Fotógrafo Davi Sidney leva exposição Brasil Gueto para Feira Preta - 10 Anos neste final de semana

Feira Preta - 10 Anos apresentará exposição fotográfica “Brasil Gueto” de Davi Sidney

com retratos e um ensaio das obras do artista plástico Sérgio Soarez

 

Data: dias 17/12 (13 às 22 h) e 18/12 (12 às 22 h)

Local: Centro de Exposições Imigrantes (Rod. Imigrantes s/n – Metrô Jabaquara)

 

A exposição Brasil Gueto do fotógrafo Davi Sidney é uma das atrações do Espaço Multímidia da Feira Preta – 10 Anos que acontecerá nos dias 17 e 18 de dezembro, das 13 às 22 horas, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. São 20 painéis que foram selecionados para compor a reflexão e a pesquisa sobre quais são realmente os traços físicos que identificam o negro brasileiro, e ainda, as heranças africanas que se mantém vivas em cada um de nós.

         De um lado as imagens trazem rostos de homens e mulheres afrodescendentes, mostrando o impacto da fotografia como apoio nesta percepção visual. De acordo com Davi Sidney a ideia foi buscar através de cada rosto a verdadeira identidade do afro-brasileiro. “As imagens nos mostram que mesmo  passado todos esses anos e apesar de tantas influências oriundas da Europa, ainda assim não podemos deixar de considerar a presença dos ancestrais africanos em nosso DNA que se mantêm inalterado”, disse o fotógrafo.

         Para reforçar o sentido de arte e da influência ancestral, ele inclui nesta mostra,  um ensaio fotográfico de 05  obras do artista plástico baiano, Sérgio Soarez, que trabalha a representação dos símbolos sagrados dos Orixás numa linguagem contemporânea.  Os deuses africanos justificam a resistência e a  importância do sagrado, mantendo o elo com a mãe África. Os painéis mostram esculturas, da série intitulada Pau-Ferro, que remetem aos orixás Exú (Há os que trancam os Caminhos); Ogum (O Cara); Oxóssi (Ofá Real) e Oxum (Omin).

Brasil Gueto ressalta a herança que marca o povo brasileiro. A palavra “Gueto” tem uma etimologia obscura e suas origens se perdem na poeira do tempo,  o que significa prover, reunir, confinar em uma área especifica um mesmo grupo, representando claramente a idéia de segregação étnica. Essas características estão representadas não somente no batuque dos tambores, folclore, religião, nas cantigas e comidas típicas, causador de profundadas transformações sociais  e culturais, criando assim a cara do  cidadão negro do Brasil.

“É bom colocar, que não esqueci de que no Brasil aconteceram alguns avanços significativos. Não quero tirar o mérito de pessoas renomadas que lutam a favor da igualdade de oportunidades entre brancos e negros no país do futebol. É só lembrar de Zumbi dos Palmares o libertador que pagou com a morte. Luiz Gama, o maior dos advogados que nunca teve a formalização de sua prática, mas causou uma revolução que ninguém causaria. Celso Prudente e Hédio Silva Júnior, pessoas mais atuais. Cida Bento e Sueli Carneiro. Não tem como não citar todas as pessoas que contribuíram para manter viva a chama de Brasil e África – elas estão vivas em meu coração e permanecerão vivas no coração de muitas pessoas.  Trecho da Crônica: “NKOSI SIKELEL IAFRIKA (DEUS ABENÇOE A ÁFRICA)”.  Jean Mello

 

 

 

Sobre Davi Sidney

 

O fotógrafo e professor de Fotografia em Cinema Davi Sidney Salatiel é paulista. Atualmente desenvolve diversos atividades  e cursos sobre fotografia digital  (técnica e suas linguagens: publicidade, jornalismo). Designer  Gráfico e Web, Produtor Gráfico e ainda, atua nos segmentos de  Moda, Foto-Jornalismo, Produções de Audiovisuais e campo de criações artísticas, reporter free-lancer. Realiza ações como voluntário-educador da

ONG Arrastão (SP). Foi  finalista do  concurso “Causos do ECA” ano 2011 com o curta metragem  Direito de Ser.

 

Contato com Davi Sidney: 11. 6273-0737

 

Exibições: 311

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço