Caso Capitão Marinho: encontro discute soluções

Na próxima sexta-feira, 14.01, às 11:30, representantes do movimento negro baiano encontram-se na Sociedade Protetora dos Desvalidos (SPD), no Pelourinho, para discutir as supostas violações de direitos humanos sofridas pelo advogado e capitão do Exército Brasileiro,  Mário Soares, o Capitão Marinho. O militar encontra-se, desde a última sexta, 07.01, detido no 3º. Batalhão Logístico do Exército, em Bagé, Rio Grande do Sul.

 

Em  entrevista ao jornal Tribuna da Bahia, no dia 11/01, Soares informou que até o momento desconhece o motivo da prisão “Disseram que eu era desertor, mas no dia 31 de janeiro me apresentei ao  coronel Juliano, chefe da 6ª Região Militar, em Salvador. Tive problemas de saúde e entreguei ao major Nivaldo o atestado, no qual o médico me dispensava de atividades físicas”.

 

O capitão também não descartou  que sua prisão seja motivada por represália. “Da forma como fui preso, acho que tem um cunho político e por ter dado entrevista à Tribuna, manifestando minha opinião sobre a  segurança pública do país”, afirmou ao veículo de comunicação baiano.  

 

Organizações negras também lançaram uma petição virtual solicitando a liberação do Capitão Marinho que pode ser acessada pelo site: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=marinho

 

Mais informações sobre o encontro com o advogado Sérgio São Bernardo

serginho.bernardo@hotmail.com




 

Exibições: 69

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2021   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço