Até o Jaleco Já Mudou de Cor, por George Oliveira

Esse vídeo chamou atenção para um velho assunto que, infelizmente, ainda é bastante atual.

 

Vamos assistir e ver se você consegue perceber?

 

Vídeo 1:

http://www.youtube.com/watch?v=-IjWrpdJJvM

 

Me considero bastante otimista e sempre fico numa expectativa enorme para ser atendido por um/uma dentista negro/negra. O que para muitos não faz diferença alguma, tem um significado enorme para um militante do movimento negro que segue na luta pelo fim das desigualdades sociorraciais. Faço uma analogia às mudança que os jalecos sofreram e deixaram de ser apenas “brancos”. Sonho com o dia em que será possível falar isso sobre os dentista ?

 

Algumas pessoas já devem ter acompanhado, através das redes sociais, o meu “dilema” em encontrar um dentista negro/a na Cidade de Salvador. Existem, são raros e quase ninguém sabe onde atendem. Quando conseguimos um não é da especialidade que desejamos/precisamos ou não atendem o plano de saúde tal. Enfim, temos tão poucos dentistas negros, nesta cidade tão negra que a exceção só confirma a regra.

 

Não me venha com aquele velho papo de que o curso de odontologia é caro, que tem livros caros, congressos num sei onde. Muito menos que os dentistas herdaram clientes e consultórios de seus pais e familiares. Isso não me convence mais! Também não acredito que “ser dentista” seja algo que esteja na genética uma única etnia. Precisamos influenciar/formar/transformar as atendentes e recepcionistas dos consultórios de odontologia, quase todas mulheres negras, para que assumam a profissão de dentista.  

 

Como se não bastasse essa invisibilidade que atribui ao racismo e não à nossa incapacidade intelectual, a população negra, maioria do país, não se vê na mídia entre as propagandas de produtos que promovem a saúde bucal. Uma sociedade que se diz “democrática racialmente” mas consegue com bastante eficácia manter a maioria da população no des/sub emprego. As cotas estão aí para mudar essa realidade. Vamos sair das exceções e passar a ser a regra, uma representatividade equânime à que temos na nossa população.

 

Antes de continuar faço um convite para assistir esse vídeo de apenas 30 segundos:

 

Vídeo 2: 

http://www.youtube.com/watch?v=5fjepdAyDco

 

Em 2010 enviei a seguinte mensagem por email para o SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente):

 

“Porque não compro Colgate:

Em repúdio à campanha lançada pela Colgate em que são apresentados vários tipos de dentistas e não percebemos um único dentista negros.

 

Vale ressaltar que dados do IBGE demonstram que cerca de 50% da população brasileira se auto-declara (preto ou pardo). Para fins estatísticos, o IBGE considera negros os que se declaram pretos e pardos.”

 

A resposta pronta que me enviaram foi a seguinte:

 

“É com grande satisfação que registramos o contato realizado com a COLGATE-PALMOLIVE, através do Centro de Atendimento ao Consumidor.


Temos como objetivo criar anúncios positivos e interessantes, visando a satisfação do consumidor, sem, no entanto, contrariar os objetivos estabelecidos pela Empresa. Por outro lado, como no processo de crescimento do trabalho que levamos a efeito a reavaliação é um item constante, enviaremos seus comentários ao Departamento de Promoção e Merchandising para que aprecie a pertinência de suas observações.
Finalizando, agradecemos sua atenção e achamos útil lembrar que permanecemos à disposição para quaisquer informações adicionais, críticas ou sugestões.”

 

Dentistas negros são tão raros quanto encontrar aeromoças negras no avião (e não só durante a madrugada nos balcões de atendimento do aeroporto). Existem leis, as empresas não cumprem, quando tentamos sensibilizá-l@s, não tão nem ai. Que tal fazer um boicote? Eu não compro em empresas racistas e você? Talvez a ameaça de reduzir as vendas faça com que vejam @s negr@s como consumidores.

 

Caso conheça algum/a dentista negra/negro favor deixar os contatos (nome, cidade e telefone) no comentário. Vamos quantos conseguimos listar.

 

Onde estão os/as (poucos) dentistas negras/os ?

 

Agradecimento especial para Taynar Pereira e Daniel Ajani que colaboraram na revisão de idéias deste texto.

====================

George Oliveira

Economista

Militante do Movimento Negro

Mestrando do CIAGS/UFBA

grbo2003@yahoo.com.br

#20

Exibições: 1329

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Antonio Santos em 16 junho 2013 às 11:55

Ah!! Sim!!! as auxiliares e atendentes de todos os dentista (brancos), em todos os consultórios q já frequentei são negras! "Pare p/ pensar, pense muito bem ..."!

Comentário de Antonio Santos em 16 junho 2013 às 11:51

Valeu George, observações assim renovam a crença na utopia de uma "nova civilização". é necessário e urgente! Siga em frente. Repito: "estamos por nossa próropia conta"

segue contato de único dentista afrobrasileiro que tive a grande sorte de conhecer:

Drº Almiro. Tel: (71) 3322-3118 

Comentário de Apio Vinagre Nascimento em 15 junho 2013 às 18:02

Parabéns George, por mais um excelente texto. Abraços quilombolas.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2020   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço