No último dia 24/11 aconteceu na cidade de Itabuna, na Bahia, um ato  pelo fim da violência contra as mulheres. Confira texto divulgado pelas realizadoras, além de fotos da atividade.

***************

ISSO NÃO É SOBRE SEXO, É SOBRE VIOLÊNCIA!

PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: AJA, REAJA, COMPROMETA-SE!

Então, por que o nome Marcha das Vadias? O movimento se faz necessário na medida em que a sociedade precisa ser provocada a repensar os seus valores e práticas. A estratégia da provocação encontra ancoragem na reapropriação do termo “vadia”, palavra não neutra utilizada costumeiramente para imputar negatividade(s) à conduta feminina. Por conta disso, a Marcha das Vadias se constitui como uma ação política, um protesto irreverente às formas de condenação de todas as mulheres que conseguem ultrapassar as margens impostas por arbitrariedades sociais, ou que são subjugadas por essas mesmas regras. Para isso, lançamos o incômodo ao enfatizarmos a palavra “vadia” para que, a partir daí, possamos repensar o contexto de onde emergem tais formas de violência.


Em Itabuna, formamos um grupo aberto composto por mulheres, LGBT e também homens de todas as idades, profissões e classes sociais. Estamos junt@s numa grande mobilização e decidimos também nos denominar VADIAS, para denunciar e protestar contra toda sorte de violência que as mulheres sofrem. A Marcha das Vadias é um ato que não se esgota no momento mesmo em que vamos às ruas. Nossa mobilização política, que possui o caráter permanente e, justamente por isso, prevê ações formativas realizadas a paritr do diálogo com outros movimentos sociais e instituições representativas ou responsáveis pela defesa dos direitos das mulheres. Fazemos nossas as palavras do artista pernambucano Chico Science: “um passo a frente e você não está mais no mesmo lugar”. É com esse espírito que convocamos a comunidade local a se engajar nessa luta que, antes de tudo, é coletiva.

Confira as fotos do evento realizado no último dia 24/11:

http://www.facebook.com/media/set/?set=a.426470454084957.101197.100...

Exibições: 163

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Indaiara Célia da Silva em 26 novembro 2012 às 9:54

Companheir@s, agradeço a divulgação e aproveito para socializar nosso site e o manifesto 2012, queapresenta dados recentes da violência em Itabuna e enfatiza a importância de no Brasil a campanha internacional "16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher" começar no dia Nacional da Consciência Negra "dada a tripla discriminação sofrida pela mulher negra: opressão de gênero, raça e classe social". http://www.marchadasvadiasitabuna.com/wp-content/uploads/2012/11/MA... 

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço