DESFILE DO ÓKÁNBI PROVOU NA AVENIDA  QUE BLOCO AFRO  NÃO É TAMANHO. É QUALIDADE              Muito brilho, força e energia  fizeram a animação  do Bloco Afro na Avenida, segunda e terça do carnava…

 

DESFILE DO ÓKÁNBI PROVOU NA AVENIDA

 QUE BLOCO AFRO  NÃO É TAMANHO. É QUALIDADE  

           Muito brilho, força e energia  fizeram a animação  do Bloco Afro na Avenida, segunda e terça do carnaval com patrocínio master da Petrobrás e apoio do Carnaval Ouro Negro.

            Chamando a atenção  pelo bom gosto dos  adereços e  beleza, diversificação e elegância dos figurinos dos associados e das  alas,  o amarelo e preto reinaram quase que absolutos no bloco.

             “Bloco Afro não se mede pelo tamanho e sim pela qualidade, beleza, brilho, espetáculo e valorização da cultura brasileira de matriz africana na luta pela reafirmação do negro como artista. Bloco Afro veio para   provar que o negro no Brasil faz arte e cultura muito bem, sendo dono de uma base Cultural que transformou o Brasil em  um país honrosamente mestiço”, revelou o percussionista  Jorjão Bafafé , Mestre de Cultura do bloco .

           Com mais  de 60 mulheres que fizeram a festa no carro afro do bloco dançando sem parar o  bloco desfilou o tema “Do Paô aos Toques do Tambor. Nossa Baianidade é Nagô - Festa para Mercedes Baptista”  homenageando a primeira dançarina negra a integrar o corpo de baile do teatro municipal do Rio de Janeiro, falecida em 2014 aos 93 anos considerada  Mãe da Dança Afro no Brasil.

Mercedes Baptista foi lembrada  também   pela ala de dança  jovem  do bloco que desfilou no chão formada em sua maioria por jovens que frequentam cursos da Escola  Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) . Lembrando  um dos  figurinos   usados pela  equipe de dançarinos da artista   em seus shows, executaram  coreografia exclusiva .

Vale citar também a animação dos associados, capitaneados pela força e energia  dos toques  afro cubano  da Banda Ókánbí Afro Pop criado pelo percussionista baiano Jorjão Bafafé, concluindo com a  participação da cantora Lis Braga,  da cidade de Santo Estevão, interior da Bahia, que participou dos 02 dias  do desfile como cantora convidada.

Texto: Zezé Barbosa (DRTBa 1395)

Exibições: 51

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Sobre

© 2017   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço