Menina de oito anos morre no Iêmen em lua de mel com marido de 40

Jovem foi vendida pelo padrasto por cerca de R$ 6 mil a um saudita; órgãos pedem punição também para a família dela

Uma criança de oito anos morreu no último sábado (07/09) no Iêmen após a lua de mel com o marido de 40 anos, informaram nesta segunda-feira (09/09) as agências dpa e AFP. Segundo os médicos, a menina morreu com ferimentos internos no útero.

A jovem, chamada Rawan, foi vendida pelo padrasto para um saudita por cerca de R$ 6 mil, segundo o jornal alemão Der Tagesspiegel. A morte aconteceu na área tribal de Hardh, na fronteira com a Arábia Saudita.

Ativistas de direitos humanos pressionam para que o saudita e a família da menina sejam responsabilizados pela morte. “Após este caso horrível, repetimos nossa exigência para uma lei que restrinja o casamento para maiores de 18 anos”, afirmou um membro do Centro Iemenita de Direitos Humanos para a dpa.

Em 2010, outra garota de 13 anos já havia morrido com sangramentos internos cinco dias após o casamento (forçado), de acordo com outra organização de direitos humanos que atua na região.
Há quatro anos, uma lei tentou colocar a idade mínima de 17 anos para o casamento. No entanto, ela foi rejeitada por parlamentares conservadores, que a classificaram de “não islâmica”.

Fonte: Opera Mundi

Exibições: 140

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Renato NP em 13 setembro 2013 às 21:38

Isto é um absurdo...!!!

É preciso criar leis que proteja as crianças destas atrocidades.

Até quanto viveremos nenhum mundo tão violento..? 

Comentário de Washington Nem Ferreira em 13 setembro 2013 às 9:00

É... cada país com a sua cultura, não obstante, a dignidade humana, o rspeito à vida e o direito de poder ser... precisam ser garantidos. A ação agora é a punição, entretanto, não irá devolver a vida da criança, e se ela estivesse viva seria uma pessoa marcada para sempre por sentimentos que a deixariam nada confortável consigo própria. Crime irreparável. Nossas crianças precesam ser mais protegidas, ter suas dignidades garantidas... NOSSO REPÚDIO!!!

Comentário de Gel Santos em 12 setembro 2013 às 9:01

Que País é esse que não deixa as crianças viverem a infância?

 

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2021   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço