Lepê Correia

Os pés da gente

Recebem do chão um fato

Uma nota, informação

Seja lá de quem, onde for.

Pelos pés

Os ancestrais se comunicam

Elevam awon elegun como pégasos

Estufam o peito, ou dobram a planta

Ou a ponta. Quem sabe?

São capazes de ceifar, arremessar

Se fazem de outro pela metade

Impigem a vingança ou o riso

Se dizem peixes e orientam...

A queda, a varredura e... zap!

São assim os pés da gente

Capazes de nos levar, nos conduzir

Impor, fazer o sonho...

Ou mesmo ancestralizar.

Ah, como são maravilhsos...

Esses nossos´pés pretos!

Exibições: 81

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Severino Lepê Correia em 12 abril 2010 às 17:12
Oi Nadjena.entre no google, procure Lepe Coreia e você encontrará.
Grande abraço
Comentário de Nadjena Miranda em 12 abril 2010 às 8:35
Muito bela sua poesia... faz um tempo que tenho tentado encontrar coisas suas na net. Conheci você em uma mesa que falava sobre religiosidade no CIAD, estavamos juntos na platéia. Abraços.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço