Lançamento de Cadernos Negros 36 garante a resistência da literatura afro-brasielira

SEXTA 13 SERÁ UM DIA DE SORTE - LANÇAMENTO DO CN36

Lançamento do livro CADERNOS NEGROS VOLUME 36 - CONTOS AFRO-BRASILEIROS.

Vai ser dia 13 de dezembro, sexta-feira, às 19h30

No auditório da Academia Paulista de Letras (um espaço central amplo e agradável)

Largo do Arouche, 312 (próx. à floricultura) - Metrô República

Entrada Franca

Com a presença de alguns autores do livro residentes em São Paulo e Brasília e algumas participações especiais.

Autores do livro: Adilson Augusto, Cristiane Sobral, Cuti, Elizandra Souza, Fausto Antônio, Hildália Fernandes, Jairo Pinto, Lande Onawale, Lepê Correia, Michel Yakini, Serafina Machado, Sergio Ballouk, Silvana Martins, Valéria Lourenço

Haverá a minipalestra "Literatura Afro X Literatura Periférica: Contemporaneidade", com Michel Yakini, do coletivo Elo da Corrente e da Usp.

No evento de lançamento haverá a participação super-especial do cantor

Fabiann Ifrikan (músico da Guiné-Conacri)

Também haverá as participações das cantoras Liah Jonnes e Débora Garcia e de Cosme Nascimento na percussão.

E não poderia faltar: dança Afro com o grupo Omo Aiyê.

Inscrições devem ser feitas pelo site do Quilombhoje (www.quilombhoje.com.br / www.quilombhoje2.com.br/blog) ou neste endereço:

https://docs.google.com/forms/d/1Ve9isjsquLNL9pMmpmPIzzZZPeAQFrWdsx...

CADERNOS NEGROS VOLUME 36

Este volume 36 de Cadernos Negros continua a história da série criada em 1978 por Cuti, Hugo Ferreira, Jamu Minka e outros. Desde sua criação, a série tem seus volumes feitos de forma coletiva. 

Com 14 autores e dezesseis contos, o livro de 128 páginas traz textos que falam de temas muito próximos a todos, como afetividade, relacionamentos, sobrevivência; traz temas atuais, como futebol, infância e educação; são contos criativos, relatos que dão um agudo retrato de diversos aspectos da vivência afro-brasileira contemporânea.

Lançar mais um Cadernos num ano em que se falou tanto da exclusão de escritores afrodescendentes, cujos textos são tão ricos, mas ainda não tão lidos como deveriam, é algo de profundo significado para os atuais coordenadores da série: Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa.

Cadernos 36 certamente colaborará para dar mais visibilidade à literatura afro.

Exibições: 125

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço