Abdias do Nascimento será homenageado em Missa de Sétimo Dia

 

As Secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e a de Cultura da Bahia (Secult/BA) - através da Fundação Pedro Calmon, a Secretaria Municipal da Reparação (Semur) e a Venerável Ordem Terceira do Rosário de Nossa Senhora dos Homens Pretos convidam amigos e admiradores para a Missa de Sétimo Dia, em sufrágio à alma de Abdias do Nascimento. A missa será realizada na Igreja do Carmo, Centro Histórico de Salvador, na segunda-feira (30), às 9h e contará com a presença da Dra. Elisa Larkin, viúva do primeiro deputado federal afro-brasileiro a dedicar seu mandato à luta contra o racismo.

 

O ativista Abdias do Nascimento faleceu aos 97 anos, na última terça-feira (24), depois de passar dois meses internado no Hospital dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro, devido a complicações decorrentes de diabetes. Além de ex-deputado e ex-senador, foi precursor do movimento negro no Brasil, se tornando um grande líder na luta dos direitos e representante das conquistas da comunidade negra.

 

História _ Abdias Nascimento foi artista plástico e professor benemérito da State University of New York. Foi titulado como ‘doutor honoris causa’ pelas Universidades de Brasília (UnB), do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em função da militância no combate à discriminação racial. Recebeu diversas premiações, como o Prêmio Unesco em 2001, na categoria Direitos Humanos e Cultura de Paz.

 

Nascido em Franca (SP), na década de 40, fundou o Teatro Experimental do Negro e o jornal Quilombo, no Rio de Janeiro. Durante o regime militar, exilou-se nos Estados Unidos. No retorno ao Brasil, exerceu mandato de deputado federal entre 1983 e 1987 e de senador de 1997 a 1999, além de ter criado e ocupado nos anos 90, a Secretaria Extraordinária de Defesa e Promoção das Populações Afro-Brasileiras, no governo fluminense.

 

Texto: Camila França

 

 

Exibições: 436

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de TerritórioPrenhas em 3 junho 2011 às 14:50
Quilombolas Contemporâneos. Católico ou não com certeza foi uma linda homenagem e um reconhecimento mais que merecido a este homem que fez de sua vida uma causa, a causa pelo nosso caminhar com mais liberdades e direitos no Brasil. Se entregou a luta para que pessoas, como nós, estejam aqui hoje formando este Correio Nagô. Addias é lindo. Abdias é Rei.
Comentário de ana paula sousa de santana amori em 31 maio 2011 às 17:41
Um homem de coragem nessa sociedade tão racista vá em paz e parabêns por toda sua luta de combate ao racismo.
Comentário de anita de jesus costa em 30 maio 2011 às 17:30
TUA SAKIDILA..Q ZAMBI E A LUZ PROTEJERA O ESPIRITO
Comentário de Suely Santos em 30 maio 2011 às 11:30
Tá certo que vai ser através da Irmandade Rosário dos Pretos, mas... ele era católico????
Comentário de José Cezário Miguel Aschar em 30 maio 2011 às 5:03
Grandes pessoas como o Abdias Nascimento é que nos tornam orgulhosos de ser cidadãos brasileiros.
Comentário de Tereza da Penha em 29 maio 2011 às 19:38

Grande Abdias do Nascimento!

Seu exemplo multiplicará no Brasil, para que outros sejam corajosos e lutem como você, na busca de uma sociedade mais justa e menos preconceituosa. Você foi e será sempre o grande defensor da história da população negra. Todas as homenagens em prol de Abdias é mais do que justa e merecida. Ele é mais um que está no céu juntamento com: Martin Luther King, Malcolm X, Steve Biko... E muitos outros, que lutaram pelos direitos dos negros aqui na terra, na busca por uma identidade afro. E ainda, da necessidade de o povo negro pensar e agir por si mesmo.

Como dizia Biko: "Negro é lindo"! - Digo: "Abdias você é uma luz que não se apagará".

Comentário de Tereza da Penha

Comentário de Jayro Pereira de Jesus em 29 maio 2011 às 13:38
Quando as vítimas se utilizam dos mecanismos da opressão.  Fico entendendo que os órgãos públicos não deveriam reforçar ou utilizar dos meios que no passado, no presente e para sempre continuarão agindo no sentido de simbolicamente reafirmarem sulbalternidade existencial. Essa psicopatologia das vítimas parece não ter tratamento.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço