Religiosos de Matriz Africana marcham contra intolerância neste domingo (25)

A partir das 9h deste domingo (25), adeptos do Candomblé e da Umbanda de Salvador, municípios da Região Metropolitana e Recôncavo sairão do final de linha do Engenho Velho da Federação (Busto Mãe Runhó) em direção ao Dique do Tororó na 8ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa, pedindo o fim da intolerância e do desrespeito a ambas religiões e de agressões a seus adeptos.
A Caminhada, que é realizada há oito anos pelo Coletivo de Entidades Negras (CEN) e que esse ano contará com o apoio do Fórum de Religiosos de Matriz Africana (FERMA), integra as comemorações pelo Dia Nacional da Consciência Negra e, de acordo com organizadores, deve reunir em torno de dois mil participantes.
Intolerância - De acordo com o Censo Demográfico divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Candomblé e a Umbanda – religiões de matriz africana – estão na quarta posição entre as mais populares. Na Bahia, 47.069 pessoas são praticantes destas crenças. “Os dados nos contentam, mas estamos assistindo a um recrudescimento da agenda social brasileira a partir da forte reação da direita religiosa representada pelos setores evangélico-pentecostais que, ao disporem de recursos financeiros e espaços nos meios de comunicação, vêm a cada dia, ocupando mais e mais espaços, espalhando o discurso de demonização das religiões de matriz africana, transformando o Brasil num país intolerante à diversidade religiosa, cultural e racial. Vamos às ruas todos os anos para lembrar que sabemos do nosso direito ao culto dos nossos ancestrais e que vamos lutar, marchar e gritar por ele”, afirma Marcos Rezende, coordenador do Coletivo de Entidades Negras.
SERVIÇO:
O quê: 8ª Caminhada pela Vida e Liberdade Religiosa e ato lúdico no Dique do Tororó
Quem: Coletivo de Entidades Negras (CEN) e Fórum de Religiosos de Matriz Africana (FERMA)
Onde: Final de linha do Engenho Velho da Federação (Busto Mãe Runhó) ao Dique do Tororó
Quando: 25 de novembro (domingo), a partir das 9h
Contato/entrevistas:
Marcos Rezende, coordenador do Coletivo de Entidades Negras: (71) 8813-9905/9225-9992/96599093
Equede Noélia Pires, Coordenadora Executiva do Fórum Estadual de Religiosos de Matrizes Africanas (71) 8712-0142/9907-4510

 

Exibições: 383

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Maria Isabel (Isa) Soares em 25 novembro 2012 às 0:24

Comparto totalmente. Axé para tod@s nós.

Comentário de Inaiá Boa Morte Santos em 23 novembro 2012 às 13:15

Estarei lá 

Comentário de Sérgio Cumino em 23 novembro 2012 às 12:52
CAMINHADA DO POVO DO SANTO
O povo dos Ilês caminha
Levando no peito orgulho
Aos ventos cantigas de Fé
É sol tamanho sua alegria
E das janelas vêem múrmuros
E venha junto quem quiser
Em passos rítmicos cantam
Com contas, ração e turbantes
Vibrando ondas ao Olorum
Sorrisos que todos encantam
Subverte a moral intolerante
Nos Caminhos talhados por Ogum
Brandindo o passeio ao norte
onde reina irmão de Ode
Rio de pessoas de branco leito
Viver Orisá é nosso Consorte
Que nossos Autos são de ASÉ
Força d’alma contra preconceito
Mãos dadas nossa corrente
Diferente daquelas das senzalas
com nossa alegria ninguém pode
A liberdade é nosso ventre
Fundadas em arvores sagradas
É a benção divina que nos cobre
Embalado pela magia do tambor
Nas ruas passeio de fundamento
São as energias do lindo manto
Nossa resistência esta no amor
semblante de nobre sentimento
Divino passeio do povo de santo
Mãos dadas formam laços
De famílias de outros ventres
Os Ilês nas ruas da Bahia
Nação pede por seus passos
Preconceito sabe quem sente
Lavem os caminhos que nos guia
Sérgio Cumino

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço