Bispo Edir Macedo afirma que não é recomendado se casar com pessoas de “raças diferentes”

Relacionamentos e as diferenças entre homem e mulher, idade, raça e a complexidade que os envolve foram tema de um artigo do bispo Edir Macedopara a sessão de comportamento do site da Igreja Universal do Reino de Deus.

O texto trata das diferenças de idade e “raça” entre homem e mulher, e dá recomendações explícitas sobre o que deve ou não ser feito quando o assunto é casamento. Macedo afirma que “o rapaz que deseja fazer a obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele [...]para não se deixar influenciar por ela”. O líder da Universal abre exceções para homens “suficientemente” maduros, mas ressalta que essa “diferença não deve ultrapassar dois anos”.

“Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações”, afirma Macedo. Entre os argumentos usados pelo bispo para justificar sua postura, estão a possibilidade de traição quando a esposa envelhecer ou a probabilidade de ela tornar-se “mandona” com o passar do tempo: “Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento”.

Sobre a diferença étnica, Macedo é enfático ao afirmar que “não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco”, e justifica sob o argumento de missões: “os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho”.

O bispo Edir Macedo afirma que não tem opinião pessoal contrária à miscigenação, mas que a orientação para que os fiéis procurem esposas de sua raça visa uma melhor aceitação por sociedades estrangeiras, que não estão acostumadas com a realidade brasileira.

A igreja, diz o bispo, busca “alertar sobre esta situação não porque tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário! Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países”, justifica-se

Confira abaixo a íntegra do artigo “Homem de Deus quanto à idade e à raça”, do bispo Edir Macedo, para o site da Igreja Universal:

O rapaz que deseja fazer a Obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele, salvo algumas exceções, como por exemplo aquele que é suficientemente maduro e experiente na vida para não se deixar influenciar por ela. Mesmo assim, a diferença não deve ultrapassar dois anos.

Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações; entretanto, temos visto que quando a mulher tem idade superior à do seu marido, ela, que por natureza já tem o instinto de ser ‘mandona”, acaba por se colocar no lugar da mãe do marido.

E o pior não é isto. A mulher normalmente envelhece mais cedo que o homem, e quando ela chega à meia-idade, o marido, por sua vez, está maduro mas não tão envelhecido quanto ela. E a experiência tem mostrado que é muito mais difícil, mas não impossível, manter a fidelidade conjugal.

Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento. Devemos crer que Deus tem reservado para cada servo uma serva, de acordo com as suas aspirações, que por sua vez vão ao encontro das aspirações dela.

Por esta razão, não é bom que o rapaz se afobe e se case com a primeira que aparecer, só porque quer fazer a Obra de Deus e precisa de uma esposa. Não! Se ele não confia que Deus irá lhe suprir com a sua outra metade, como vai confiar que Ele fará a Sua Obra por seu intermédio?

Quanto à raça

Não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco.

É preciso que ambos estejam conscientes quanto aos riscos de traumas ou complexos que as crianças poderão absorver durante os períodos escolares, e, a partir daí, carregarem-nos por toda a vida.

Infelizmente, os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho.

O homem de Deus precisa estar sempre preparado para servir a Deus onde quer que Ele assim determine, e, assim, nem sempre estará em um país onde não haja esse tipo de situação. Portanto, é necessário que o casal examine também esta questão, antes de qualquer compromisso mais sério.

O homem de Deus não pode simplesmente dizer: “Ela tem o Espírito de Deus e eu também. Nós nos amamos e vamos nos casar”. Não! Não deve ser apenas isto! Ele tem o futuro totalmente comprometido com uma missão de extrema importância, e não pode ser limitado. É preciso que haja uma avaliação esmerada quanto aos passos no presente.

Procuramos alertar sobre esta situação não porque a Igreja Universal do Reino de Deus tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário!

Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países.

Procuramos, portanto, trazer à baila esta situação a fim de evitarmos transtornos no futuro do homem de Deus e na obra que está reservada para ele.

Fonte: Gospel Mais

Exibições: 2152

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Claudio Timoteo dos santos em 28 julho 2012 às 20:31

O Bispo Macedo não passa de um lobo traavestido de ovelhas e sua seita tá levando muita gente a miséria e muitos que estão lá são cegos já fui daquela seita e nao aprendi nada a nao ser a Odiar quem nunca fez mal por mim e outra só exsito porque Ele exsite to falando do pai Eterno DEUS !!! Bispo Macedo é um lobo devorador  ladrao.

Comentário de Maria Isabel (Isa) Soares em 28 julho 2012 às 15:11

Senhora Rozka, sem nehuma intençäo ofendê-la. Näo a nobrei. Só dou minha opiniäo.

Comentário de Maria Isabel (Isa) Soares em 27 julho 2012 às 3:31

Respeituosamente näo creio no processo de evitaçäo. O trabalho é lograr uma sociedade receptiva à diversidade. Educaçäo pluralista é o que nos falta. 

Comentário de Maria Isabel (Isa) Soares em 27 julho 2012 às 3:23

É necessário tranquilidade gente. Existem problemas realmente mais importantes, que nossos egos. 

Comentário de Rosivalda Barreto em 25 julho 2012 às 9:15

Cara Rozka e debatedores(as), bom dia!

Quero deixar evidente que não a estou utilizando de escárnio para com a Senhora, apenas expressando a minha opinião.

De todas as perguntas que a fiz para me situar no que estava lendo neste ambiente a única resposta que tem é essa: - Rosivalda, se estiver alguma dúvida e me pergunta, digo que sou "uma ignorante", ok??? não é isso que vcs querem ouvir de mim??? estão satisfeitos agora??? qualquer dúvida de mim e as perguntas que me fazem, procurem a DIREÇÃO DO SITE ,E PODE SER QUE ELES RESPONDAM.

Penso que não se pergunta nada  a ignorantes, quando se pergunta é crendo que é possível uma resposta, na qual a senhora preferiu a supracitada. A direção dos site procurarei para questões mais interessantes para o debate, não para esclarecimentos a cerca de pessoas quem debatem nesse ambiente.

A fala da senhora: - Pois as atitudes de várias pessoas inconformadas com que passo aqui, é um comportamento de invejoso ou preconceituoso e recalcado, pois nas vias psicológicas está essa resposta que não é minha. Não creio que ninguém está inconformado com suas respostas e sim expressando a sua opinião, nem penso que aqui nesse ambiente exista alguma pessoa recalcada.

Outra fala da senhora: - Rafaela, vc prestou atenção na  ausência de educação para comigo??? depois dos escárnios, não sei se Juliana é um FAKE DE ALGUEM PARA ME SATIRIZAR, E UM FAKE É um embustre que acontece no youtube com vários canais que não se identidicam, e são pessoas que dão outros nomes,cidades, etc A senhora quer dizer que ninguém sabe o que é um FAKE? E se não souber é direito de qualquer pessoa ignorar determinadas coisas, não é proibido ignorar. Não sei por qual o motivo as pessoas possam estar satirizando a senhora!

Penso que perdi o meu tempo e que todos que o tenham o utilizem nesse ambiente para debates mais profícuos com pessoas que nos ajudem a crescer e fazer debates mais profundos que nos ajudem nos temas do antirracismo. Sabemos que vivemos num país racista e que determinadas temáticas mexem muito nos racismos que estão nos inconscientes coletivos dos brancos brasileiros. As cenas de racismos, assassinatos de negros; negros que são surrados em supermercados por que os seguranças não creem que eles sejam os os donos dos seus próprios veículos, as várias cenas de racismo que são denunciadas nos noticiários exibidos da mesma TV  racista  nos deixam ver que os brancos racistas brasileiros não suportam a pouca ascensão social da população negra brasileira, desde os espaços acadêmicos até a nossa  presença em restaurantes elegantes, mesmo depois de mais de 100 anos de "abolição" da escravatura, temos exemplos vários. Também sabemos que os brancos brasileiro que ocupam a cúpula do poder pensam ainda que podem dirigir nossos debates, nossos gostos, manipular nossas vidas, podem enfim nos representar e aos nosso anseios fora do Brasil em determinados eventos que só nos dizem respeito. Podem até no expulsar como o exemplo recente do Quilombo do Rio dos Macacos. Enfim, fico por aqui! Creio que devemos dispender nossa energia com coisas mais interessantes, que estar  dando atenção a determinados posicionamentos que em nada nos ajudam!!! 1.350 exibições, penso que poderia ser mais proveitoso para aprofundar o debate do que ficar respondendo a Rokza.

 

 

 

 

 

Comentário de Rafaela Vipper em 24 julho 2012 às 18:47

Foi justamente por ter lido seus comentários D. Roksa que argumentei! Você insultou pessoas aqui SIM e está dando uma de correta! Você mandou pessoas irem estudar, colocou aqui que está nas primeiras páginas... E daí? E você vem falar de falta de educação? Se você se sente no direito de dizer o que pensa, por que eu iria me intimidar? Agora é falta de educação dizer o que penso? Este artigo deu sete páginas e somente TRÊS estão com argumentos focados no tema! E das postagens NENHUMA se refere a você de forma preconceituosa, como disse. Os que citam o seu nome é porque você fez algum comentário se eferindo a eles. Você esta gerando um debate de ofensas, está saindo do foco proposto! De baixaria estamos lotados de canais e acho que, se este meio nos foi proposto, que tal utilizá-lo de forma mais inteligente, hã? O assunto aqui era EDIR MACEDO! NÃO PERCA O FOCO!

Comentário de Gel Santos em 24 julho 2012 às 18:26

Todos aqui para mim são importante... a agora essa colação " Inveja ". Inveja de que?  

Comentário de Gel Santos em 24 julho 2012 às 18:10

Realmente não vamos desviar o foco.... o respeito pelo outro  é importante no blog.Por outro lado ninguém

é obrigado a pensar igual, por isso que é aberto o debate.   

Comentário de Jouse Damascena reis em 24 julho 2012 às 18:09

AVISO A TODOS OS IRMÃOS DO SITE NAGÔ, que acabo de receber vários emails de componentes deste respeitoso SITE, QUE EU IGNORE AS OFENSAS DE VÁRIOS AQUI, POIS ELES "TEM INVEJA DAS MINHAS COLOCAÇÕES", E COMO NÃO ARGUMENTAM NA ALTURA DO QUE ESCREVO, FICAM DE DEBOCHES POR INVEJA, E ATÉ DE UMA NOCIVIDADE PARA O PRÓPRIO SITE"

Se isso aqui for verdade,prefiro não participar mais dos debates.Se os componentes do Correio Nagô realmente disse a afirmativa acima citada prefiro não mais participar.Pq até então ninguém ofendeu a senhora em questão.Muito pelo contrário só expomos nossas opiniões, que para a mesma não tem conteúdo nenhum.

Comentário de Rafaela Vipper em 24 julho 2012 às 16:38

A partir do momento em que este artigo acima foi colocado, acredito que o esperado eram opiniões a respeito do assunto. Porém percebo que o debate está saindo do foco! Quem leu e resolveu expor os seus argumentos tem um posicionamento e acredito que ninguém aqui tem a intenção de fazer um argumento mais bonito que o outro, pois até onde sei isso não é um processo seletivo. Se fosse, o Correio Nagô pediria que fizéssemos uma prova de conhecimentos antes de sermos aceitos, não é mesmo? Pois bem, outra coisa que gostaria de ressaltar é que não há necessidade de exposição sobre profissão, sobre conhecimentos filosóficos e acadêmicos, quantidades de amigos e influências, o que não quer dizer nada! Acredito que independente destes detalhes algo que é importante é o conhecimento de vida que cada um tem, e essa mania rídicula que a sociedade tem de acreditar que o cidadão só está capacitado para conviver entre os demais se tiver uma tragetória acadêmica é também preconceito e é o que está acontecendo aqui. Pelos comentários não dá nem podemos julgar ninguém! O máximo que podemos fazer é uma crítica ( negativa ou positiva) sobre as POSTAGENS. Quanto a Rokza, é a única pessoa que se refere aos outros de forma ofensiva e agiu de forma preconceituosa quando disse que, para ela, a Juliana não é uma pessoa. Ela é o que então? Você a conhece por acaso? Seus comentários são longos e chatos, pois a maior parte dele ou está ofendendo alguém ou está exlatando o seu ego! Ninguém aqui quer saber o que você fez, onde estudou, a sua profissão, seus autores favoritos... Para isso já existe o FACEBOOK! E da mesma forma que as postagens dela são lidas pelo site as suas também são! Assim acho mais interessante você concentrar os seus argumentos nos artigos que são postados, no seu posicionamento sobre tal e que possamos trocar ideias saudáveis. Ninguém é igual a ninguém, mas independente disso o respeito pelo próximo é fundamental. Por isso, mantenha o foco!

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço