Atualmente estão vivos os movimentos internacionais de valorização da moda étnica afro-brasileira e, nesse ambiente, os penteados tomam forma compondo o tipo africanizado; resgatando sua tradição e assim reativando a memória ancestral.
Historicamente esta herança étnica preservou-se e arma de resistência dos terreiros de Candomblé, dos Movimentos Negros e dos blocos afros, no inicio dos anos 60, com o mmovimento black power.
Hoje,Tranças, turbantes, o rastafari, black power e outras infinidade de penteados de matriz africana são o resultado da conscientização das mulheres negras soteropolitanas, no que diz respeito as suas raizes de matriz africana.
Este movimento de africanidade devolve as essas mulheres sua auto-estima e a dignidade de serem afrodescedentes: lindas, assumidas , produzindo laços de comunicação visual, de identidade étnica, sem depender da aceitação da elite branca.
A luta é fazer com quee mais e mais mulheres negras, principalmente as crianças e jovens, utilizem sua ascentralidade de forma consciente e derrubar a crença do “embranquecimento” das publicações brasileiras.
O Mercado para o Cabelo etnico
Não é por causa da conscientização étinica que as mulheres negras não devam ter a disposição produtos espicificos para a textura do cabelo negro.
Nos últimos anos, é bem verdade, o mercado para este segmento cresceu consideravelmente. Mas, está longe de atender as expectativas do segmento.
São ainda produtos para brancos, com rotulos étnicos, para atrair a clientela desinformada.
Além deste tipo de cabelo apresentar diferenças de textura e umidade, os consumidores negros costumam dar muita atenção à moda, aderindo rapidamente a novas tendências e submetendo seu cabelo a muitos tratamentos. Muitas vezes essas mudanças sucessivas e rápidas de estilo, fazem com que o cabelo fique excessivamente tratado, seco, frágil ou prejudicado sob outros aspectos - uma combinação de condições que os químicos cosméticos precisam observar ao formular novos produtos.
Os silicones podem desempenhar papel ativo na formulação de produtos para cabelos étnicos, pois possuem baixa toxicidade, são essencialmente não irritantes e não sensibilizantes da pele. Com formulações adequadas, estas propriedades ajudam a resolver alguns dos mais complexos problemas relacionados aos cabelos

Exibições: 1259

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Marília Fontes em 20 abril 2011 às 18:33
muito bem Cristina, estamos muito mais felizes em assumir os nossos cabelos

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço