Por que a Bahia que é negra é representada por “rainhas do axé” brancas

A falta de um ponto de interrogação na frase-título é proposital. Serve para simbolizar a omissão do conjunto da sociedade quanto à reclamação do que lhe é de direito, atitude a qual gera perguntas sem respostas, ou melhor, perguntas que já surgem respondidas. Esse seria somente o primeiro questionamento de uma série de questionamentos nesse mesmo naipe. Afinal, o Brasil enquanto colônia de Portugal recebeu dez vezes mais escravos africanos do que os números transportados para a toda a América do Norte.Descer do conjunto Brasil para o subconjunto Bahia na busca de eveidencias que suportem essa afirmação é exercíco dispensável, para quem quer e para quem não quer ver

Quando da decisão de trazer para o Brasil os “mega eventos” que vão se suceder em 2013 e 2014, esse modesto colaborador já denunciava que tais eventos se constituiriam em oportunidades para a consolidação do “apartheid tupiniquim”. E o aspecto mais particular do racismo institucional praticado nesse país é que essa figura (i)legal de legislação velada é financiado pelo imposto que nós pagamos.

E amanhã haverá um Ba-Vi com lotação máxima inaugurando o Estádio da Copa das Cofederações desse ano de 2013 da Copa do Mundo de 2014, estádio “dado de presente”(?) ao povo “embrulhado por uma fitinha do Senhor do Bonfim”,cuja tradição na Bahia é herança afrodescendente. Estádio construído de frente para o Dique do Tororó, onde pontuam os “Orixás”, e as duas principais atrações serão duas “cantoras de axé” brancas. Quando foi que você passou procuração para os seus "representantes" escolherem essas pessoas para representar a cultura dos nossos avós, cultura que foi combatida e quase destruída pelos avós deles?

QUANDO FOI QUE VOCE PASSOU PROCURAÇÃO PARA A TV GLOBO ESCOLHER OS ARTISTAS QUE  NOS REPRESENTAM?

Quanto será que nós estamos pagando de cachê e colaborando para a manutenção dos projetos das pessoas da cúpula das entidades que promovem essas pessoas enquanto artistas? Você sabe?Você não quer saber? Engraçado que as pessoas escolhidas para nos representar e representar a cultura dos nossos avós são pessoas que no carnaval lideram agremiações nas quais nós negros e afrodescendentes nem podemos nos filiar, a não ser como "cordeiros" (que título apropriado para classificar a nossa postura quento a esse desfecho infeliz) mesmo tendo cedido nossos valores culturais para a construção do que eles chamam de "axé music". Tenho alunos estrangeiros que vem de outros longe para se filiar a esses "blocos de axé" e me revelam as cifras astronômicas que desembolsam para “sair nos blocos mais famosos de Salvador".

Vou à Ribeira, na Fazenda Garcia, na Federação, vou ao Centro Histórico, vou às periferias de Salvador, vou a Simões Filho, Candeias, São Francisco do Conde, Madre de Deus, e não ouço as "rainhas do axé". Ouço Edson Gomes dizendo:

 

“Vamos amigo ajude, se não
A gente acaba perdendo o que já conquistou...”.

 

ESSA FESTA VAI SERVIR A CONSOLIDAÇÃO DA IMAGEM DE UM BRASIL "MORENO" PARA AMENIZAR COM CARAS E BOCAS, A MANUTENÇÃO RACISTA DO PROJETO DE UM BRASIL NEGRO LIDERADO POR BRANCOS, COMO SEMPRE ACONTECEU NA HISTÓRIA DESSE PAÍS QUE TEM VERGONHA DE SER AFRODESCENDENTE.

O BRASIL TEM VERGONHA DE SER AFRICANO E A BAHIA NÃO É EXCESSÃO.

Quando é que a gente vai acordar e “ajudar para não perder o que já conquistou”?A escravidão já acabou mesmo? Desde quando? Quem sabe?Quem pode identificar o evento que marcou o fim da escravidão?

Bem por enquanto, como sempre, resta aqueles que enxergam alguma coisa pontuarem a manutenção do status quo, e só. Não muda nada. Quando será que nós vamos tomar vergonha na cara?

Uma festa baiana tem:

Marcio Vito, Leo Santana, Jerônimo, Lazzo, Margarete Menezes, Olodum, Ilê Ayê, Edson Gomes e Malê Debalê, só para começar.  

Exibições: 381

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Adelson Silva de Brito em 8 abril 2013 às 19:27

Parabéns Domingos pelo comentário lúcido. Perceba que hoje os noticiários da TV Bahia, durante as suas intervenções nos noticiários com cobertura nacional filiada da TV Globo faziam referenia as "rainhas do axé" nominando apenas as duas cantoras branacas.O "povo" parece acostumado e acomodado a essa imposição. "Triste Bahia".

Comentário de Domingos Santana UFBA. em 7 abril 2013 às 20:28

Por que a midia e controlada pelos brancos, amidia é umespaço de poder politico e o grupo racial que a controla difunde e perpetua a sua forma de ver o mundo...wnquanto os negros baianos continuarem a dar IBOPE eles estarão no poder politico e no poder ideologico!

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2020   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço