Disciplina na USP aborda a cobertura da imprensa sobre as questões raciais

Pela primeira vez desde que foi criado, há cinco anos, o curso de Jornalismo e Políticas Públicas Sociais, aborda, hoje, o racismo e a cobertura da imprensa como seu tema principal. A disciplina de pós graduação acontece na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) e é uma parceria com a Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI). Seu objetivo é cooperar para a qualificação da formação de alunos de jornalismo (e outras áreas) em temas ligados à agenda social.

Para ministrar essa aula, a ANDI convidou as jornalistas Maria Carolina Trevisan, que coordenou o projeto "Imprensa e Racismo", executado pela ANDI e financiado pelas fundações Ford e Kellogg, e Fernanda Ancântara, representante do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdade (CEERT) e que atualmente trabalha na Revista Raça. O professor José Coelho, da ECA, dará apoio ao curso. "Há um abismo entre os avanços relacionados às políticas públicas para a equidade racial e a qualidade da cobertura da imprensa", afirma Carolina Trevisan. "É fundamental reorientar o olhar do jornalista sobre essas questões para que a imprensa possa cumprir com seu papel de oferecer informações e contextos para a sociedade e contribuir para a formação da opinião pública de maneira responsável."

O projeto "Imprensa e Racismo" pesquisou a cobertura de cerca de 40 jornais nacionais e regionais, entre 2006 e 2011, no que se refere às questões raciais. É uma iniciativa da ANDI em parceria com Geledés, CEERT, Instituto Mídia Étnica e Afirmese. Os principais resultados dessa pesquisa serão debatidos com os alunos afim de demonstrar a construção jornalística diante desse tema e o que interfere na qualidade da cobertura.

A disciplina Jornalismo e Políticas Públicas Sociais faz parte do Programa InFormação – Programa de Cooperação para a Qualificação de Estudantes de Jornalismo. Seu objetivo é estimular, junto aos futuros profissionais de comunicação, a formulação de um pensamento crítico acerca dos variados contextos que norteiam os direitos humanos, as políticas sociais e a responsabilidade das instâncias públicas e privadas diante do agendado desenvolvimento inclusivo e sustentável. Busca, portanto, contribuir para mitigar uma lacuna curricular que nos últimos anos tornou-se foco de preocupação de vários atores dessa área e mobilizou o próprio Ministério da Educação. Além das disciplinas, o InFormação também oferece um programa de bolsas para trabalhos de conclusão de curso.

 

Saiba mais em http://www.informacao.andi.org.br

Outros links: www.geledes.org.brhttp://www.ceert.org.br/ http://midiaetnica.ning.com/ http://afirmese.blogspot.com.br/ 

Exibições: 296

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Vanderson em 12 junho 2012 às 23:08

Infelizmente exite sim, uma banda podre, pequena mas muito nociva a cultura do BRASIL, gente pilantra que por satélites, invadem as intimidades como recentemente se percebEu algumas MOCREIAS  do canal da BISPETI,  que sabia exatamente quantas banhos  certas artistas tomam, se escova os dentes, de quanto em quanto  tempo a atriz ou cantora lava o cabelo ou seja, intimidades que ninguém em são consciência vai relatar algo de sua mais profunda intimidade assim por email, para estas BESTAS dizerem que seriam hacker, que obviamente HACKER´S  em grande maioria, são de boa classe e estão preocupado em desenvolver outras coisas de qualidade para o desenvolvimento da tecnologia, e não se dão os próprios desprezos de sovreviverem de pum, ou lavagem intima, que escorrem para as gargantas, feito estas pessoas podres e URUTANGAS RIDÍCULAS,  que destas baixezas, sobrevivem, pois de democracia ou liberdade de expressão nada entendem e só envergonham o verdadeiro jornalismo brasileiro!

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço