Atendimento sem qualidade em Posto de Saúde de Salvador

Atendimento sem qualidade em Posto de Saúde de Salvador.

 

Hoje faz uma semana que assiste o descaso no atendimento no Unidade de Saúde de Pau da Lima, com atendimento 24 horas. Estive três vezes levando meu pai de 84 anos na emergência, na primeira vez fiz a ficha e enquanto aguardava o atendimento, entra uma criança no salão com febre e vômito e a recepção fica toda suja e ninguém veio limpar, 15 minutos se passaram levantei e perguntei ao porteiro da entrada dos consultórios se podia chamar alguém para limpar, curto e grosso respondeu daqui a pouco irão limpar. Entram mais pessoas pisam no vômito e expalha em todo recinto após muito tempo chega uma auxiliar e limpa superficialmente, já se passaram 1h e fui na porta da triagem que o atendimento é por classificação de risco vermelho, amarelo e verde, dirige-me a sala e questionei a demora visto que tinha meu pai de 84 anos e se quer a tiragem não foi feita, ele estava com dispinéia (falta de ar), pressão alta e na cadeira de roda por não conseguir andar, sabe que a enfermeira me disse que idade não era prioridade! Claro que não aceitei entrei na sala e relatei o que ele sentia e a mesma perguntou como eu sabia, parace que isto era o mais importante, no final outra enfermeira fez a triagem com toda boa vontade e atenção, classificando-o na cor amarela tempo de espera 30 minutos, mas o atendimento de fato só ocorreu às 13h30min ele chegou aproximadamente 10h50min. Enquanto esperava no corredor do consultório uma auxiliar de enfermagem sorridente conversava junto a sala de atendimento, a médica perguntou o que ele tinha e incrível me escutou tudo que disse prestando atenção, encaminhou para o atendimento de enfermagem e exames, lá a auxiliar de enfermagem de também trabalhava no Hospital Aliança (escutei enquanto ela conversa) já nos recebeu de cara fecha, emburada e impaciente, mas como se tratava de meu pai tive toda paciência e também dei uma piada, dirige-me a recepção para pegar uma etiqueta para Raio-X e o recepcionista emburrado me atendeu mau também, não deixei por menos e enquadrei-o.  

Retorno nos dias seguintes, cada vez mais meu pai piorava até achei que ele não conseguiria sobreviver, mas a morte é destino de todos nós, porém tenho e temos que garantir que os nossos pais tenha o atendimento com descência, lá estavamos novamente na noite seguinte, ele entrou direto para o atendimento e enquanto aguardava o manejo fui lá fora porque minha esposa não podia entar na recepção ficara do lado de fora, minha irmã entrou e eu observava o movimento lá fora, os pais chegavam suas crianças e o porteiro dizia o atendimento pediatrica esta suspenso e mãe chorova e iam embora, mas chegou um pai com uma criança de uns 8 anos nos braços e também foi dito que não tinha atendimento a chuva caiu e ele e seu filho ficaram sentado no banco desolados, entrei e após algum tempo meu pai foi liberado. Peguei o carro e saindo do posto minha esposa avistou-os no ponto de ônibus, chamei ele e ofereci carona até o Hospital Roberto Santos, mas ele não quis, iria primeiro em casa, fiquei angústiado  e levei meu pai para casa, no caminho a lembrança como profissionais de saúde podem agir conforme meu relato e a administração da unidade completamente alheia se quer compareceu neste momentos críticos.

 

Cada vez mais tenho certeza que devemos trabalhar o Racismo Instituicional, vou denuciar na Ouvidoria do Município de Salvador a falta de qualidade no atendimento e o descaso com nossas criança e idosos, como se fossem despresíveis. Além de cobrar a Ássesoria da Saúde da População Negra - ASPN capacitar estes profissionais, infelizmente os que nos atenderam mau foram uma enfermeira e uma auxiliar de enfermagem negras e um recepcionista e um porteiro de acesso aos consultórios brancos, temos que melhorar a auto-estima desses profissionais negros principalmente para que reconheçam os seus quando tiverem atendendo um paciente, principalmente os negros que já sofreram e sofrem pelas iniquidades sociais e econômicas. Nós que temos acessos não podemos falhar, nossa visão tem que ser global, os movimentos deve atuar em todas as vertentes, mas unidos só assim que puderam ter equidade nas ações governamentais e garantir um futuro para nossas crianças e uma velhice respeitosa e digna para nossos pais.

 

Antônio Purificação 

Exibições: 170

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço