Abdias: Se pudessem, colocavam o negro de novo na escravidão

Defensor fervoroso do sistema de cotas raciais em universidades públicas, o ex-senador e deputado federal, Abdias do Nascimento, 96 anos, um dos líderes negros de maior expressão no país, considerou "uma coisa lamentável" as alterações no texto original do projeto de lei que institui o Estatuto da Igualdade Racial, aprovado nesta quarta-feira (16), no Senado.


Um dos pontos mais criticados foi, justamente, a retirada do trecho que falava sobre a regulamentação da reserva de vagas para a população negra na educação. O estatuto, que tramitou no Congresso durante sete anos, entra em vigor após a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. -As cotas são absolutamente importantes. São um passo adiante da degradação que o negro tem sofrido durante tantos séculos.




Confira a entrevista



Terra Magazine - O Senado aprovou ontem projeto de lei que institui o
Estatuto da Igualdade Racial. O texto original sofreu alterações, como a
retirada do trecho que previa cotas para negros na educação e a criação
de uma política de saúde pública para negros. O que o senhor achou das
mudanças?

Abdias do Nascimento - Uma coisa lamentável, porque se há uma população que necessita de um apoio específico em todos os sentidos, em todos os níveis das atividades nacionais são os negros.

São os únicos que foram escravos. As pessoas falam que não precisa de uma proteção, mas ninguém foi escravo aqui, a não ser os africanos.


Então, na avaliação do senhor, as mudanças foram lamentáveis.
É claro. Lamentável, porque é uma injustiça a mais. Uma injustiça que se
repete.



O relator do texto, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), substituiu o
termo "raça" por "etnia", alegando que não existe outra raça além da
humana.

Isso é aquela história brasileira de adoçar as coisas. Adoçam o racismo
específico contra os africanos e descendentes. Isso mostra, mais uma
vez, o gérmen... A alma do Brasil que manda é essa. É contra os
africanos, contra os negros. Acho lamentável. Mostra que o Brasil
continua o mesmo desde a escravidão. Mostra que, na verdade, ninguém
queria que o negro fosse liberto. Mostra que, se pudessem, colocavam,
outra vez, a escravidão.


O senhor ainda considera que a Abolição da Escravatura no Brasil não
passa de uma mentira cívica e que ainda há um hiato entre negros e
brancos no país?

É isso aí: uma mentira cívica. Uma "bela" mentira cívica. E ainda existe
um hiato entre negros e brancos. Há dois "Brasis": um dos brancos e
outro dos negros. Sem dúvida nenhuma.



O autor da proposta, senador Paulo Paim (PT-RS), afirmou que o
estatuto está longe do ideal, mas que a aprovação foi uma vitória? O
senhor concorda?

Não concordo, porque é a continuidade do racismo, da discriminação, do
desprezo pela herança africana. Essas leis, esses disfarces para não
chamar o Brasil de racista continuam. Desculpe, mas isso é odioso e, no
meu entender, vai realçar a separação, a diferença e a possibilidade dos
negros terem uma integração perfeita.


Especialmento sobre o trecho que fala das cotas, que foi suprimido do texto original. O que o senhor acha sobre isso?
As cotas são absolutamente importantes. São um passo adiante da
degradação que o negro tem sofrido durante tantos séculos.


Retirado da lista Discriminação Racial



Ana Cláudia Barros
De São Paulo

Terra Magazine.

Exibições: 183

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de RUBENS FERREIRA em 18 junho 2010 às 12:35
COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS AO LONGO DE NOSSA HISTORIA SOFREMOS UM ESTRUPO MENTAL E FISICO EM NOSSO QUINHENTISMO, A NOSSA RAÇA SEMPRE ESTA MENOS BENEFICIADA PELO SISTEMA QUE É COMPOSTO POR CAUCAZIANOS, ENFIM NAO ESTOU AQUI PARA FALA DE TUDO O QUE JA SABEMOS, SIMPLISMENTE EU EXTENALIZO MINHAS INQUIETAÇOES E REVOLTAS QUE EM ESTAO INTERNALIZADAS, EM 94 EM HUANDA ESTAVAMOS NOS MATANDO POR CAUSA DO ESTRUPO MENTAL E FISICO DO OPRESSOR, HOJE EM NOSSA "PATRIA" ESTA ACONTECENDO ALGO QUE É PARECIDO DIGAMOS ASSIM, MAS POR CAUSA DA COPA 2010 NOSSOS MILITANTES ESTAO PREOCUPADO COM NOSSA CORRUPITELA PATRIA VAMOS TOMA UM CHÁ DE QUERENCIA E NOS MOBILIZAR E PARA TUDO SEM DÓ E PIEDADE SEM SE PREOCUPA COM O CAPITALISMO ATÉ POR QUE SOMOS DE ÁFRICA E DE ONDE EU VIM E VOC~ES TAMBE, A ORALIDADE E DESEJO HUMANISTA É UMAS DAS PRINCIPAIS CARACTERISTICAS. POR FAVOR DOU A SUJESTAO DE UM BOICOTE E CENSURA DO MOVIMENTO NEGRO E QUILOMBOS EDUCACIONAIS A COPA DO MUNDO E MOSTRA TAMBE QUE ESTAMOS EM MOVIMENTP ANO TODO.

SENHOR ABDIAS GOSTARIA QUE O SENHOR RESPONDA POR E-MAIL SE FOR POSSIVEL ESSE SINJELO COMENTARIO E SE FOR POSSIVEL POR EM PRATICA A MINHA SUJESTAO.
Comentário de Luís Roberto Nunes Ferreira em 18 junho 2010 às 11:04
Companheir@s,

leiam, não deixar o presidente sancionar estas lei.


Um abraço, Luís Ronufe.
Comentário de Luís Roberto Nunes Ferreira em 18 junho 2010 às 11:01
Companheir@s,

Todos nós sabemos que não iria ser fácil, era para ter nos mobilizados mais, ainda há tempo, li um dos comentários, numa convocatória de sairmos as ruas desse nosso Brazil, ou Brasis, em protesto para forçar a assinatura dessa lei pelo nosso presidente Lula.
Sabemos perfeitamente que um relator do DEM, não tem compromisso nenhum com a raça negra, levando em consideração tudo que o Abdias falou, é sempre assim camaradas eles aprovam as leis quando o povo está mobilizado para outros eventos, sendo este uma paixão nacional o futebol.
Precisamos nos mobilizarmos o mais rapidamente possivel com ou sem copa do mundo.
Não poderia ser tão fácil e os nossos congressistas negros, pobres, inocentes e enganados nada aprenderam...
A luta continua!

Um abraço, Luís Ronufe.
Comentário de maria da conceição simões mirand em 18 junho 2010 às 10:33
É lamentavel que tenhamos perdido uma oportunidade histórica por conta de acordos espurios, ilegitimos e viciados.
Comentário de LUZIANA cavalli oliveira em 18 junho 2010 às 9:08
A aprovação de projeto e suas entrelinhas, leia-se também a relativa as cotas, precisa ser urgentemente revista! Mídias locais, nacionais e outras precisam ser acionadas, o debate público e conscientização precisam ser potencializados...
Comentário de Ilana Campos em 18 junho 2010 às 8:54
Isso tudo só demonstra o quanto de racismo ainda há no país. E isso é legitimado pelas autoridades de maneira deliberada. Mais do que mobilização, precisamos de um levante. Caso contrário, seremos levados de volta à escravidão, como bem colocou nosso prezado Abdias.
Comentário de NAPOLEAO em 18 junho 2010 às 8:43
E imaginem que é um estatuto de igualdade, so nao existe nada de igual
Democracia e abolição isso tudo até hoje nunca existiu, palhacada
Comentário de iaci da purificacao em 18 junho 2010 às 7:56
Estou chocada com a retirada trecho que previa cotas para negros na educação . infelizmente isso mostra que estamos em um país totalmente racista e que continua querendo ver a população negra excluida dos serviços necessarios a uma vida digna e justa.
Comentário de Valter DaMata em 18 junho 2010 às 6:47
Votado em plena Copa do Mundo, enquanto o povão está anestesiado com a seleção de Dunga. Mais uma manobra perversa. Poucas pessoas devem ter dimensão desse retrocesso, poucas pessoas irão discutir, porque estarão discutindo coisas mais importantes como a dor no pubis de Kaká, a habilidade de Robinho e o frio da África do Sul.
Comentário de Walmir França em 18 junho 2010 às 1:00
Vamos ter que ir as ruas protestar e fazer pressão para o Presidente Lula, não sancionar.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2021   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço