Exposição homenageia o percussionista baiano Cacau do Pandeiro

Redação Correio Nagô - O músico Cacau do Pandeiro é o grande homenageado da mostra Permanências Percussivas do geógrafo e fotógrafo Peterson Azevedo, na Casa da Música, no Parque Metropolitano do Abaeté.

A mostra gratuita foi uma das selecionadas pelo edital Portas Abertas para as Artes Visuais 2013, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA). A visitação poderá ser feita até 1º de novembro de terça a sábado, das 9 às 17 horas, e domingo, das 9 às 16 horas.

Segundo a produção, a mostra reúne 15 fotografias que retratam o homem e o músico Carlos Lázaro da Cruz ou, simplesmente, Cacau do Pandeiro. A produção é de Joalva Moraes.

Geógrafo e fotógrafo, Peterson foi o still do documentário Cacau do Pandeiro – O Mundo na Palma da Mão, dirigido por Márcio Santos; premiado com o primeiro lugar no Concurso Fotográfico da Universidade do Estado da Bahia (Uneb); segundo lugar no prêmio da Secretaria Nacional de Combate às Drogas (Senad); recebeu Menção Honrosa no 10º Concurso Leica – Fotografe 2013; e também já teve séries publicadas na revista Diversos Afins e na portuguesa InComunidade.

Homenageado - Nascido e criado no bairro do Rio Vermelho, ele aprendeu a tocar pandeiro com os irmãos mais velhos e começou sua carreira profissional como baterista de orquestras de baile em Salvador, na década de 1940.

Passou a tocar em casas noturnas como Rumba Dancing e Tabaris. Era músico contratado da Rádio Sociedade da Bahia, na orquestra do maestro Carlos Lacerda. Depois, se apresentou durante muitos anos no Clube Português da Bahia.

Há 40 anos, faz parte do grupo de chorinho Os Ingênuos, criado juntamente com seu saudoso amigo Edson 7 Cordas. Aos 84 anos, Cacau do Pandeiro continua ativo na arte da música.

Exibições: 60

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

© 2014   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço