Lideranças do Nordeste Brasileiro se reúnem em Salvador para curso de formação

Começa hoje e vai até o dia 24 de março, o curso de formação do Programa de Equidade Racial no Nordeste Brasileiro, desenvolvido em conjunto pela Coordenadoria Ecumênica de Serviço - CESE, o Instituto Cultural Steve Biko e o Instituto Mídia Étnica/Correio Nagô. Visando contribuir para mudanças estruturais no quadro de desigualdades da Região Nordeste, o programa tem como principal foco o combate ao racismo e às desigualdades de gênero.

Durante o curso, 30 representantes de organizações sociais dos nove estados nordestinos estarão em Salvador participando de uma formação em liderança, fortalecimento institucional, mobilização social, além de comunicação e etnicidades. Dentre os integrantes, nove atuarão como correspondentes do portal Correio Nagô, representando seus respectivos estados e alimentando o site que vem se consolidando como a maior rede de informação on line dos afro-brasileiros.

A aula inaugural será hoje (12/03), às 18h30, na Praça Pedro Arcanjo, no Pelourinho e contará com a apresentação das três organizações parceiras e uma conferência do co-fundador do Instituto Steve Biko, o economista Sílvio Humberto Cunha, com o tema: “Desenvolvimento de Lideranças: Expectativas e Desafios”. A Steve Biko, pioneira na preparação de jovens para a universidade e o mercado de trabalho, colocará em prática o Projeto Kwetu, expandindo para o Nordeste a metodologia pedagógica que une cidadania e consciência negra e há 20 anos é desenvolvida na Bahia.  

No dia 21 de março, Dia Internacional de Combate à Discriminação Racial, será iniciada a etapa de comunicação, sob responsabilidade do Instituto Mídia Étnica, envolvendo os nove correspondentes e mais cinco lideranças do Nordeste convidados a integrar a rede. A aula inaugural que acontecerá às 9h30, no Centro de Encontro da Congregação das Irmãs Mercedárias (Rua Lídio Mesquita, 15 – no bairro do Rio Vermelho), será sobre o tema “Comunicação como direito humano” e reunirá o jornalista Pedro Caribé, titular do Conselho de Comunicação Social da Bahia e integrante do Coletivo Intervozes e o publicitário Paulo Rogério Nunes, um dos fundadores do Instituto Mídia Étnica, que falará direto dos Estados Unidos, onde concluiu especialização em novas mídias na University of Maryland, na região metropolitana de Washington D.C.

A etapa de comunicação do Programa de Equidade Racial no Nordeste Brasileiro integrará oficinas, palestras, encontros com profissionais do campo da comunicação e visitas a emissoras de tevê e rádio da capital baiana e a projetos comunitários que utilizam as ferramentas comunicacionais, como o NordesteEuSou, primeiro portal da comunidade do Nordeste de Amaralina.

“Nosso objetivo é contribuir para o fortalecimento das instituições sociais do Nordeste Brasileiro a partir da capacitação desses representantes para o uso das potencialidades da comunicação na militância social e política”, destaca a publicitária Ilka Danusa, diretora do Instituto Mídia Ética. Sobre a atuação dos correspondentes do Correio Nagô para a circulação de notícias de interesse da população nordestina, a publicitária ressalta: “A capacitação desses jovens e a posterior atuação no portal Correio Nagô, como produtores de conteúdo e mobilizadores da rede, serão de extrema importância para suas trajetórias profissionais e para o desenvolvimento das organizações da região Nordeste, que ainda carecem de visibilidade nacional”.   

O Programa de Equidade Racial no Nordeste Brasileiro contou ainda com a seleção, por parte da Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE, de 10 organizações que receberão apoio financeiro e acompanhamento das ações de fortalecimento institucional. São elas: Associação das Baianas de Acarajé – ABAM (BA), a Associação de Apoio aos Assentamentos e Comunidades Afrodescendentes (PB), o Instituto da Mulher Negra do Piauí – Ayabás (PI), a Organização de Mulheres Negras na Paraíba – Bamidele (PB), o Centro de Cultura Negra do Maranhão (MA), o Instituto de Juventude Contemporânea – IJC (CE), Interredes em Movimento – Desenvolvimento Institucional do Interredes Nordeste (CE), os grupos Mulher Maravilha (PE), ODARA (BA) e a Rede Religiosa de Matriz Africana do Subúrbio – RRMAS (BA).

Acompanhe notícias sobre o curso de formação e a lista completa dos participantes: www.correionago.com.br e na página do Correio Nagô no facebook: acesse aqui

Exibições: 591

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Dilnei Severo em 21 março 2012 às 16:15

É extremamente gratificante verificarmos a ocorrência de iniciativas como esta.

Nós negros temos de valorizar todo e qualquer evento que venha nos oportunizar a discussão, o debate e a troca de experiências em assuntos relativos a causa negra.

Imagino o ganho de experiências que são ganhas em eventos desta natureza onde pessoas de diversas áreas podem  trocar conhecimentos.

Adoramos Pelé, Ronaldinho,  Neimar, e outros mas precisamos também de candidatos a Obama.....

Comentário de ANTONIA ELITA SANTOS em 13 março 2012 às 8:57

Parabéns pela iniciativa.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2021   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço