PI: Santa Maria recebe o 8º Festival Afro Cultural da Beleza Negra

O teresinense muitas vezes ‘não sente nem vê’, mas tem muita coisa boa nessa terra pra ser apreciada. Muitas vezes pela falta da oportunidade de conhecer ou pela pouca divulgação nos grandes meios, os moradores da Terra do Sol não sabem o que está sendo produzido nas comunidades da periferia desta capital. Mas nesse sábado, a partir das 18 horas, eis um grande momento de averiguar o que de melhor está sendo produzido no bairro Santa Maria da Codipi, zona norte de Teresina.

É o ‘Festival Afro Cultural da Beleza Negra’, organizado pelo ‘Grupo Raças’, que já está em sua 8ª edição e acontecerá na Praça principal do Santa Maria. Um dos organizadores do evento, Fleibert Rodrigues, mais conhecido como Cacau, explica que eles já tinham a vivência de outros festivais no centro da cidade, porém, as demandas artísticas da comunidade cresceram bastante: “  Participávamos dos festivais dentro da cidade feita por dento do movimento negro, mas como grupo, sentíamos nossas próprias demandas, tínhamos uma produção artística própria dentro da comunidade, e começamos a nos provocar para a criação do nosso próprio Festival da Beleza Negra,e em 2004 fizemos o primeiro “, disse.

De lá pra cá, Cacau conta que eles vêm pesquisando os temas a serem abordados a cada ano, e através da arte da dança e das letras das músicas dos artistas do Santa Maria eles tentam  aguçar o senso crítico das pessoas . Esse ano, o tema abordado será o extermínio da juventude negra. Um tema que não surgiu à toa, visto que recentemente, Daniel, um dos meninos do ‘A-BA’, o grupo de percussão da comunidade, veio a falecer. Ele e será homenageado durante o evento.

Para Lucas Carvalho, integrante do grupo de rap ‘Reação do Gueto’ que também marcará presença na festa, o festival é uma manifestação da cultura de origem africana, que apresenta à sociedade a música negra, o rap, o reggae, a percussão e tenta fazer um trabalho de conscientização dos (as) líderes negros (as) que tivemos. “ É uma manifestação da própria periferia, pois é aqui que está concentrada a maior parte da população negra, de origem africana’’, afirma Lucas.

O evento tem o apoio estrutural da Fundac  (Fundação Cultural do Piauí), entretanto, Fleibert não deixa de esclarecer: “Cultura negra  não é prioridade pra FUNDAC. Estrutura, som...é o mínimo do mínimo que eles podem nos oferecer. Eles poderiam estar fazendo muito mais para que nossas ações aconteçam efetivamente ”, revelou o organizador do evento, indignado com o atraso da liberação da estrutura de som da festa, o que atrasou todo o processo de divulgação da mesma.  

Confira abaixo a programação com as atrações do evento. Todas elas originárias da Comunidade Santa Maria da Codipi, com exceção do Grupo Afro Soul, quem vem do Bairro Promorar, zona sul da capital.

 

Início: 18 horas

 

*Abertura: Capoeira : Grupo Raízes

*Grupo A-bá (percussão e dança)

*Grupo de chorinho ( Samba/ Projeto da comunidade)

*(B’boys e B’girls) Desumanos Crew (jazz, street)

*MPB ( Miriam e Alexandre)  

*Desfile da Beleza Negra ( As (os)  concorrentes se pronunciam para participar na hora do evento )

*Companhia de dança Horus ( street)

*Grupo Reação  do Gueto (rap) e  Afro Soul (Bairro Promorar) 

*Rock Roots (Pop Regaee)

*Conexão RP (rap)

*Desumanos Crew

*Grupo O Pacto (rap)

*Reação Do gueto (rap)

 

(a ordem das atrações pode ser modificada no dia do evento)

 

* Texto: Carmen Kemoly, correspondente do CN no Piauí.

Exibições: 159

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço