Adolescente negro é torturado pela polícia na Bahia

 


VAMOS FAZER ALGUMA COISA PELO AMOR DE DEUS...........

 

 

GENTE PELO AMOR DE DEUS, SERÁ QUE NOS VAMOS DEIXAR ISTO PASSAR SEM QUE ESTES MONSTROS SEJAM PUNIDOS?

 

VAMOS NESSA CONEN, UNEGRO, COPATZION, MNU, ILÉ AIYE, OS NEGÕES, ANNEB/BAHIA, SETORIAL DE COMBATE AO RECISMO PT/BA, SECRETARIA ESTADUAL DE DOS DIREITOS HUMANOS, OAB, MINISTÉRIO PUBLICO, FENACAB, OMI DUDU, ACBANTU, REDE KODIA E TODO MUNDO QUE DEFENDA OS DIREITOS HUMANOS.  VAMOS A LUTA - EM DEFESA DO NOSSO IRMÃO.

 

Adolescente negro é torturado pela polícia na Bahia



16:30h - 11 de fevereiro de 2011

 

Um adolescente negro foi brutalmente espancado pela polícia na calçada do seu local de trabalho.

As imagens da câmera de segurança do prédio mostram que a violência começou quando o rapaz pára com a motocicleta, ele é então derrubado a socos e recebe vários chutes pelos policiais. Ao tentar se levantar apanha ainda mais. O espancamento só parou quando um dos policiais conseguiu controlar o outro, e o rapaz foi encaminhado ao pronto socorro.

O adolescente trabalha há quase um ano na oficina mecânica, que fica na frente do local em que foi agredido. 

Mesmo sendo vítima de agressão, o adolescente foi levado algemado para a delegacia para fazer exame de corpo de delito e registrou queixa contra os policiais. Mesmo tendo sido evidente a agressão por racismo, os policiais só foram afastados do cargo.

 

 

AFRO ABRAÇOS

 

GILBERTO ARAUJO.

 

PRES. ANNEB / BAHIA.

2º SEC. ANNEB,

PRES. ANEC.

COORD. POVO NEGRO COMEC.

MEMBRO CONEN

MEMBRO DO SETORIAL ESTADUAL DE COMBATE AO RACISMO PT/BA.

Exibições: 120

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Angela Lemos em 14 fevereiro 2011 às 13:10
A pergunta é a mesma, sempre: Até quando???? Ate quando vamos assistir tamanha violencia com nosso povo negro, com a gente, com nossos amigos, com nossos parentes??? Nos negros quando acordamos não sabemos aonde vamos ser agredidos; se fisicamente, se psicologicamente, se pelos policiais, se pelo nosso patrão, se pelos colegas..... So temos certeza de uma coisa, seremos agredidos... E o mais triste é saber que são poucos homens e mulheres que indignam com isso, uma boa parte da nossa sociedade é o agressor ou concorda com tais atitudes o que é a mesma coisa... ATE QUANDO????????
Comentário de Paulo Rogério em 13 fevereiro 2011 às 21:25

Vejam o vídeo da tortura aqui:

Comentário de anita de jesus costa em 13 fevereiro 2011 às 15:49

Achei Um Absurdo, Apesar do garoto, ter acelerado a moto, por motivo de ter

pego escondido do pai..o medo fez, q ele nao parasse, mas nao era, p o policial

ter feito aquilo... continua o racismo na Bahia.o q faltou ele ter atirado..quando é

q vai acabar com isso ..os negrosconfundido, como suspeito....

Comentário de cristian souza de sales em 13 fevereiro 2011 às 13:21

Aguardem a política de segurança pública do novo secretário. Será impressa uma política de extermínio de jovens negros e pobres, muito mais severa do que a atual. O adolescente negro que foi brutalmente espancado, poderia ter sido morto, como acontece todos os dias nas periferias e nos grandes centros urbanos do país.

Comentário de Fafá M. Araújo em 13 fevereiro 2011 às 12:04
Gente, quanta brutalidade.
Quando isso vai parar?
E só de pensar que essas pessoas são pagas para nos servir.
Que horror.
E o estado mostra a sua cara.
JUSTIÇA!!!!
Comentário de Luiz Souza em 13 fevereiro 2011 às 10:05
e eis aqui a polícia da Bahia. Racistas armados só falta o capuz...
Comentário de André Luís Santana em 13 fevereiro 2011 às 9:08
 

As ditas mudanças na mentalidade e postura da Polícia Militar da Bahia acontecem a passos lentos, em meio a muita violência e morte de inocentes.

As imagens revelam toda a brutalidade e covardia daqueles que são pagos para garantir a segurança pública: http://tinyurl.com/4lbo3be

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço