MA: Saberes tradicionais é um dos temas da 64ª reunião da SBPC

Por: Kadu Mendes, correspondente do portal Correio Nagô, no Maranhão.


A 64ª reunião da Sociedade Brasileira para Progresso da Ciência (SBPC), que será sediada em São Luís, tem inicio hoje, dia 22 e irá acontecer ate o dia 27 de julho. O encontro é parte das comemorações pelos 400 anos da capital maranhense.

O tema escolhido, “Ciência, cultura e saberes tradicionais para enfrentar a pobreza”, tem a intenção de gerar uma reflexão ativa no combate à pobreza, e como os SABERES TRADICIONAIS e os SABERES SISTEMATICOS DA CIÊNCIA podem se juntar para trabalhar o impasse da desigualdade social.

Maria Helena Mendes, membro do grupo de mulheres negras Maria Firmina dos Reis, fala que a reunião é um modo da comunidade acadêmica conhecer as tecnologias sustentáveis e que a cultura é o melhor jeito de combater a desigualdade.

Além das conferências e mesas-redondas, a programação científica e cultural, terá a realização de 48 minicursos sobre vários temas de ciências como, por exemplo, Química, Física, Saúde, Ambiente e Biologia. Eles serão ministrados por especialistas e pesquisadores de diversas universidades e instituições de pesquisa do Brasil entre os dias 24 e 27, sempre das 08h às 10h.

O Correio Nagô estará presente ao Encontro e trata para seus leitores as principais discussões e debates travados pelos maiores cientistas do país.

 

Exibições: 510

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Maria Isabel (Isa) Soares em 27 julho 2012 às 2:56

Maravilhosa iniciativa. A cultura é parte importante de nosso capital. Saúde e prosperidade para todos y todas.

Comentário de Antonia Conceição Abbamonte em 26 julho 2012 às 2:34

Prefiro que os (as) “Veneráveis”: Dr Sikiru Salami (prof. King), Babalaô Awodiram S(com som de x)owunmi, Iyalorixsás: -Mojisóla Abébi Akibó, -Ayijutu Pópóóla.....Venham para esse caos que é a cultura ocidental e que tenhamos a sorte de sermos “domados (as)” por estes (as), Veneráveis de tão sábia Cultura Ioruba;    {no último comentário que fiz, antes deste, escrevi duas frases, peço desculpas ao meu Babalorixá Dr Sikiru Salami, de ter reproduzido palavras do livro, eu pedira licença numa outra ocasião, mas era para estudar, e algumas frases para “reorientação [“desafoxezação”(?)] de meus filhos, mas não para um comentário em uma rede social como tenho feito aqui no Correio Nagô}; [a leitura da página 104 do livro Exu e a Ordem do Universo (Prof. King), explica este comentário que estou digitando fala sobre só, sóro, wíwí e quando pronunciamos as palavras SAGRADAS é tudo o que sentimos: Só= brotar do solo do tronco da árvore, e estes “Notáveis, Veneráveis” Senhores e Senhoras, têm um conhecimento, que para serem entendidos, nos possibilitaram termos vivências, estudos práticas valiosíssimas com o prof. King {: ....E surgem, da academia e dos templos, pesquisadores e estudiosos da alma Yorubá, mas nenhum tão nítido para o povo, tão respeitador da fronteira do segredo, o Awo, que pauta a Tradição de Oris(com som de x)á, como King, que sendo filho de S(som de X)angô, um Oris(x)á de fogo, ..........páginas: 9e 10 do livro: Ogum (prof King) ]}.

           Dr Sikiru Salami tem-nos“deleitado”, em aulas, rituais IWÓ rito da placenta, ....IKOMÓJADE dia de dar o nome ao recém nascido, etc...., mas quando “erramos” “ferimos com nossas “arestas”” nossos semelhantes,(por sermos “diamantes em forma bruta” segue-se aulas de “lapidações”, e “atitudes corretivas”, são feitas como dito acima: com “nitidez, respeito...”, quando a pessoa é muito cabeça dura Baba King faz uso da sabedoria Iyorubá, e SURU (paciência), é o que ele começa a esbanjar (eu que o diga, as vezes penso ser como um “avesso” de tanta sabedoria, mas me consolo pois sinto “respostas, respeito” também, nas diferentes culturas que segui: Romana, Indiana, Sueca, Chinesa, duas Japonesas...Mojubá

Comentário de Itamar Bambaia em 24 julho 2012 às 8:25

Reiterando  o comentário de Maria  Durvalina, é bom sim ler a manifestação da SBPC que pretende recorrer ao STF questionando a aprovação das leis de cotas étnico-raciais. .http://www.abc.org.br/IMG/pdf/doc-2672.pdf 

O combate a pobreza não deve ser apenas em bases de estruturas materiais ou financeiras, mas também, psicológicos, emocionais, culturais.  

Comentário de Maria Durvalina Cerqueira Santos em 22 julho 2012 às 16:14

Sugiro sobretudo para quem vai ao SBPC que se ainda não leram, leiam a manifestação conjunta da ABC e SBPC data de 4 de julho de 2012,  em que solicitam aos Senadores que não aprovem a PL 180/2008.http://www.abc.org.br/IMG/pdf/doc-2672.pdf o que eles pedem é que os Senadores não aprovem.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço