Como um bom ditador africano, e não fugindo, é claro, às regras do livro de "boas" contudas da ditadura, o atual presidente da Costa do Marfim, o senhor Laurent Gbagbo, não aceitou sua derrota nas eleições que ocorreram em novembro de 2010 no país. Segundo monitores internacionais, a vitória coube ao seu rival, o candidato Allassane Quattara. Porém, desde de então, o país está praticamente paralisado. O senhor Gbagbo se recusa a deixar o poder e por causa disto o país tem vivido dias de muita violência e uma quase total paralizacao politica.


     O  líder da oposição, Allassane Quattara, esta alojado num hotel em Abdijan, a maior cidade do país, cercado por soldados das Nações Unidas. Ele formou um governo paralelo, mas seu poder de ação está bastante limitado. Mesmo com sanções impostas pela comunidade internacional, grupos de direitos humanos têm documentado a sórdida campanha de raptos, e também mortes direcionadas aos opositores do senhor Gbagbo desde de dezembro de 2010. No começo do mês, seus trogloditas fardados atiraram numa platéia composta majoritariamente por mulheres que estavam protestanto contra a atual situação, pelo menos sete foram mortas.

 


 

   Até quando o senhor Gbagbo conseguirá sustentar esta situação é difícil de prever. Recentemente, centenas de funcionários públicos acamparam em frente aos bancos no centro da cidade implorando para receberem seus salários atrasados. O encarregado dos direitos humanos da ONU na cidade de Duekoue, na região oeste do pais, Jean-Marie Kalama confirmou que pelo menos 70 mil cidadãos deixaram o país dirigindo-se para a Libéria, também na costa ocidental africana.


      A guerra urbana que acontece em Abdjan, entretanto, tem um personagem diferente, centenas de jovens ergueram barreiras em volta da cidade e saqueiam casas. "É uma idiotice," disse Amadou Coulibaly, um porta voz do senhor Quattara. "Não é saqueando nossas casas que eles conseguirao nos parar".

    

Edson Cadette, de Nova Iorque para o Correio Nagô

Exibições: 330

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de luiz darlos de magalhaes em 27 março 2011 às 20:51
Enquanto o continente africano depender das grandes potências havera ditadores.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço