Religiosos farão protesto contra projeto de vereador que proíbe “sacrifício de animais” em rituais

candomble-a-francesa-12

Redação Correio Nagô – Após o vereador Marcell Moraes (PV) ter apresentado na sessão ordinária desta terça-feira (30) o polêmico projeto de proibir que animais sejam sacrificados em rituais realizados em terreiros de candomblé, representantes de religiões de matrizes africanas prometeram fazer uma mobilização na próxima segunda-feira (6) na Câmara de Vereadores de Salvador.

“O projeto está rodeado de intolerância. Fere a Constituição e o direito à liberdade de culto religioso. É um retrocesso. Não podemos aceitar”, disse, em entrevista ao Portal Correio nagô, o vereador Sílvio Humberto (PSB).

Para ele, as religiões de matrizes africanas te como um dos princípios a defesa do meio ambiente. “A forma como ele argumenta é intolerante e autoritária. Não se coloca no lugar do outro. Uma cidade negra como Salvador não pode deixar um projeto dessa natureza prosperar, mas pelo que vi dos vereadores esse projeto não deve ir para frente”, complementou Humberto.

A socióloga e presidente do Conselho de Desenvolvimento da Comunidade Negra da Bahia (CNDC), Vilma Reis, ressaltou que o primeiro aspecto que “tem que ser enfrentado” no debate é a chamar a utilização de animais nos cultos de “sacrifício”.

“Chamar de sacrifício é uma forma intolerante de quem ignora as práticas religiosas. Diversas religiões no mundo fazem oferendas com carneiros e outros animais. O estranho é esse ataque cotidiano às religiões de matrizes africanas de cunho racista”, ponderou Reis.

“É uma aberração um legislador ter uma posição política como esta porque o legado imaterial de Salvador está ligado ao legado das religiões de matriz africana”, complementou a socióloga.

Já para o presidente da Associação Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu (Acbantu), Taata Lubitu Konmannanjy, o vereador teria que se colocar contra também os frigoríficos e empresas como a Perdigão. “O abatimento que se faz é com respeito ao animal. Tem reza, canto e além de tudo é o alimento que comemos no nosso ritual. Isso é uma questão de intolerância religiosa”, destacou.

De acordo com informações do A Tarde, o caso ganhou repercussão também nas redes sociais. Em seu perfil no Facebook, o médium baiano José Medrado criticou a iniciativa do vereador. "É preciso conhecer, para não satanizar a religião de ninguém", afirmou.

Em sua postagem, Medrado questionou a intenção do projeto. "Todas as partes do animal vão servir de alimento, nada é jogado fora. O couro do animal é usado para encourar os atabaques, o animal inteiro é limpo e cortado em partes; algumas partes são preparadas para os orixás e o restante é destinado aos demais", argumentou.

Em entrevista a um site de notícias local, Marcell Moraes declarou que encara com tranquilidade a promessa de manifestação. "Será até bom que poderei expor os meus motivos. Sou um defensor da causa dos animais. Não tenho nada contra o candomblé ou qualquer outra religião", explicou o vereador verde.

Marcell disse que “não tem nada contra a religião, mas é contra o uso de animais para os rituais”. “Não tenho um projeto de religião. A proposta é voltada para a área de animal. As pessoas precisam refletir mais sobre a preservação dos animais. É importante lembrar que cultura não pode virar tortura”, emendou.

Marcell ofereceu ainda, uma alternativa aos frequentadores de terreiros de candomblé, caso a medida seja aprovada. “A própria religião prega que os orixás são bons e puros. Então, elas (entidades religiosas) vão compreender se trocar a oferenda e oferecermos folhas ou plantas no lugar dos bichos sacrificados”, opinou.

*Por Anderson Sotero

Exibições: 889

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de NADIR NÓBREGA OLIVEIRA em 1 maio 2013 às 13:28

Os orixás, encantados, nkisses e voduns sabem muito bem das nossas lutas e das intenções dos que os procuram como clientes quando querem resolver os seus problemas e dos seus familiares. Com certeza este vereador verde que não quer trabalhar para fazer jus ao seu belo salário deve ser um destes que o meu irmão Adelson educadamente chama de fura ronkó. Continuo insistindo em ouvir a opinião do nosso verde e ex ministro Gilberto Gil, como religioso de matriz africana e homem político, com a mesma rapidez que ele teve ao defender a cantora Ivete Sangalo, quando o Presidente do bloco afro Olodum afirmou que ela é branca e  dona do Carnaval baiano. 

Comentário de Claudia Martins em 1 maio 2013 às 12:46

Meu Deus, quanta ignorância !

De novo essa lenga, lenga, em pleno século XXI  ? O povo negro não merece !

Será que ele nunca leu o Antigo Testamento (Bíblia Sagrada), nunca leu nada sobre o judaísmo ?

E o peru do " Dia de Ações  de Graça"  que os americanos sacrificam toda última quinta feira de novembro  e os cristãos no Natal ?  Só para ficar nesses exemplos.  

A propósito, hoje comemoramos os 70 anos da  Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)  no Brasil. Confiram no meu blog:  

1º de Maio Dia Mundial do Trabalho. Direitos Trabalhistas no Brasil. Os 70 Anos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Trabalho Infantil. Profissões mais Populares

http://serravallenaafricadosul.blogspot.com.br/2013/04/1-de-maio-di...

Feliz dia do trabalhador  !

Comentário de Adelson Silva de Brito em 1 maio 2013 às 10:35

Minha Irmã Nadir....

Suas observações se adiantaram a minha inciativa. Realmente, o que falta a esse senhor, seguramente é  pegar no serviço para o qual foi eleito pelos incautos que ainda votam nesse pais, sem esperança de dias melhores, já que os "eleitos" (com algumas raríssimas excesões), se apossam do cargo para se autopromover e implementar suas agendas corporativas. Aliás, o que se tem notíca é que esse "congresso municipal" que está aí ganhando, cada um o salário que daria para pagar dignamente a vários professores, ainda não votou qualquer projeto, mostrando a fragilidade de um sistema eleitoral enganoso enquanto corrupto e doente.Senhor vereador, a cor do seu partido, como bem lembrou a Nadir, é a cor da mata de Odé, Ossain e dos Caboclos e Encantados.

Caro Senhor Vereador e seus seguidores de qualquer que seja a vertente da intolerãncia religiosa que professam: Se voce sabe tanto do "sacrifício de animais" sem ser pertencer as nossas religiões, é por que osenhor deve ser um "fura runcó" daqueles mais "ekefidan" que a história afrobrasileira dessa terra já teve a capacidade de produzir. Ou então não devia se proppor a falar do que não conhece.Vamos abaixar a Cabeça para os Orixás Voduns e Inquices, fazer as oferendas do modo tadicional, conforme preceitua a herança multimilenar desse rico legado. Seja humilde e se afaste da boçalidade, assimquem sabe, o senhor presta um melhor serviço a nossa Salvador.

Estou preparando um tempo para me pronunciar melhor sobre o tema.

Ogan Sobossi Mawo Nanansi Kwe Vodun Zo Adelson de Brito

Comentário de NADIR NÓBREGA OLIVEIRA em 30 abril 2013 às 23:02

Este vereador   verde ( cor do Oxóssi) que não tem proposta de trabalho e com certeza está sendo cobrado pelos seus eleitores,  faz com que a sua intolerância religiosa e racismo sejam assuntos para ter visibilidade na mídia e calar as bocas dos insatisfeitos e idiotas que o elegeu. Ele e os seus seguidores devem é fazer valer uma escola pública de qualidade, ofertar empregos, cursos de capacitações, botar o metrô prá funcionar, iluminar e tirar os lixos das ruas, cuidar da segurança, diminuir o índice de criminalidade, ter atrações artísticas em várias partes de Salvador entre elas os bairros: Uruguai, Mussurunga, São Cristovão, Regis Pacheco, Massaranduba e Boca do Rio. Salvador está precisando de autoridades que trabalhem e deixem de blá, blá, blá e lek lek. Quero ouvir também as opiniões dos verdes: Gilberto Gil e Juca Ferreira.

Comentário de Instituto Mídia Étnica em 30 abril 2013 às 21:27

Fique bem informado/a. Leia mais notícias no www.correionago.com.br

#Correio Nagô - Informação do seu jeito!

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço