A Mostra “Cine Feminista” acontecerá em Salvador de 10 a 17 de março, em sessões diárias às 17h e 19h, na Sala Alexandre Robatto (Biblioteca dos Barris). A mostra tem por objetivo trazer, através do cinema, o feminismo de volta à cena durante o mês de março, período  no qual estamos  acostumadas a receber flores e  celebrar  nossas “conquistas”, como se  as lutas feministas já tivessem atingido todos os seus  objetivos. A entrada é gratuita.

Destaque para o filme Africano "Moolaadé"  dia 12/03 2011.  

PROGRAMAÇÃO

Dia 10 (quinta-feira):

Libertárias (Libertarias)

Em 18 de julho de 1936 o exército espanhol se rebela contra o Governo da República. Seis mulheres de origens e classes sociais diferentes se organizam em um grupo de anarquistas para lutar, de igual para igual com os homens, contra as tropas nacionais. Uma freira que descobre a solidariedade fora da fé, prostitutas, operárias e donas de casa, unidas para defender seus ideais políticos e, ao mesmo tempo, fazer entender a seus companheiros as mudanças ideológicas e sociais pelas quais elas também almejam conquistar.
Diretor: Vicente Aranda / Duração: 121 minutos / Ano de Lançamento: 1996 / País de Origem: Espanha, Itália, Bélgica

Dia 11 (sexta-feira):

Virgina (Virdzina)

Nas montanhas de uma aldeia remota, nasce uma menina e seu pai aponta o rifle à sua cabeça pronto para matá-la. Um filme emocionante sobre os costumes misóginos dos camponeses do século XIX na Iugoslávia. Naquele tempo, uma família com meninas e nenhum menino era considerada amaldiçoada por Deus e se tornava socialmente desprezada.
Diretor: Srdjan Karanovic / País de Origem:  Iugoslávia / Gênero:  Drama / Tempo de Duração: 101 minutos / Ano de Lançamento:  1991

 

Dia 12 (sábado):

Moolaadé

Em um distante povoado africano, ligado apenas pelo rádio, o costume da mutilação genital feminina (a circuncisão) é temida por todas as garotas. Seis delas, segundo a tradição, devem passar pelo ritual num determinado dia. Este é um dos passos para que elas conquistem um ótimo pretendente e tenham um casamento bem sucedido. O pavor é tanto que duas afogam-se num poço. As outras quatro buscam a proteção de Collé, uma mulher que não permitiu que sua filha fosse mutilada, invocando o “moolaadé” (proteção sagrada). O fato gera comoção e ganha adesão de mulheres e simpatizantes contrários à mutilação.
Roteiro e Direção: Ousmane Sembene / Origem: Senegal, França, Burkina Faso, Camarões, Marrocos e Tunísia / Duração: 119 min / Idioma: Bambara/Francês / Ano: 2004

Dia 13 (domingo):

Tirando o Véu (Unveiled)

Filme conta a história de uma fugitiva lésbica iraniana que tenta refúgio na Alemanha, mas com o pedido de asilo negado, ela passa a viver, trabalhar e amar ilegalmente.
Gênero: Drama / Duração: 1h:35m / Produção: Alemanha, Áustria / Direção: Angelina Maccarone / Elenco: Jasmin Tabatabai, Navíd Akhavan, Bernd Tauber, Majid Farahat, Georg Friedrich.

Dia 14 (segunda-feira):

Um Tiro para Andy Warhol (I shot Andy Warhol)

Nos anos 60, a radical feminista Valerie Solanas divulgou seu desprezo pelos homens através do seu Manifesto “Associação de Destruição do Homem”.  Autora de um roteiro cinematográfico denominado Up Your Ass, ela entrega a única cópia da peça ao artista pop Andy Warhol e pede para que o produza. Intrigado pelo título, Warhol fica com o roteiro para revisá-lo e se recusa a devolver a Solanas. A negativa do Warhol abala os alicerces do seu movimento feminista de maneira inesperada e Solanas decide então partir para uma solução radical.
Lançamento: 1996 (EUA) / Direção: Mary Harron / Atores: Lili Taylor, Jared Harris, Martha Plimpton, Lothaire Bluteau. / Duração: 103 min / Gênero: Drama

Dia 15 (terça-feira):

Senhoritas em Uniforme (Mädchen in Uniform)

Mädchen in Uniform conta a história de Manuela, uma jovem de 14 anos que é posta num internato feminino pela sua tia distante e fria. As residentes em Podstam são tipicas adolescentes e sente um grande sentido de união entre todas e o regime que é empregue naquele internato é rigoroso, austero e sobretudo ausente de emoções. A contrabalançar este ambiente autoritarista, encontramos Fraulein von Bernbur, uma professora por quem todas as alunas nutrem uma admiração especial e que é a favor de uma relação mais maternal com as alunas. Manuela não é indiferente à sua professora e muito menos o contrário, porém ambas encontram-se num ambiente hostil, onde o formalismo e o dever moral deve falar mais alto e então os sentimentos são geridos com silêncios, olhares e pequenos gestos…
Diretor: Leontine Sagan / Elenco: Emilia Unda, Dorothea Wieck, Herta Thiele, Hedwig Schlichter / Duração: 90 min. / Ano: 1931 / País: Alemanha / Gênero: Romance / Cor: Preto e Branco

Dia 16 (Quarta-feira):

Itty Bitty Titty Committee (Turminha das Sapinhas de Tetinhas Pequeninas)

O segundo filme da diretora Jamie Babbit aborda um tema bastante raro nos filmes lésbicos, o ativismo político, mostrando o despertar da personagem Anna (Melonie Diaz) para a realidade a seu redor, a partir de sua experiência como integrante de uma grupo radical feminista, chamado C.(I).A. ou Clits In Action. Os conflitos de relacionamento e as ações políticas do grupo são mostrados com muito humor e música punk como pano de fundo.
Diretora: Jamie Babbit / Duração: 86 minutos / Ano: 2007 / Gênero: Comédia/Drama/Romance

Dia 17 (quinta-feira):

Os Amantes do Café Flore (Les Amants du Flore)

O filme é baseado na história real de Simone de Beauvoir, escritora francesa. Mostra sua vida sentimental e sexual, cheia de encontros (principalmente do café Flore) e desencontros, com direito à paixões paralelas, por isso o título “os amantes”.
Diretor: Ilan Duran-Cohen / Ano: 2006 / Duração: 104 minutos

Exibições: 190

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

© 2017   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço