Ronaldo Lemos: Governo quer proibir smartphones populares

Está em curso uma articulação do governo para proibir os smartphones populares --celulares fabricados na China feitos para o consumidor de baixa renda. Alguns custam menos de R$ 20, aceitam quatro chips e permitem trocar entre operadoras, aproveitando as promoções, como afirma Ronaldo Lemos, colunista da "Ilustrada".

Abaixo, ele explica que a Procuradoria quer processar as operadoras para impedir que os aparelhos populares funcionem nas redes do país.

"Seria uma das maiores discriminações institucionais contra a base da pirâmide da sociedade brasileira, pois hoje no Brasil são mais de 40 milhões desses celulares", afirma.

Os argumentos para o banimento são os usuais: pirataria, falta de certificado da Anatel e o mais importante, R$1 bilhão ao ano em perdas para a indústria nacional. "A situação deveria ser vista como um convite à competição".

Veja podcast aqui

Fonte - Folha de São Paulo

Exibições: 55

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço