Segundo previsão do site Expressão Brasil, a quantidade de votos válidos para as eleições de 2010 na Bahia é de aproximadamente, 9.200.000 (nove milhões e duzentos mil eleitore(a)s e um partido
precisará de, no mínimo, 145.000
(cento e quarenta e cinco mil) votos para eleger um deputado(a) estadual e 232.000 (duzentos e trinta e dois mil)
votos para deputado(a)s federais. Estes dados nos dá uma possibilidade de
aferirmos a participação votante da população negra no processo eleitoral.


Não existem dados oficiais sobre o número de eleitores e eleitoras afrodescendentes, mas sabendo que somos mais de 80% desta população e com base nos quantitativos eleitorais
exigidos por lei, podemos argumentar que somos aproximadamente, 7.360.000 (sete milhões trezentos e
sessenta mil) eleitores e eleitoras afrodescendentes. Com este contingente podemos
eleger: 1 governador(a), 2 senadore(a)s, 50 deputado(a)s estaduais e 31
deputado(a)s federais.


Tivemos lideranças negras expressivas postulando vagas em cargos majoritários, em quase todas coligações e partidos, a exemplo de: Ivan
Carvalho
, engenheiro químico e economista, militante do movimento negro -
pleiteou uma vaga ao senado na coligação PT/PCdoB, PSB, PDT, PP, PRB e PSL - Hamilton Assis, historiador, militante
do movimento negro - pleiteou uma vaga ao governo no PSOL, João Jorge, mestre em direito, presidente do Olodum, militante do
movimento negro - pleiteou uma vaga ao senado no PV. Apesar da representação política
eleitoral, nenhuma dessas candidaturas foram contempladas, com o argumento de não possuir votos?


Na verdade, confirmamos que os partidos ditos de esquerda na Bahia ainda são dirigidos por uma maioria branca, mentirosa, racista, homofóbica e machista.
Alguns inventaram uma nova modalidade nas escolhas de candidaturas, com exceção
do PV e PSOL, não houve discussões com a militância foi tudo feito por acordos
e aclamação!


Felizmente, na Convenção Nacional do PSOL, o companheiro Hamilton Assis
conquistou a vice-presidência na chapa majoritária nacional para as eleições de
2010. E para surpresa da Bahia a Coligação PMDB,
PR, PTB, PSC, PPS, PRP, PRTB, PSDC, PTC, PTN, PMN e PT do B
, definiu um
nome negro para concorrer a uma vaga ao senado, Edvaldo Brito, doutor em Direito, livre docente em Direito Tributário
e vice-prefeito de Salvador.


Com o contingente eleitoral que a população negra representa, podemos ser maioria nas representações proporcionais na Assembléia Legislativa da Bahia, definir quem ocupará o Palácio de Ondina e
quem nos representará no Senado e na Câmara Federal
.


Vote consciente e certo, sabendo que o poder de mudar estar em nossas mãos. Pós eleição não dá para chorar! ANOSSA DOR, SÓ A GENTE CONHECE!



MOVIMENTO POPULAR PELA IGUALDADE ÉTNICA/RACIAL


E PELA REPRESENTATIVIDADE

Exibições: 25

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de ABRAÃO S. MACEDO em 6 julho 2010 às 20:29
CONCORDO PLENAMENTE, ISSO É PRA NÓS TERMOS A CERTEZA DE QUE,nem a esquerda nem a direta, vão resolver nosso problema, e sim uma candidatura preta!!!
de verdade!!!

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço