Charge racista é publicada em perfil do Facebook

Salvador - Em meio ao clima tenso da greve da Polícia Militar da Bahia, a página do Facebook Concurso PM BA 2012 publicou uma charge que está causando debate na rede social por seu teor racista. Na tira, demoninada "Abadás", quatro personagens estão numa cena: um oficial do Exército, um policial militar grevista, um ladrão e um "cidadão". Dos quatro personagens, o único negro é justamente o ladrão. Além de racista, a charge torna-se ainda mais grave pois foi publicada no perfil de pessoas que estão fazendo concurso para serem futuros policiais, demonstrando que ainda há muito o que se trabalhar na desconstrução de estereótipos. O autor da imagem ainda não foi identificado. (Correio Nagô).

Confira a imagem e tire as suas conclusões. 

Exibições: 5109

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Walter Rui Pinheiro em 9 fevereiro 2012 às 23:42

O racista é acima de qualquer suspeita um declarado ignorante, para esses teremos que recorre a Lei. Para os manos negros e manas negras, que ainda se chocam com isso, só mudaremos quando compreendermos que temos que assumir o nosso papel de lutador para eliminar essas questões de racismo. É necessário uma compreensão racializada do que é ser Negro no Brasil. Se continuarmos em partidos políticos formados por brancos e não negros, morremos sem vencer essa batalha, precisamos construir instrumentos de politização e legislação que mostre o que precisamos ter do Brasil, enquanto reparações e legitimação da nossa contribuição real e de direito, não dá para fingir que não entendemos o que as instituições brasileiras reserva para a parte afro brasileira dessa mesma sociedade. Acordem meus caros irmãos e irmãs, acordem.

Comentário de joao cicero em 9 fevereiro 2012 às 21:49

tem de processar a associaçao dos pm comando de greve

Comentário de joao cicero em 9 fevereiro 2012 às 21:48

quando o negro nao esta na corda garantindo o carnaval do branco quer diz que esta roubando o turista

Comentário de Adelson Silva de Brito em 9 fevereiro 2012 às 19:35

No dia em que estiver bem claro que o racismo no Brasil não é "preconceto social" teremos dado um passo importante no caminho da sua desconstrução.A sociedade brasileira quer ser branca européia, a despeito da sua origem luso-afro-tupiniquim.Para manifestações explicitas de racismo aplique-se a Lei.Quanto a educação, no momento em que este ítem das sociedades humanas for mais valorizado que o futebol e o carnaval teremos esperança para o Brasil.

Comentário de Eduardo César QUISSOCA em 9 fevereiro 2012 às 19:00

O racismo é um comportamento doentio. O racista é um animal doente.

Do outro lado do entendimento, o racismo brasileiro é um legado, uma herança da sociedade escravocrata. Apesar da abolição material, o racismo continua permanecendo no espirito, melhor, no DNA do espirito dos herdeiros dos traficantes de seres humanos que foram aqueles bandidos portugueses e seus comparsas brasileiros.

 Quem tem dinheiro, tem posição de destaque em qualquer lugar, tem prestigio popular etc...Então quem não tem dinheiro ainda pode falar?... Sim, mas um pouco, não muito, um pouco...precisa ficar calado,  sempre.

Sabemos que O estado escravocrata brasileiro tem cor, o bandido da favela  também tem cor, a pobreza tem cor, a humilhação tem cor, a exclusão tem cor...assim por diante.

Temos que reverter essa maldita situação, essa intoleravel porcaria.

A resposta? Educação, educação, educação, educação.............sem pedir para parar.

Venceremos.

 

Comentário de Sandra Santos em 9 fevereiro 2012 às 17:09

QUE O AUTOR SEJA ENCONTRADO E PROCESSADO POR TODOS NÓS..

Comentário de Jaguaracy Conceição em 9 fevereiro 2012 às 15:47

Não devemos generalizar e chamar uma corporação inteira de racista. Sabemos que há abusos. Pergunto: de onde vêm os negros que ingressam na corporação? Não há instrução racista dentro dela. O racismo, a violência estão dentro de cada um(a). Tenho certeza que os verdadeiros policiais militares, não comungam com as ocorrências que denigrem e maculam a classe.

Comentário de luzivania souza dasilva em 9 fevereiro 2012 às 15:45

È incompreensivel que   em pleno século XXI, as pessoas ainda terem uma mente doente e precoceituosa,como as dos futuros policiais que em sua maioria moram em pereferia, são negros.Numa cidade como Salvador onde a maior parte da população é negra.Porém como diria Ruy Barbosa pense no absurdo, na Bahia tem precedentes.  

Comentário de Sócrates Magno Torres em 9 fevereiro 2012 às 15:27

Realmente um absurdo. Triste Bahia... 

Comentário de Valdir Campos Estrela em 9 fevereiro 2012 às 14:27

Não à toa, boa parte do extermínio de jovens negros na periferia é obra de policiais militares. Os integrantes dessa instituição já começam sua carreira com esse tipo de concepção ideológica. Aquela que vê a população negra como integrante das "classes perigosas" ao sistema e à sociedade.  

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço