Helene Cooper e uma renomada jornalista aqui nos EUA e tambem a correspondente em Washington do periodico "The New York Times". ela e autora do aclamado livro de memorias "The House at the Sugar Beach". A senhora Cooper nasceu na Liberia em 1966. Em 1980, quando tinha somente 13 anos de idade embarcou juntamente com toda sua familia para os EUA apos o golpe de estado que instalou no pais o que viria a ser durante varias decadas um caotico governo militar. Um periodo que praticamente arrasou nao somente com toda a infra-estrutura local, mas tambem com o funcionamento governamental do pais. Charles Taylor, um dos trogloditas da epoca esta preso na Holanda esperando julgamento por roubar dos cofres publicos mais de US$2 bilhoes durante o periodo em que esteve a frente do poder.
A senhora Cooper e descendente dos africanos libertos que regressaram a Africa com a ajuda do governo norte-americano no seculo XIX, apos o fim da escravidao. Seu sobrenome na Liberia era a indicacao de que ela fazia parte da elite que ajudou a reconquistar este pequeno pais localizado no extremo noroeste do continente africano. Ate deixar o pais, a adolescente Helene vivia uma vida altamente privilegiada morando com sua familia e uma irma adotiva a beira da praia numa mansao de aproximadamente 22 quartos rodeada por empregados. A influencia de sua familia podia ser encontrada nos altos escaloes do governo.
Todo este privilegio veio a baixo com o golpe militar em 1980. Membros da classe privilegida da etnia congo, incluindo ai sua familia, tornaram-se inimigo do Estado. Milhares de cidadaos foram presos, torturados e tambem estuprados. Helene e sua familia testemunharam os horrores perpetrados pelos militares antes que pudessem deixar o pais para viverem nos EUA.
Helene Cooper adotou os EUA como seu segundo pais. Ela frequentou universidades de alto prestigio enquanto construia uma famosa carreira jornalistica. Seu livro de memorias mostra sua historia atraves da historia da Liberia. Tudo isto contado com anedotas de sua infancia juntamente com fatos historicos e culturais do continente africano.
Apesar da Liberia jamais ter ficado fora de seu pensamento e coracao por completo, ela so retornaria ao seu pais natal vinte anos depois de ter partido. O reencontro com sua irma adotada que ficou no pais apos sua partida, oferece uma amostra das mudancas que cada uma delas enfrentou neste espaco de tempo. "The House at the Sugar Beach" e um livro altamente pessoal, mas ao mesmo tempo mostra tambem detalhes que podem ser vividos universalmente por qualquer um. O livro mostra ainda a luta de milhoes de cidadaos num quadro de opressao e tambem de agitacao popular.

Exibições: 33

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço