SHOPPING CIDADE JARDIM É CONDENADO A INDENIZAR MÚSICO NEGRO

 

São Paulo - O Shopping Cidade Jardim foi condenado a pagar uma indenização ao músico negro Pedro Bandera por danos morais decorrentes do constrangimento que sofreu por seguranças do shopping ao tentar ingressar no estabelecimento para trabalhar em um show da cantora Marina de La Riva, na Livraria da Vila, em outubro de 2010. A decisão foi dada na última segunda-feira, dia 9/12, e divulgada pelo CEERT - Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (SP), que acompanhou as negociações divulgou a decisão.

Segundo a sentença, os depoimentos das testemunhas comprovaram que Pedro recebeu um tratamento diferente em comparação aos músicos brancos da banda que entraram com seus instrumentos no Shopping Cidade Jardim sem qualquer incidente. Na ocasião, Pedro chegou sozinho e foi constrangido por diversos seguranças que o questionavam sobre o porquê de sua entrada.

“Trata-se de uma vitória importante para que a administração do shopping se conscientize de que precisa assegurar um tratamento igualitário e respeitoso a todas as pessoas que cheguem ao estabelecimento”, analisa Daniel Teixeira, advogado de Pedro Bandeira.

O valor de dez salários mínimos foi abaixo do pleiteado, segundo Teixeira, o que será objeto de recurso. “De toda forma, o principal ganho em um caso como esse é o reconhecimento público de que uma pessoa negra sofreu um constrangimento indevido e que isso gerou uma condenação”, afirma.

O shopping deve recorrer da decisão.

 

Exibições: 88

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço