Partidos poderão ser punidos se descumprirem espaço feminino

Audiência pública acontece na semana decisiva de convenções partidárias.

O procurador regional eleitoral, Sidney Madruga, disse será rigorosa a fiscalização sobre o cumprimento das cotas femininas nas candidaturas referentes às eleições 2012. A informação foi dada ontem (27), durante audiência pública que discutiu o assunto, realizada pelo Ministério Público Eleitoral e Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher (Gedem), do Ministério Público estadual. O evento, realizado na capital, contou com representantes do poder público, partidos políticos, femininas e movimentos sociais.

Fotos: Kleidir Costa/SPM

 

De acordo com o procurador, os partidos que não respeitarem a norma, baseada na legislação eleitoral vigente, terão o conjunto das candidaturas suspensas até que seja regularizada a situação. Ele classificou a medida com uma ação afirmativa, que “busca promover a igualdade entre homens e mulheres no âmbito da representação política”.

 

A secretária estadual de Políticas para as Mulheres, presente no evento, reforçou a ideia: “Precisamos empoderar as mulheres, que já significam maioria eleitoral em nosso país”, disse, lembrando de outras demandas, como a destinação de recursos dos fundos partidários para formação política da militância feminina e respeito ao tempo das candidatas nos programas eleitorais gratuitos.  

 

Exibições: 52

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço