Rio dos Macacos: Bando de Teatro Olodum é impedido de entrar no local

Mariana Mendes

Gildo Lima | Ag. A TARDE

Mais um impasse entre os moradores da Quilombo Rio dos Macacos e a Marinha do Brasil (MB) marcou a manhã deste domingo (8). O elenco do grupo Bando de Teatro Olodum, que faria uma leitura dramática de um dos seus espetáculos às 10h na comunidade, localizada próximo à Base Naval de Aratu, em Salvador, foi impedido de entrar no local pela MB. O ex-secretário estadual da cultura e diretor do grupo teatral Márcio Meirelles esteve no local e tentou negociar com o comando do distrito naval o acesso ao quilombo, mas foi em vão.

Segundo o advogado da Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais no Estado da Bahia (AATR-Ba), Pedro Diamantino, todo o grupo esteve na portaria da Base Naval por cerca de três horas na tentativa de a entrada ser liberada. Por volta das 11h30, Márcio Meirelles informou que o acesso não seria autorizado no dia, mas que na terça-feira (10), ele e a MB voltariam a conversar, com um pedido formal, sobre a possível realização do evento na comunidade.


Segundo Meireles, o comandante da Base Naval de Aratu, Marcos Costa, teria alegado que não houve um pedido formal da companhia de teatro solicitando a entrada do grupo e realização do evento e, com isso, a MB não pôde autorizar o acesso. Ainda segundo Meirelles, o comandante teria dito que soube do evento pelas redes sociais e que, por se tratar de uma área de segurança nacional, não poderia liberar a entrada de cerca de 80 pessoas, que não estão cadastradas, sem que houvesse uma ordem de autorização.


Meirelles, no entanto, se mostrou otimista quanto à possibilidade da realização do encontro na próxima terça. "O bom senso diz que um grupo de teatro não é algo que vá pôr em risco a segurança do local", disse. O diretor informou ainda que a MB também está ciente sobre o tema do espetáculo. "Eles sabem que é um ato de apoio à comunidade por questões históricas, culturais e até políticas. Tem gente aqui [no Quilombo Rio dos Macacos] que nunca foi ao teatro, nunca viu o teatro. E o termo teatro significa isso 'onde se vê'", falou.

O texto da montagem “Candaces, a Reconstrução do Fogo” ressalta mitos e símbolos da ancestralidade africana no Brasil, além de contar a história de resistência das rainhas guerreiras associada à luta da comunidade quilombola pela dignidade e em defesa do seu território.

Para o advogado Pedro Diamantino, a atitude da Marinha é um falta de respeito aos direitos humanos. "Não permitir uma manifestação artística cultural é restringir todos os níveis dos direitos humanos. É inacreditável como isso ainda está acontecendo em 2012", declarou. Ele explicou que caso o grupo tentasse entrar por outras vias de acesso, a MB poderia considerar “violação de área de segurança nacional”.

A representante da Associação dos Quilombolas, Rosimeire dos Santos, lamentou o fato de a companhia de teatro não ter consigo acesso à comunidade. “O que eles fizeram foi tirar o direito que uma pessoa normal tem. A comunidade vive como uma verdadeira senzala. Impediram hoje como todas as outras vezes. Infelizmente esse é o governo que a gente tem”, declarou.

A reportagem de A TARDE entrou em contato com a Marinha do Brasil. Ela informou que uma nota oficial deverá ser divulgada à imprensa a partir desta segunda-feira (9).

Declarações - O Comando do 2º Distrito Naval divulgou nota oficial no dia 14 de junho [leia na íntegra - arquivo PDF], informando que o terreno onde está instalada a comunidade quilombola pertence à União Federal, estando sob a administração da MB, e que os moradores de Rio dos Macacos "residem irregularmente" na localidade. Segundo a nota, a "área foi desapropriada na década de 50, mediante justa e prévia indenização, estando consignado no processo que a empresa expropriada detinha a sua posse mansa e pacífica, sem contestação nem oposição de quem quer que fosse".

No dia 28 de junho, 14 dias após o comunicado da MB, a comunidade quilombola respondeu às acusações, divulgando material com a sua versão da história. Em nota de esclarecimento [leia na íntegra - arquivo PDF], os moradores do Rio dos Macacos informou que a MB é "omissa aos fatos que reiteradamente vêm acontecendo na comunidade".

Entre as justificativas e queixas, o documento dos quilombolas diz que "A MB afirma colaborar para uma solução pacífica e célere que atendesse aos interesses de ambas as partes, informando que colocou à disposição da comunidade um terreno a 01 km do local. No entanto, além de não levar em consideração o nosso desejo e nosso direito de permanecer em nossa terra, em nenhum momento este projeto foi apresentado de forma oficial, o que reitera a prática da Marinha do Brasil de não cumprir os acordos “informais” até então firmados, como o não uso da violência e o fim do patrulhamento ostensivo no território do quilombo".

Episódio - No dia 28 de maio, o comando da MB esteve no Quilombo Rio dos Macacos para impedir a construção do imóvel de um morador antigo da comunidade, José de Araújo dos Santos. Ele teve a casa demolida por conta da chuva e resolveu construir em um outro espaço, dentro do quilombo.

A nota enviada pela MB explica que "os moradores não podem realizar qualquer tipo de intervenção no bem, sem a devida autorização judicial". José de Araújo deu início à construção e teria continuado, mesmo após notificação da MB e, por isso, mediante determinação de imediata paralisação de qualquer construção, oficiais da Marinha foram ao quilombo paralisar a obra.

O Comando do 2º Distrito Naval também negou as acusações de ameaças e maus tratos aos moradores de Rio dos Macacos. "O tratamento dispensado pela Marinha do Brasil aos moradores sempre foi respeitoso e humano, e todas as denúncias de conflitos envolvendo militares, que chegaram ao conhecimento do Comando do 2º Distrito Naval, foram devidamente apuradas, por meio dos procedimentos investigatórios pertinentes, não tendo sido encontrado, até o presente momento, qualquer indício que confirmasse a veracidade das acusações".

Fonte:A Tarde Online

Exibições: 676

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Antonia Conceição Abbamonte em 14 julho 2012 às 20:43

Prezada Dra Saide Kahtoni.

Muito bom o vosso ingresso no Correio Nagô, tenho acompanhado quase diariamente as toneladas de atividades da nossa Presidenta, tenho enviado os e-mails para a senhora inclusive, o plano real pelo que eu soube foi projetado no governo do Itamar Franco, não lembro bem os detalhes o que lembro é que no governo FHC houve a “doação” da Siderúrgica Vale, o mensalão já existia também, houve uma invasão de psdebistas no PT para “puxação” de tapete desse partido, a Soninha pedia voto para quem votava no nosso amigo e ex vereador Dr Nabil Bonduqui, dizendo que ele estava praticamente eleito devido ao enorme número de eleitores que votavam nele(grande professor da Fau, vereador no mandato da ex prefeita Erundina(, o que ocorreu é que ela acabou sendo eleita vereadora e ele ficou na suplência sem se reeleger, foi um “assalto” dos votos pois ela foi para a oposição no PPS (traição “sutil”, espertíssima..); pelo menos ficamos com as infinidades de BONS FEITOS que Dr.Nabil continuou a fazer apoiando as diferentes prefeituras do PT, preciso encontrar alguém que tenha mais SURU (paciência) que eu para rebater um ataque injusto que estão fazendo  contra nosso ex presidente [que também recebeu o título: “Dr Honoris Causa” (não lembro muitos detalhes pois os estudos que tenho “tentado” seguir requerem muita dedicação) pelo grande estadista que ele é) Lula e Dra Dilma, tenho muito o que estudar da sábia Cultura Ioruba, e espero encontrar alguém que abra os olhos do pessoal que conseguem ainda votar no psdb (esconderijo da maioria dos “chefes” da ditadura militar, com estratégias sobreviventes de se “tirar o chapéu”, um mimetismo fantástico...; mudando de assunto, há muito tempo não tenho ido no restaurante do Dr Walter Hanashiro, não sei se deixei o endereço para a senhora fica no Paraiso, SP, Rua Chuí 215, confirme pois faz tempo que não apareço lá, no CIAEV ele era muito atencioso e sempre respondia a toneladas de dúvidas que eu fazia para ele, fiquei tão encantada com a Medicina Natural que me livrou de uma dor que era na época a maior causadora de suicídios, meu entusiasmo me mantinha acordada 21 horas por dia; e deixo para a senhora e a todos (as) um convite meio em cima do “dia” de início do Seminário Internacional de Auto Educação Vitalícia, do dia 15 ao dia 22 de Julho para participar entrem no blog: http://vivalavanca.blogspot.com, deve ter o telefone da Escola e Comunidade Musso,(Mairiporã SP) onde será o Seminário, dá tempo de participar, são 3 dias no mínimo de participação, Mojubá.

Antonia    

Comentário de Antonia Conceição Abbamonte em 14 julho 2012 às 20:38

Prezada Dra Saide Kahtoni.

Muito bom o vosso ingresso no Correio Nagô, tenho acompanhado quase diariamente as toneladas de atividades da nossa Presidenta, tenho enviado os e-mails para a senhora inclusive, o plano real pelo que eu soube foi projetado no governo do Itamar Franco, não lembro bem os detalhes o que lembro é que no governo FHC houve a “doação” da Siderúrgica Vale, o mensalão já existia também, houve uma invasão de psdebistas no PT para “puxação” de tapete desse partido, a Soninha pedia voto para quem votava no nosso amigo e ex vereador Dr Nabil Bonduqui, dizendo que ele estava praticamente eleito devido ao enorme número de eleitores que votavam nele(grande professor da Fau, vereador no mandato da ex prefeita Erundina(, o que ocorreu é que ela acabou sendo eleita vereadora e ele ficou na suplência sem se reeleger, foi um “assalto” dos votos pois ela foi para a oposição no PPS (traição “sutil”, espertíssima..); pelo menos ficamos com as infinidades de BONS FEITOS que Dr.Nabil continuou a fazer apoiando as diferentes prefeituras do PT, preciso encontrar alguém que tenha mais SURU (paciência) que eu para rebater um ataque injusto que estão fazendo  contra nosso ex presidente [que também recebeu o título: “Dr Honoris Causa” (não lembro muitos detalhes pois os estudos que tenho “tentado” seguir requerem muita dedicação) pelo grande estadista que ele é) Lula e Dra Dilma, tenho muito o que estudar da sábia Cultura Ioruba, e espero encontrar alguém que abra os olhos do pessoal que conseguem ainda votar no psdb (esconderijo da maioria dos “chefes” da ditadura militar, com estratégias sobreviventes de se “tirar o chapéu”, um mimetismo fantástico...; mudando de assunto, há muito tempo não tenho ido no restaurante do Dr Walter Hanashiro, não sei se deixei o endereço para a senhora fica no Paraiso, SP, Rua Chuí 215, confirme pois faz tempo que não apareço lá, no CIAEV ele era muito atencioso e sempre respondia a toneladas de dúvidas que eu fazia para ele, fiquei tão encantada com a Medicina Natural que me livrou de uma dor que era na época a maior causadora de suicídios, meu entusiasmo me mantinha acordada 21 horas por dia; e deixo para a senhora e a todos (as) um convite meio em cima do “dia” de início do Seminário Internacional de Auto Educação Vitalícia, do dia 15 ao dia 22 de Julho para participar entrem no blog: http://vivalavanca.blogspot.com, deve ter o telefone da Escola e Comunidade Musso,(Mairiporã SP) onde será o Seminário, dá tempo de participar, são 3 dias no mínimo de participação, Mojubá.

Antonia    

Comentário de Gel Santos em 13 julho 2012 às 11:14

O País passa sim... por um grande retrocesso. Existe um caos espalhado pelos Estados brasileiro: na educação, na saúde e tantos outros setores estão sendo atingidos, quando deveriam terem avançados, principalmente  na questão dos direitos humanos. Não queremos esmolas; queremos dignidade, somos cidadãos, somos brasileiros e brasileiras  também. 

Comentário de Gel Santos em 13 julho 2012 às 9:14

Lembras  do Quilombo dos Palmares?

As histórias dos quilombos são de revoluções e quem sofre na pele, sabe o que é ser negro nesse País racista!

Comentário de Antonia Conceição Abbamonte em 13 julho 2012 às 6:40

Dona Rokza Stern Meir Hadsburg.

 

A nossa Presidenta Dilma, não era Presidenta em 1943, QUE VEIO DESTA DATA ESSA DESAPROPRIAÇÃO E TEM QUE SE VER TODA A PAPELADA, QUEM RECEBEU A INDENIZAÇÃO, E OUTRAS QUESTÕES QUE JÁ DEIXEI EM OUTRO COMENTÁRIO QUE FIZ AQUI  no Correio Nagô, como falar mal de quem mais  (continuando o governo Lula) abriu vagas universitárias , créditos para meia bolsa de estudos etccccccc.......................................................................NÃO É JUSTO O VOSSO JULGAMENTO,  ESSAS VERBORRÉIAS INSULTUOSAS QUE A SENHORA ADICIONOU NOS VOSSOS COMENTÁRIOS, MAS COMO ESTAMOS NUMA DEMOCRACIA, DRA DILMA VAI CONTAR COMO MAIS UM COMENTÁRIO DA PEQUENA PERCENTAGEM DOS QUE A DESAPROVAM, UM DOS ÚNICOS GOVERNOS A NÃO ENTRAR NESTA CRISE QUE TENHO CERTEZA QUE TEM SIDO PARA DESEQUILIBRAR OS PAÍSES QUE EXPORTAM PARA A EUROPA, EUA, ETC......MULHER DE GARRA, COM MUITA SOBRIEDADE NO TRATAR QUESTÕES DA DITADURA, E OUTRAS QUE ATODO INSTANTE SUA INTELIGÊNCIA, SABEDORIA VINDA DO DIALOGAR, LIDAR COM O ZÉ POVÃO, COM OS DIREITOS HUMANOS, COM A PROTEÇÃO ÀS NOSSOAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES, DÁ RESPOSTAS NUMA ALTURA DA GRANDE ESTADISTA QUE É, ECONOMISTA, GRANDE PESQUISADORA, ESTUDIOSA, UMA “MÃE GENTIL...” PARA NOSSO QUERIDO E SOFRIDO BRASIL ELA ESTÁ DE OLHO (NOS ERROS QUE OS DITADORES ESTÃO SEMPRE A “MANTER”, PARA ASSIM CONSEGUIRESMDOMINAR, MAS UM JÁ CAIU O Demóstenes, e outros do dem que aqui em são Paulo desviaram mais de 2 bilhões paraimplementação de esgoto em cidade turística e sumiram com o $), ASSIM COMO ESTEVE NOSSO GRANDE PRESIDENTE LULA, OUTRO ESTADISTA QUE MUITO ME ORGULHO DE TER VOTADO NELE NOS DOIS MANDATOS PRESIDENCIAIS, ESTÁ DE OLHO NESTE CAOS QUE NOSSO PLANETA ESTÁ, ARCANDO COM AS CONSEQÜÊNCIAS DAS HERANÇAS QUE RECEBEMOS DAS PSICOPATIAS DE NOSSOS ANTEPASSADOS, MUITOS DITADORES FARÃO DE TUDO PARA TIRÁ-LA DA PRESIDÊNCIA, para  ACABAREM COM TUDO QUE ELA FEZ PARA AS CLASSES MENOS PRIVILEGIADASM, MUITO AXÉ PARA NOSSA PRESIDENTA E PARA OS QUE REALMENTE TÊM CONTRIBUÍDO PARAA EVOLUÇÃO DE NOSSO PAÍS E MUITA ÀLÁFÍÀ PARA NOSSA PRESIDENTA, MUITO AXÉ PARA ELA E OS  QUE NÃO USAM HIPÓCRITAMENTE PELE DE CORDEIRO E CUJA A MENTECAPISSE (DE MENTECÁPITO, LOUCURA, LOUCO) SÓ OS CONSEGUEM FAZEREM “CAGAR” EM TUDO QUE FAZEM (BANDO DE BUNDÕES, MENTECÁPITOS).

PS :PEÇO DESCULPAS DO USO DOS NOMES VULGARES QUE ACABEI FAZENDO USO.

MOJUBÁ

ANTONIA

Comentário de Margareth Maria de Lima em 11 julho 2012 às 19:46

 

    o comandante da Base Naval de Aratu, Marcos Costa, desconhece   os  Direitos Constitucionais, artigo 5º

Comentário de Gel Santos em 9 julho 2012 às 11:51

Grande retrocesso esse que estamos vivendo... o povo grita justiça! - E a injustiça oprimir. Brasil contemporâneo

 com censura e indignidade. Quanta violência encima desse povo! 

Comentário de jorge amancio em 9 julho 2012 às 11:48

http://www.youtube.com/watch?v=UveNSxnb-vQ

poema de jorge amancio sobre o Quilombo Rio dos Macacos ( após 6:00 mim no vídeo)

Comentário de Antonia Conceição Abbamonte em 9 julho 2012 às 1:59

Mojubá, senhoras (es)

Estou quase na mesma situação desta comunidade, o que aconteceu foi:- Quem recebeu o dinheiro da indenização?, -Onde estão os documentos das desapropriações?, Qual o valor HOJE das áreas desapropriadas? -O recibo quem assinou? Qual foram os valores?-Um povo cuja cultura é a oralidade, deveriam ter áudios gravados com os responsáveis pelo quilombo SENÃO não dá para aceitar como uma transação legal, sólida, é levar o caso para o Supremo Tribunal de Justiça, paralelamente, ao Ministro da Defesa e ao mesmo tempo para a nossa Presidenta Dilma e “rodar a Baiana”, chamar nosso Babalao na África (pode ser até pela internete informem-se, fone 38629256 com dona Irene ou diretamente com nosso Baba King (Dr Sikiru Salami), e BOTAR PRA QUEBRAR, essas cabeças DURAS REPLETAS DE ARROGÂNCIA. Aqui em São Paulo também estou com um BANDO “remanescente” (mesmo dentro de minha família, da maldita raça de DITADORES), peçam orientação para essas pessoas, mais acima deste pessoal que parecem estarem mentindo (quem melhor para dizer são os sábios africanos e os superiores que estão no poder deste país...) Axé Ogun ye, moye,

           Ma jé a ch(s com um pontinho embaixo, som ce x)ori burúkú

           Ma jé a lu òfi àye o

           S(som de x)e olùgbèjà wa

 (Adura Ogun -Reza de Ogum---para um começo mais próximo à sabedoria que:...-‘ vem do âmago, do âmago do além âmago”..., como eu aprendi a dizer quando era uma Niko Niko Yokoshi (Yokoshi sempre sorridente), continuo Niki Niko (mas agora um tikinho) awo

Mojubá

Antonia.   

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço