Carl Graig recentemente completou 41 anos de idade. Desde de 1990 ele esta envolvido com um tipo de musica chamada futurista. O que e conhecido por muita gente como musica techno. Recentemente, ele e seu grupo composto por mais dois musicos se apresentaram para um publico de 2900 pessoas que lotaram as dependencias do salao "Royal Festival Hall" em Londres. O salao onde costuma tocar a filamornica inglesa 40 vezes durante sua temporada.
"Foi um otimo show", o pioneiro musico techno de Detroit afirmou com um enorme sorriso. "Quando voce esta na "pick-up" de um clube, sabe como a galera vai se comportar." Voce tira o som da bateria, traz ele de volta, e todo mundo vai a loucura. Entretanto, quando voce esta numa atmosfera como a do "Royal Festival Hall", ai a coisa muda completamente de figura. E um territorio inexplorado. Por causa disto, voce fica imensamente feliz quando a galera vai a loucura com sua musica." Carl Graig sempre buscou novos horizontes musical. Trabalhando como pesquisador, ou como intermediario entre a alta cultura e a subcultura. Ou seja, o pioneiro que leva a musica techno ate os saloes. Produzindo sob o pseudonimo 69, ele criou faixas de jazz futuristas em 1991. No ano seguinte, ele apareceu com a orquestra "Innerzone", ele tambem inventou o tambor e baixo com a "Bug in the Bassbin" em 1991.
Carl Graig ja foi nomeado pelo premio da musica dos EUA, o Grammy, por causa de suas mixagens. A gravadora de musica classica Deutsche Grammophon pediu a ele uma nova interpretacao do Bolero de Maurice Ravel. "Para isto que serve a musica eletronica: Inventar algo novo e promover techno como um projeto.
Nascido em Detroit em 1969, o senhor Graig e filho de um empregado do Correio e de uma professora. Se fosse pelo gosto de sua mae, ele teria passado grande parte de sua infancia ouvindo "Alvin e o Chipmunks". Porem, ao invez de ouvir, e assistir a este desenho chato, ele preferiu imitar seu irmao mais velho, e ouvir as musicas do roqueiro Led Zeppelin e do funqueiro George Clinton do Parliament Funkadelic.
Em 1985 aos 15 anos, sua obssessao por musica era tanta, e a vontade de descobrir um novo som agitava tanto sua cabeca que ele acabou repetindo o ensino medio. "Basicamente nao ia as aulas. Simplesmente ficava em casa tocando no meu computador o dia todo." Uma de suas recordacoes da epoca era a faixa musical da trilha sonora do filme "Um Tira da Pesada" chamada "Axel F" criada por Harold Faltermeyer. O senhor Graig juntamente com seu primo nao paravam de toca-la, praticamente estourando os timpanos de seus familiares que estavam em casa.
Carl Graig se lembra tambem de uma turne em Londres onde chegou a tocar para um publico de 4 mil pessoas. Ele fala desta epoca com uma certa nostalgia. Apesar de ter sido entrevistado varias vezes sobre o legado musical de Detroit na cultura dos EUA, ele diz que que a musica techno e simplesmente mais do que um genero musical, e a cidade de Detroit e muito mais do que um lugar tentando superar a dificil situacao pos-industria automobilistica.
O senhor Graig reuniu todos as grandes musicas sobre Detroit para celebrar os 25 anos de musica techno, um projeto que ele chamou de "25-D". Veteranos como Kevin Sauderson e Stacey Pullen estao nesta homenagem, assim como os novatos Monty Luke e Juan Atkins.
Este ano eles estao numa turne celebrando a musica de "Motor City", como e conhecida Detroit, em cidades por toda Europa, Asia e Australia. Durante a noite toda e a caminho do futuro.
Musicas sobre este artigo podem ser encontrada no site:redbullmusicacademyradio.com.

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço