Lideranças comunitárias debatem Parque Tecnológico da Bahia





Aconteceu na manhã desta quinta-feira (26) no Auditório Dom Elder Câmara no Centro de Referência e Promoção Social e Capacitação / Espaço Avançar (Bairro da Paz), a I Oficina da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (SECTI) com as Comunidades Entorno do Parque Tecnológico da Bahia. Fizeram parte desta Oficina os representantes da Comunidade do Bairro da Paz, Mussurunga, Vila Verde, os engenheiros da Empresa Planos Leandro Pinheiro Andrade e Paulo Roberto Souza Rocha além de Antero de Souza Filho, Diretor de Tecnologia para o Desenvolvimento Sócio-Ambiental da SECTI.


Um vídeo coorporativo com finalidade exploratória sobre as definições e os avanços tecnológicos da humanidade foi mostrado para as lideranças presentes, a fim de auxiliar nas questões referentes ao direcionamento da Oficina do Plano Diretor do Parque Tecnológico da Bahia e a Implantação dos Grupos de Idéias Formadoras e Transformadoras (GIFTs) de cada comunidade ao redor da construção do Parque.


O processo destes GIFTs acontecerá inicialmente através de urnas de sugestões instaladas nos Centros Comunitários das Comunidades para que posteriormente estas sugestões sejam debatidas em reuniões e assim haja uma formalização destas idéias para ser levadas a SECT e ao
Governo do Estado . Os GIFTs serão formados por professores, jovens atuantes na comunidade, agentes líderes da comunidade e/ou agentes do Meio Ambiente.


Na ocasião Paulo Rocha e Leandro Pinheiro, Supervisores das Obras do Parque Tecnológico, funcionários da Empresa Planos Engenharia, explicaram de forma simples e clara quais as atribuições do empreendimento e seus desafios e benefícios para as comunidades do Bairro da Paz, Mussurunga e Vila Verde.Questões quanto à importância da capacitação da mão de obra para trabalhar no local, os benefícios das tecnologias de inovação para as gerações futuras de cada comunidade também serviram para ilustrar a mesa de debate entre líderes e representantes da SECTI.


Antero Filho, Diretor de Desenvolvimento Sócio-Ambiental da SECTI colocou em fala breve a contribuição significativa do uso das tecnologias enquanto acessibilidade de informações em benefício da própria comunidade. O gestor explicou para lideranças presentes a recompensa imediata proveniente da organização da comunidade através dos GIFTs.


Carlos Santos, representante do Bairro da Paz, aproveitou para expor suas reivindicações para que o Parque T. seja mais bem visto pelos moradores do local diante do impasse no diálogo ainda distante entre Governo e lideranças locais. Aproveitando a ocasião, Carlos entregou a Antero de Souza (SECTI) alguns ofícios com solicitações para melhoria na comunidade.


Representantes do Espaço Cacto & Trevo (ONG Mussurunga) também fizeram solicitações quanto ao local alugado para a capacitação digital de cerca de 130 jovens assistidos no bairro de Mussurunga. Segundo Luzimar Soares e Miriam Soares foram entregues pelo Governo do Estado os equipamentos necessários para as Oficinas de Inclusão Digital no local mais
necessitam de manutenção.


O Diretor da SECTI presente no local se comprometeu a reavaliar a situação da ONG e viabilizar o conserto do maquinário para realização do Curso de Inclusão Digital no local.


* texto Patrícia Bernardes




Exibições: 88

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço