Núcleo Educacional de Ações Afirmativas na cidade de Coração de Maria (BA)

Com a finalidade de fomentar, auxiliar e divulgar a execução de ações referentes à implementação da Lei 11.645/08 que torna obrigatório o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena foi estruturado o Núcleo Educacional de Ações Afirmativas – NEAF. Sua formação inicial é composta pelas coordenadoras do projeto – Fernanda Alves e Carla Pinheiro além de gestores, coordenadores pedagógicos, professores e representantes da cultura local do município ao qual for implantado, a fim de planejar, discutir, realizar e avaliar as suas ações.

O projeto do NEAF surgiu a partir da insatisfação da educadora Fernanda Alves em perceber as experiências dos municípios da Bahia quanto à implementação da Lei 11.645/08. Tais ações estavam, geralmente, ligadas à adoção de livros da temática étnico-racial e/ou um momento específico de capacitação de alguns educadores, aos quais estavam relacionados a projetos prontos e acabados, inseridos como uma ação oficial, na dinâmica da instituição.

Considerando a formação acadêmica e postura pedagógica da professora Carla Pinheiro, a idealizadora e também coordenadora do Núcleo, Fernanda Alves decidiu convidar Carla Pinheiro para construir um projeto que fosse de encontro as inquietações referente à aplicabilidade da supracitada lei.

No final de 2009, as coordenadoras decidiram por realizarem diversas reuniões com o objetivo pesquisar e debater sobre a temática central do projeto: Como implementar a Lei 11.645/08 no Sistema Municipal de Ensino baseada numa construção integrada entre todos os profissionais de educação e as instituições de Ensino?

Depois de amadurecido as ideias, na segunda quinzena de janeiro de 2010, tais propostas foram estruturadas como plano de ação. Concluída esta etapa, o produto final foi apresentado à Secretaria de Educação do município de Coração de Maria, no estado da Bahia e, em março do mesmo ano, as educadoras Fernanda Alves e Carla Pinheiro foram convidadas a desenvolvê-lo nesta localidade.

A partir daí, o NEAF se forma, propondo o reconhecimento e a construção da identidade na perspectiva da igualdade racial. Tendo por base a contribuição das diversas Etnias Africanas, dos Afrodescendentes, das Etnias Indígenas, dos Cafuzos, dos Caboclos e de outras origens étnicas na construção da história local.

Exibições: 224

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço