Com uma aprovacao de mais de 60 por cento dos eleitores, o Quenia ratificou na semana passada uma nova Constituicao. Por causa disto, os politicos locais veem agora um futuro no horizonte bem menos violento. Sem duvida alguma, a nova carta magna adotada sem banho de sangue comum em varios paises africanos quando ha mudanca de poder, e para ser celebrada como um marco historico. Isto mostra que a transicao de poder pode sim ser feita pacificamente no Continente Africano. Mostrou tambem que o Quenia pode organizar uma eleicao limpa e sem violencia apos o fechamento das urnas e a contagem dos votos. Foi uma enorme contraste com a ultima eleicao em 2007, onde mais de 1000 cidadaos quenianos morreram por causa de tumultos etnicos.

O presidente do Quenia, o senhor Mwai Kibki, disse em meio a uma enorme multidao celebrando este momento histosrico que a nova Constituicao sera um "escudo e defensor" enquanto lutamos contra a pobreza, doencas, e tambem a ignorancia." O Quenia tem um longo legado de rivalidades etnicas. O pais possui mais de 40 diferentes grupos etnicos, e os britanicos sem pudor algum enquanto colonizadores distribuiram estes grupos entre: Maasai os guardas, os Kikuyu os fazendeiros, os Luos os professores, os Kambas os burocratas, etc.

Depois de sua independencia em 1963, as divisoes etnicas internas foram exarcebadas sob a regra de um sistema politico onde os vitoriosos levavam tudo. Isto obviamene abria caminho para uma concentracao enorme de poder e tambem de corrupcao.

A nova Constituicao esta tentando resolver este enorme problema criando mecanismo para um maior poder local, dando aos quenianos direitos fundamentais como: liberdade, de expressao, credo, reuniao, etc., e com isto abrir caminho tambem para um seria reforma agraria.

Depois da violencia de 2007, muitos quenianos lutaram para minimizar a importancia da identidade etnica. Mesmo assim os analistas no pais dizem que os eleitories provavelmente continuarao votando em blocos etnicos. Para vencer a eleicao em 2012 um candidato precisa ter a maioria dos votos dos 5 principais grupos etncios - os Kikuyus, Luhya, Luo, Kalenjin, e tambem Kamba. E nesta area que o foco politico esta mudando.

E claro que ha ainda enormes tensoes etnicas, ha tambem o problema com os candidatos que disputaram as eleicoes de 2007 e que foram acusados de instigar violencia. Entretanto, o fato e que com a ratificacao da nova Constituicao, o Quenia da um enorme salto para resolver seus problemas nao com sangue, mas sim na forma democratica dos paises civilizados.

Exibições: 59

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2020   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço