Bolsa de estudos aumenta possibilidades para negros na carreira diplomática


As Inscrições estão disponíveis no site do Cespe/UNB, entre 8 e 29/10, com taxa de R$ 86. SEPPIR, SDH e FCP participam da seleção feita pelo Instituto Rio Branco do MRE para subsidiar estudantes negros(as) com bolsas no valor de R$ 25 mil.

 

O Instituto Rio Branco, do Ministério das Relações Exteriores (MRE), e o Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), abriram as inscrições de 2012 para bolsas de estudos direcionadas a pessoas negras. O programa é voltado para a carreira diplomática do Itamaraty e visa aumentar a possibilidade da diversidade étnica na ocupação desses cargos.


As inscrições podem ser feitas no site do Cespe/UNB, entre os dias 8 e 29/10, mediante o pagamento da taxa de R$ 86 reais, por candidatos que tenham concluído ou irão concluir o curso superior até o final de 2013.

A iniciativa faz parte do Programa de Ações Afirmativas do Instituto Rio Branco – Bolsa Prêmio de Vocação para a Diplomacia que, desde 2002 investe na capacitação de candidatos negros à carreira de diplomata, através de bolsas de estudos no valor de R$ 25 mil, com duração de dez meses. O investimento deve ser usado para custear cursos preparatórios e aquisição de material didático que os auxiliem no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata.

Na primeira etapa os candidatos participarão de prova sobre os conteúdos de língua inglesa, portuguesa, história do Brasil e noções de política internacional, que serão aplicadas pelo Cespe/UNB em Brasília e em outras nove cidades do país.

A segunda etapa da seleção conta com a participação das secretarias de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) e dos Direitos Humanos (SDH), e da Fundação Cultural Palmares (FCP). Nessa fase, realizada exclusivamente em Brasília, os selecionados que necessitarem receberão passagens aéreas de ida e volta e ajuda de custo para deslocamento.


Na foto, Amintas da Silva, diplomata.

Por Migh Danae

Exibições: 593

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Maria Isabel (Isa) Soares em 11 outubro 2012 às 15:58

É, antes algo que nada. De todas formas vai passar um tempo para que a perspectiva de integraçäo si dê como deveria. Naturalmente!!!!!!!!!!!!!!!!! Ponhamo-nos a trabalhar duro na estima de cada um de nós. Famílias! Atentas.

Comentário de Alexandre Lopes Tomé em 8 outubro 2012 às 8:03

Muito oportuna essa iniciativa mesmo com atraso de décadas. Afinal, a tão propagada mulatice brasileira está presente apenas nas camadas subalternas da nossa sociedade. É preciso torná-la visível também nos espaços de viisibilidade social.

Comentário de Ana Claudia Drumond dos Reis em 4 outubro 2012 às 21:30

pena que me graduei há algum tempo. rs rs! excelente para a gurizada que está conseguindo se graduar. vou compartilhar, divulgar, espalhar, enfim.valeu!

Comentário de Ana Claudia Drumond dos Reis em 4 outubro 2012 às 21:27

excpcionalmente bom!

Comentário de Instituto Mídia Étnica em 4 outubro 2012 às 10:22

:>>>>>Confira mais matérias como essa no www.revista.correionago.com.br. O novo portal do Correio Nagô!

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2021   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço