Obra do artista baiano Sérgio Soarez na Mostra Afro-Brasileira Palmares em Londrina

Relevo para Ibeji – Este é o nome da obra que o artista baiano, Sérgio Soarez apresenta na Mostra Afro-Brasileira Palmares 2011, que acontece de 19 de novembro a 10 de dezembro, no Vila Cultural Brasil, na Rua Uruguai, Centro, em Londrina, no Paraná. Estarão expostos trabalhos de artistas de várias partes do país. A curadoria é de Emani dos Santos e a coordenação de Agenor Evangelista. Em madeira forrada por chapas de alumínio com quartinhas de barro coloridas, ela faz parte de uma série de seis relevos dedicados aos orixás gêmeos: os ibejis. Uma das festas mais tradicionais do Candomblé é dedicada às crianças, representada também no sincretismo por São Cosme e Damião, reforçando a importância da continuidade, o futuro das tradições e manutenção do culto aos orixás.

Dimensão:106 x 60cm; Técnica mista: vergalhões de ferro adornados com quartinhas de cerâmica coloridas.

Sobre Sérgio Soarez - Sérgio Soarez, nasceu em Salvador (BA), em agosto de 1968. Escultor, pintor, ilustrador e pesquisador.  É  um dos artistas plásticos com obras publicadas no livro “A Mão Afro-brasileira” (Museu Afro Brasil – São Paulo, 2010. Vol 2), que destaca os novos nomes da arte contemporânea, de acordo com o Curador e artista plástico Emanoel Araujo. 

Autou como Coordenador do Departamento de Difusão Cultural – Secretaria Municipal de Cultura de Belo Horizonte  - MG; Educador  - FUNDAC  - Salvador  e Coordenador  e Instrutor na Oficina de papel Artesanal  Projeto Axé – Salvador (BA).

“Suas assemblagens, dedicadas à mitologia dos deuses da religião afro-brasileira, são uma, entre outras, das elaborações estéticas já experimentadas pelo artista. Nelas, alia seu conhecimento e sua prática religiosa numa experimentação estética bem concebida, bem articulada,  na união de diferentes matérias, como os fragmentos em madeira, já vividos em outros objetos de diferentes usos nos quais ele trabalha o sagrado com a devoção de seu conhecimento” (Emanoel Araujo, 2010).

As Obras - O ferro e a madeira são os  principais elementos das  esculturas,  relevos e objetos.  Eles se ligam à trajetória pessoal de Sérgio Soarez que tem Oxossi e Ogum como divindades guias.  Ogum, o senhor das batalhas, representado pelos  objetos de ferro e Oxossi, o grande caçador das matas, pelos objetos de madeira. A junção desses elementos lhe permite apresentar uma visão contemporânea de todas as divindades cultuadas no Candomblé.

Mostra Afro-Brasileira Palmares abre espaço para artistas nacionais e internacionais

A Mostra Afro-Brasileira Palmares de Londrina, que abre no dia 19 de novembro, na Vila Cultural Brasil, completa este ano 26 anos de existência. Desde de sua criação em 1984, a mostra é realizada em parceria com o Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos da UEL (NEEA). De acordo com o idealizador, Agenor Evangelista, o evento abre espaço para toda forma de manifestação artística. Segundo ele,  no ano passado  participaram convidados de Cuba, Moçambique e Portugal.  “A mostra fomenta a questão da condição do negro através da arte e da cultura, a nossa luta é inserir o afro-londrinense dentro das questões sociais, culturais e políticas”, afirma. 

Contato com o artista

Sérgio Soarez –  sergioode@yahoo.com.br

Exibições: 508

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço