Ator e diretor Wolf Maya é condenado por injúria racial

O diretor e ator Walfredo Campos Maya Júnior, conhecido como Wolf Maya, da TV Globo, foi condenado a 2 anos e 2 meses de prisão pelo crime de injúria com conotação racial contra um técnico de iluminação que trabalhou em uma de suas peças. A condenação, em primeira instância, foi definida pelo juiz Abelardo de Azevedo Silveira, da 2ª Vara Criminal de Campinas (SP), que a substituiu pelo pagamento de 20 salários mínimos e período de trabalho comunitário a ser definido. Maya negou a acusação e sua defesa recorreu. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

 

De acordo com a sentença, Maya foi condenado por ter ofendido Denivaldo Pereira da Silva ao chamá-lo de "preto fedorento que saiu do esgoto com mal de Parkinson". O caso de injúria com conotação racial ocorreu em 12 de agosto de 2000, num teatro de Campinas que encenava a peça "Relax... It's Sex", escrita e dirigida por Maya. À época, Silva trabalhava numa prestadora de serviços de iluminação para a peça. Segundo o técnico, o diretor ficou furioso porque houve um erro ao iluminar um ator durante a peça. Após o técnico ter denunciado o caso, Maya moveu uma ação na área cível por danos morais e pediu indenização de R$ 100, alegando que a acusação prejudicou sua imagem. Ele perdeu e foi condenado a pagar as custas processuais, no valor de R$ 2 mil, mas também recorreu desta decisão.

Fonte: Terra

Exibições: 341

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Adelson Silva de Brito em 9 junho 2011 às 13:01

Isso é Brasil!

Se não veja: Ele é pai de uma atriz,cujas características físicas a remetem a nossa origem afro-ameríndia. Mas, o nosso Brasil é cheio de brancos honorários e mestiços autopromovidos a brancos. O Brasil enquanto nação, é um ato de repúdio a sua verdadeira história. Por isso, mulatos como Roberto Marinho, resultado dos experimentos de embranquecimento, tão comum a esse pais que quer ser europeu, sao campeoes da promoção do modelo branco europeu, que busca se afastar bda verdade racial,na tentativa de se diferenciar como branco.Duvida????...entap veja as novelas, ou pelo menos,, se inteire do conteúdo delas.

Esse Walfredo aí e fruto dessa reallidade. Lei nele! E essa hitória de comutaçao de sentença é sinonimo de impunidade.

Keto Angola je n´só....

Comentário de Ivanovitch Medina Santos em 9 junho 2011 às 12:35
Racismo é pecado capital sem perdão! merece é prisão perpétua!
Comentário de Gizelly Santos em 9 junho 2011 às 11:23
É importante q lutemos e não mais deixemos por isso mesmo as ofensas q nos são dirigidas!!! Chega de baixar a cabeça...

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço