://https://www.facebook.com/mcpscultura/

Exibições: 30

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço