A letra desta musica, assim como muitas outras da capoeira, porém a desta em especial fala muita coisa, transmite de fato a resistência da população negra, a enorme vontade de liberdade do meu povo, do seu povo do nosso povo, quando nesta musica diz;

“Eu não posso ficar aqui, lá para senzala eu não quero ir, hoje vou me liberta”

Nossos antepassados, como guerreiros enfrentaram as dores, maus-tratos, mas a vontade, o desejo era maior, com a vida e seu próprio sangue enfrentaram sim os feitores, enfrentaram sim o coronéis, neste sentido nós negras e negros, não podemos ficar inerte a toda a desconstrução que vem sendo realizada, não podemos assistir nossos jovens seno mortos, mulheres negras ocupando a estáticas de violência, estão matando nossa população, os feitores hoje não tem chicotes, mais são eles que usam canetas sentados em gabinetes, usando dinheiro publico para custear seu luxo é capitalismo do império racista.

Meus irmão negros, este sistema nós mata, nós inviabiliza, este sistema conservador e preconceituoso nós marginaliza, porém o brasil e negro, somos 58% da população, o brasil e quilombola, não podemos continuar sendo a vitimas de sistema obscuro é momento da revolução negra, momento do sistema conhecer a capacidade de raciocínio, filosofia e inteligência negra, somos filhos da resistência, somos filhos de Dandara, somos soldados da adversidade, somos obstinados pela pluralidade, o sonho de liberdade não acabou!

Em 28 de agosto de 1963, nós EUA, Martin Luther King;

É evidente hoje que a América não pagou esta nota promissória no que diz respeito a seus cidadãos de cor. Em lugar de honrar essa obrigação sagrada, a América deu ao povo negro um cheque que voltou marcado “sem fundos”.

Mas nós nos recusamos a acreditar que o Banco da Justiça esteja falido. Nos recusamos a acreditar que não haja fundos suficientes nos grandes depósitos de oportunidade desta nação. Por isso voltamos aqui para cobrar este cheque –um cheque que nos garantirá, a pedido, as riquezas da liberdade e a segurança da justiça.

Neste sentindo, eu digo também que o Brasil nós deve, este sistema que esta no poder não nós representa, pois nós envia diariamente um chegue sem fundo, onde nosso povo morre todos os dias, nossas crianças são impossibilitadas de ter educação de qualidade, a saúde e precária, as mulheres são mal remuneradas e as pretas ainda são as vitimas

Neste mesmo discurso ele continua dizendo;

Tenho um sonho de que meus quatro filhos viverão um dia em uma nação onde não serão julgados pela cor de sua pele, mas pelo teor de seu caráter.

Tenho um sonho hoje.

Eu digo; este é sonho é o maior sonho da população negra, afrodescendente, quilombola é povos tradicionais de matriz africana, este sonho pode sim ser realidade.

Estratégias, pensamentos, filosofias, tradições, inteligências negras é desta forma que este sonho ira ser uma realidade.   

Exibições: 15

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço