Visita de Oprah Winfrey, a maior empresária da mídia dos EUA, passou em branco no Brasil

Essa “democracia racial brasileira” é realmente única. Que exemplo ao mundo dá esse Brasil, no que toca a aplicação do seu sistema de valores? A aplicação de dois pesos e duas medidas. Vejam: Vem aqui um rapaz de pele clara que é aspirante qualquer coisa, como por exemplo, o Justin Bieber, que é um adolescente que goza de projeção no mundo da música e  o evento é o bastante para o disparo de uma comoção nacional, alimentada pelos veículos mais eminente e atuantes da mídia. Aí na semana passada veio ao Brasil ninguém menos que Oprah Winfrey,  a personalidade feminina mais influente de todo o mundo. Todo o mundo mesmo! E pouco foi informado na mídia.

Oprah Winfrey é uma celebridade em todos os continentes do planeta Terra. Mas, tudo indica que no Brasil isso não se reproduz. Por que será assim no Brasil? Será que a ausência de repercussão, ou pelo menos da repercussão condizente com presença de tal calibre não repercute no Brasil por que Oprah Winfrey é negra? Negra, assumida pujante, e vitoriosa. Exemplarmente vitoriosa. E aí, pelo que posso entender do alto da minha convivência com a postura de dupla valorização do sistema de valores desse nosso (?) Brasil, o exemplo de Oprah desestabiliza a versão vigente na propaganda da “democracia racial brasileira” a qual toma como um dos pilares propagar a versão de que “nos Estados Unidos da América é onde a questão do racismo é cruel”.O exemplo de Oprah é inspirador para jovens negros e negras, mantidos na ignorância da realidade de possibilidades de superação por não saberem inglês.

A campanha de apatia e ignorância dos nossos irmãos vai mais longe quando é negado aos veículos de mídia étnica a necessária repercussão para que nossos irmão e irmãs, mesmo longe do domínio do inglês, como língua e instrumento de aglutinação dos ideási negros na Diáspora. A mídia que impõe as nossas telinhas os “BBB” que é a memsa que pratica racismo e segregacionismo com os BBB´s negros, e depois fica no sapatinho e com sorrisos amarelos, jogando sacos de areia para deter o curso da maré da busca pela reparação, ou vocês tem alguma dúvida que a presença do “Tiaguinho” (ex-Exalta Samba) no “show de encerramento” é inocente? Reflitam irmãos e irmãs.

Oprah Winfrey, uma menina negra e pobre nascida em Kosciusko, Mississipi no Sul ( uma das regiões mais racistas dos Estados Unidos) em 29 de janeiro de 1954, que veio a se transformar na maior e mais bem sucedida apresentadora da TV americana e na personalidade feminina mais influente do planeta. Ela experimentou dificuldades consideráveis durante a sua infância, alegando ser estuprada aos nove anos e engravidar aos 14 anos, seu filho morreu na infância. Foi enviada  para viver com o homem que ela chama seu pai, um barbeiro, no Tennessee, Ela  conseguiu um emprego no rádio, ainda no colégio e começou a co-ancorar o noticiário noturno local aos 19 anos de idade. Sua entrega emocional a tudo o que faz na vida, a levou para a arena do dia-talk-show, e depois de impulsionar uma terceira nominal talk show local de Chicago para o primeiro lugar, ela lançou sua própria empresa de produção e tornou a sua marca "Oprah" internacionalmente distribuído.

Essa é a negra que passou em branco na semana passa

REFERENCIAS

Wikipedia

http://www.oprah.com/pressroom/Oprah-Winfreys-Official-Biography

Revista Raça

Exibições: 1516

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de maria cristina batista alves em 18 abril 2012 às 12:05

COMPANHEIROS....será mesmo que "Oprah Winfrey",queria que o povo negro  "Brasileiro"soubesse estava por aqui???...porque???, ELA SABE DA NOSSA DIFICULDADE DE MÍDIA ENTÃO ENTRASSE EM CONTATO COM MULTI MÍDIAS NEGRAS BRASILEIRAS PARA UMA CONVOCAÇÃO.VAMOS CRIAR OU DESCOBRIR ONDE ESTÃO AS NOSSAS COMPANHEIROS ....

Comentário de Cristiano Manaia em 12 abril 2012 às 8:50

Uma desgraça! Uma estrela inteligente, gabaritada e, principalmente, reconhecida em todo o mundo

chega ao Brasil, um país que, apesar da pouca divulgação, tem de fato uma forte, pouco fortalecida,

cultura afro, mas a mídia nacional tende a omitir qualquer fato que venha valorizar a nossa cultura. Uma pena!!!

Comentário de Dilnei Severo em 10 abril 2012 às 15:30

O fato da presença de Ophah Winfrey ter sido colocado em 2º plano pela midia é revoltante mas ao mesmo tempo algo que aceitamos inconscientemente,  sem sobressalto.

Somos uma geração de anestesiados pelos efeitos da máquina televisiva.

Dia desses foi comentado aqui num destes foruns que mais de 96% do povo assiste Tv aberta. Fica lá ligado no Faustão, no Gugu, etc.

Não temos defesa.

Sugiro a criação do partido da diversidade brasileira , para criar comitês no Brasil inteiro formado essencialmente por um pouquinho de cada etnia que forma nosso povo.

Imagine  50% de negros , depois , asiáticos, brancos, minorias como gays, idosos, etc.

Toda esta gente quer ser devidamente representada e tem a cara do verdadeiro país miscigenado que somos.

Esta nova fotografia em cada municipio, em cada estado , chamaria mais gente para a política. "- as pessoas diriam :  "Legal...quero fazer parte deste grupo."

Lembram daquelas propagandas da Beneton???

Fotos com gente bem colorida,  bem negros, bem loiros , bem amarelos , impactam o visual quando pedem pra você entrar e participar. Isto é que chamo mudar a cara do Brasil!

E o primeiro grande passo?????        - Desocupar os morros do Rio de Janeiro, redistribuir aquele povo e promover a 2ª aboliçlão da escravatura (simbolicamente). Morro é lugar de preservação ambiental, o RJ continuaria lindo.

Pensem nisso! Faça contato comigo preciso de células em cada estado.

Comentário de Vanderson em 9 abril 2012 às 14:26

Quem não percebeu que isto foi mais uma estratégia suja da igreja católica, que comanda todo quanto é política do mundo, mas tentam dissiminar principalmente o racismo, por debaixo dos panos, desde os primórdios tempos? Como forma de achar que nós seres humanos de cor preta, vamos continuar escravizados por esta palhaçada que a cor branca seria a cor da paz, como se paz tivesse cor??? A pessoa em grande maioria no mundo já sabe disto, que onde veem as cores, azul branco e amarelo e vermelho sabem que é SUJEIRA, puro NAZISMO, destas religiões que sempre se barraram em leis forçando a tdos lhes respeitarem, mas quando se trata da religião do nosso povo preto, tentam de tdas as formas colocarem medos nas outras pessoas, nos DESRESPEITANDO, como dizendo que macumba é do diabo, sendo que inúmeras pessoas já se curaram na macumba , mas por egoísmo, e prepotência de só querer se dar bem e nem ter o mínimo de agradecimento, quando se dão bem, fingem que nem conhecem ou pior dizem que foi o espiritismo quem os ajudou, renegando o próprio benefício. E tudo isto pelas péssimas informações erradas destas que deveriam pregar só o bem em beneficio de tdas as pessoas, mas se vc ler qualquer oração, bíblia verá o quanto de RACISMO impreguinado existe, como vemos inclusive  pessoas que se dizem cultas, que se percebe que seu conhecimento é bem mais para mais curta de quem se assume analfabeto, mas dizendo “A coisa esta preta, o lado negro da coisa e tc. Com cinismo mandando um preto dizer para a outro.  Como em td de religiões a cor preta ou o negro, que inclusive hoje muita gente sabe que a Crecia roubou todo o fundamento da cultura da nossa mãe África e ainda criou um mantra para rirem da cara da gente, como para dizermos “Tenho orgulho de ser negro” e NEGRO=  significa  CARNE PODRE. Por isto estamos agora assumindo nos como SERES HUMANOS DA COR PRETA,  onde tentaram disfarçar, pois se branco seria a paz, automaticamente as pessoas de cor preta, seriam a violência, mas ridicularizavam dizendo negro do mesmo jeito! Portanto estas muitas religiões se mostram mentirosas e sujas, que ao exigir respeito as suas , mas em td que é de nós seres humanos de cor preta em suas tremendas mutretas políticas, onde comandam, mídias e etc. incutem estas tremendas ignorâncias, e nos faz lembrar bem, que tudo hip hop, samba, pagode, o funk etc. era td considerado do demônio de satanás, agora virou td de “Jesus”….. detalhes, só “branquinhos da paz” ganhando fortunas, cantando tocando td que de nossos ritmos, e quando dão espaços, aos nossos pretos e pretas ficam como carregadores de instrumentos “forçosamente” ajudando a roubarem suas próprias culturas, e colocavam de uma forma tão “natural” ou em nome de um Jesus que a própriaia imagem foi copiada, plagiada Do verdadeiro Jesus AFRICACANO, COMO PODE SER DO BEM, ALGO ASSIM plagiado etc.??? Roubando o tempo todo td que é dos outros??? Que muitos nem percebiam, assim como a macumba, que era tudo do demônio, estão dentro dos templos também evangélicos, como nossas simpatias, mandingas etc. td nas explorações em cima do que é nosso, pois só o ROCK, jamais teria tido uma só criança preta no mundo morrendo de forma, POR ISTO ATÉ POUCO TEMPO ATRÁS PRETOS E INDIGENAS ERAM CONSIDERADOS SEM ALMAS,  pela igreja! Forma indireta de rebaixar, humilhar para tirar proveito, como estas lesmas sempre faziam, como agora estão KD vez mais perdendo as mamatas,ao invés de criarem vergonha nas caras, criam mais situações constrangedoras para eles mesmos.  Então esta da Oprah, foi mais uma jogada furada,  usando a, para tentar dizer que ela estaria continuando a vender a própria NAÇÃO PRETA,  nesta dos tais “branquinhos da paz” dos INFERNOS, destas… que os santos e santas das igrejas que dizem fazerem milagres, brilharem etc. mas nunca se viu ao menos aqui no Brasil estes santos, fazerem os milagres de derramarem arroz e feijão nas palafitas ou brilharem fazendo vibrar o amor da igualdade, em união, alimentações e etc. em países como; da Ásia, Africa e etc.

Comentário de BRUNO IGOR RODRIGUES em 8 abril 2012 às 21:20

É ALGO PSICOLOGICO,COMO DISSE A QUERIDA DORALICE ''O PESSOAL NÃO AGUENTA O NEGRO EM POSIÇÕES ACIMA DELES'',E QUANDO ISSO É FATO USAM DO QUE DISPÕEM PARA DISFARÇAR A MAGNITUDE DO NEGRO...

Comentário de Doralice de Sousa em 8 abril 2012 às 14:04

O nome disso é pura inveja... O pessoal realmente não aguenta o negro em posições acima da deles... aí rola boicote dos brabos!

Comentário de Adelson Silva de Brito em 6 abril 2012 às 12:16

A seqüência de comentários com relação à postagem em pauta se constitui um fato alentador. É significativo notar a existência de um bom número de posturas alternativas à alienação embutida no curso da pregação diuturna do “sistema brasileiro” de pró-europeização da população através da “miscigenação” (leia-se embranquecimento), pregação essa representada por um patrulhamento ideológico inaugurado pelos grupos oligárquicos que implantaram o sistema de capitanias hereditárias. Essa é uma estrutura social que permanece imutável desde que Cabral invadiu essa terra e que nos (per) segue até os nossos dias. É esse sistema que nos ensina veladamente o “lugar do negro”. Entra governo, sai governo e a evolução da questão racial não experimenta catálise autêntica, pois, visivelmente, as ideologias verde-amarelas não contemplam a questão racial. Se não, vejamos: Onde estava o “Ministério da Igualdade Racial” que perde a oportunidade de demonstrar a sua atuação aproveitando o trampolim para o destaque representado por uma visita como a visita de Oprah Winfrey? Que tipo de “luta pela igualdade” estamos travando em nível da administração federal, quando em oportunidades como essa não se vê, por exemplo, a Ministra Luiza Helena de Bairros dando às boas vindas à tão ilustre e significativa visita para a causa da Igualdade Racial? São perguntas que surgem e que pairam no ar a espera de respostas. Eu arriscaria, no entanto, uma sugestão de reposta: O não aproveitamento de oportunidades como essa está ligada a manutenção do “status quo”. Esse é o sentimento latente em uma sociedade perenemente defendido pelas instituições políticas que administram o Poder em uma conjuntura histórica sócio-política que evita a todo custo enfrentar a realidade da sua dívida humana dividida em promissórias hediondas que vão desde o genocídio até a sua prática criminosa diuturna de exacerbação e consolidação racista da divisão da sociedade em castas estanques. Acredito que a Informação, hoje bem mais acessível, deve ser a semente da Conscientização que trará a Reparação. 

 

Comentário de ROSANGELA S SOUZA em 6 abril 2012 às 1:22

Só podemos lamentar e esperar que ela Oprah,nao fique com uma má impressão de nós o povo brasileiro!

Comentário de joao cicero em 6 abril 2012 às 0:08

tapinha na costa sorriso amarelo somos todos iguais perante a deus ameme o negro continua servisal

Comentário de Cezarina da Silva Almeida em 5 abril 2012 às 23:50

Realmente são fatos como estes que nos deixa muito tristes,o pior é quando passamos tais fatos para os nossos adolescentes e eles não percebem que são vitimas,desse sistema sordido, e ipócrita,onde os poucos negros que se destacam não se importam com os irmãos afrodescendentes.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço