Pedido de solidariedade de uma amiga jornalista alagoana sobre a catástrofe que aconteceu naquele estado//


Primeiramente, desculpe-me pela demora no envio de informações sobre o Estado de Alagoas. Felizmente, os membros do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô/APN-AL não fomos atingidos! Mas, muitos amigos nossos perderam muitas coisas ou absolutamente tudo!


Aqui em Maceió não choveu muito e o sol aparece várias vezes, na verdade, o que aconteceu foi um efeito dominó que começou com muita chuva em PE. Os rios encheram, a água veio com força para AL e muitas cidades foram pegas de surpresa.Também tem uma história divulgada na mídia, que uma represa vazou, mas isso foi abafado.


Assim como vocês, nós tivemos informações pela TV e o que vem sendo divulgado ainda é superficial. A desgraça é bem maior, muitos prejuízos, mortes e cidades inteiras foram destruídas, parece até cena de guerra ou de um tusinami.


Neste momento, toda a população alagoana (pessoas ricas e humildes) estámobilizada para ajudar nossos irmãos e separando muitos donativos e
entregando nos postos de arrecadação que existem em inúmeros locais.


Nós do movimento negro alagoano (religiosos de matrizes africanos, capoeiristas e ativistas) estamos mobilizados em ajudar os nossos companheiros de luta. O representante do Escritório da Fundação Cultural Palmares em Alagoas, Mestre Claudio, pegou muito material que separamos e entregou na comunidade quilombola Muquém (União dos Palmares).


O que fazemos ainda é pouco e estamos muito preocupados com as comunidades quilombolas, elas já tem difícil acesso e piorou ainda mais. Então, o destino dos nossos donativos é prioridade para eles, inclusive, temos interesse em fazer visita nestas áreas, fazeremos algumas articulações para concretizar esse objetivo.


Então, reforçamos que toda a ajuda é necessária! Aqui, a sociedade doa alimentos, água mineral, roupas, lençóis, medicamentos ... tudo!


Também pedimos aos malungos e malungas dos Agentes de Pastoral Negros do Brasil (APNS) e não-militantes de outros Estados que também ajudem. Vocês podem contribuir financeiramente em uma duas contas abertas pelo Corpo de Bombeiros: Banco do Brasil, agência 3557-2, conta corrente 5241-8, e na Caixa Econômica Federal, agência 2735, operação 006, conta 955/6. Qualquer quantia é bem-vinda!


Muito obrigada pela atenção, preocupação e solidariedade!



Helciane Angélica

Jornalista; Coordenadora Estadual dos APNS em AL; Presidente do Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô/APN; e integrante da Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial em Alagoas (Cojira-AL)

Exibições: 28

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Daniel em 2 julho 2010 às 10:20
Isso precisa ser mais divulgado no sentido de ajudar nossos irmãos e irmãs que estão passando essa dificuldade extemporânea. Ressalto que devemos observar sob outro olhar esse acontecimento. Sabemos muito está sendo feito mas recordemos um acontecimento similar que aconteceu em Santa Catarina e a mobilização que ocorreu para que o Brasil todo ajudasse aquelas vítimas. Digo isso pois não vejo o mesmo incentivo midiático em relação as vítimas do Nordeste. Nos questionemos. Enfim, vou dar a minha contribuição e vou mobilizar o máximo de pessoas que eu possa para também ajudar.
Comentário de Adriana Roque dos Anjos em 29 junho 2010 às 23:48
Vale ressaltar que as unidades dos BOMBEIROS da BARROQUINHA,CALÇADA E IGUATEMI mencionadas anteriormente referem-se a cidade de Salvador capital da Bahia. Maiores informações através do número 193.
Comentário de Adriana Roque dos Anjos em 29 junho 2010 às 23:30
Atenção: O CORPO DE BOMBEIROS unidades da BARROQUINHA, CALÇADA E IGUATEMI estão recebendo doações de alimentos e roupas também para ALAGOAS
Comentário de Paulo Rogério em 29 junho 2010 às 22:39
Ótima idéia, Adriana. Dá um retorno para a nossa comunidade aqui se souber de algo.
Comentário de Adriana Roque dos Anjos em 29 junho 2010 às 22:32
Eu apoio Maria da Conceição Posso conseguir bastante roupas Mas ter uma sede onde organizar é fundamental Podemos ligar para alguns lugares para ver essa possibilidade o que acham?
Comentário de maria da conceição simões mirand em 29 junho 2010 às 17:51
Como podemos nos organizar, no sentido de recolher donativos de toda especie? Acho q não é dificil encontrar local, sede de uma entidade para receber e esquematizar o seu envio. A situação é muito séria, houve destruição total, em alguns casos, de cidades. Vamos fazer alguma coisa urgentemente.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço