Rio de Janeiro acolhe Encontro de Cinema Negro Brasil África e Caribe

A sessão de abertura será nesta quinta-feira, às 17h, no Cine Odeon Petrobras, na Cinelândia, no centro do Rio, um dos três locais onde os filmes serão exibidos nos sete dias da mostra.

 

Rio de Janeiro - Mais de 50 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens, poderão ser vistos de hoje (24) a 1º de dezembro, dentro da programação do 5º Encontro de Cinema Negro Brasil África e Caribe.

Realizado sempre em novembro – mês da consciência negra – o evento é uma iniciativa do Centro Afro Carioca de Cinema e tem como curador, desde a sua primeira edição, o ator e cineasta Zózimo Bulbul. A sessão de abertura será nesta quinta-feira, às 17h, no Cine Odeon Petrobras, na Cinelândia, no centro do Rio, um dos três locais onde os filmes serão exibidos nos sete dias da mostra.

“O Encontro de Cinema Negro não é um festival, porque não visa à competição, mas sim um evento de intercâmbio cultural”, esclarece Bulbul. Um dos homenageados nesta edição é, no entanto, um festival de cinema africano, que em março deste ano teve Bulbul como o primeiro cineasta brasileiro a compor seu júri: o Fespaco – Festival Pan Africano de Cinema de Ouagadogou, de Burkina Faso. Uma seleção de filmes exibidos – e premiados – no Fespaco integra boa parte da programação do encontro.

O outro homenageado, também de Burkina Faso, é o ator e diretor Sotigui Koyaté, que morreu em 2010, um ano depois de ter recebido o Urso de Prata de melhor ator do Festival de Berlim, na Alemanha, pelo filme Bouchareb. Serão exibidos dois filmes em que ele atua - La Génese, de Cheick Omar Sissoko, e A Modern Griot, de Mahamat-Saleh Haroun.

Para Zózimo Bulbul, o Encontro de Cinema Negro representa uma oportunidade rara de contato com a atual produção cinematográfica africana e caribenha. “São filmes que não terão exibição comercial no Brasil, mas de grande qualidade”, afirma. A programação também destaca o olhar de realizadores brasileiros sobre o continente africano. São filmes de quatro jovens cineastas – Janaína Re.Fem, Luciano Vidigal, Alexandre Rosa e Terê Ferreira, produzidos durante viagem a diferentes países da África, patrocinada pelo Centro Afro Carioca de Cinema.

Quatro cineastas africanos – Mansour Sora Wade, do Senegal; Yaba Badoe, de Gana; Cheick Omar Sissoko, do Mali, e Leão Lopes, de Cabo Verde – e dois do Caribe – Rigoberto Lopes, de Cuba, e Philipe Judith Gozlin, de Guadalupe – estarão presentes para apresentar seus filmes e participar de palestras. Além do Cine Odeon Petrobras, as exibições, com entrada franca ou ingressos a R$ 2, e debates serão realizadas no Centro Cultural Justiça Federal (CCJF), na Cinelândia, e no Espaço Oi Futuro, em Ipanema.

A programação completa pode ser consultada no site www.afrocariocadecinema.org.br.

 

Africa21

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço